#Eurocopa2012 – Wroclaw – Conhecendo as cidades sedes da Euro 2012

A Eurocopa 2012 está chegando, no próximo dia 08 de junho teremos as partidas de abertura: Polônia x Grécia, na cidade sede de Varsóvia – Polônia, e Rússia x República Checa, na cidade sede de Wroclaw – Polônia.

Dando continuidade a nossa viagem pelas cidades que sediarão a Euro 2012, o Batom e Futebol convida você para juntos conhecermos a cidade sede de Wroclaw.


Wroclaw

Província: Dolny Śląsk (Baixa Silésia)
População: 633.000
Área: 293km²
Altitude: 120 metros acima do nível do mar
Lema: Wroclaw – o local de encontro

Pablo Picasso afirmou que a reconstrução de Wroclaw no pós-guerra foi uma grande inspiração para ele e não é difícil perceber porquê. Tal como Poznan, a cidade foi fundada numa ilha, Ostrów Tumski (Ilha da Catedral), no rio Oder, mas cresceu para outras onze ilhas, que estão unidas por uma rede de 112 pontes. Todas são diferentes, pois ao longo da sua tumultuosa história a cidade foi recebendo influências da Boémia, da Áustria e da Alemanha, por isso é que Wroclaw tem locais tão diferentes.

Para além de sua arquitectura gótica, dos eventos culturais e dos belos parques ribeirinhos, Wroclaw tem muitos mais atrativos. É a quarta maior cidade da Polônia, o maior pólo industrial e comercial e, com 13 instituições de ensino superior, é também um centro de educação de uma região que faz fronteira com a República Checa e a Alemanha.

 

HISTÓRIA

Wroclaw foi construída e reconstruída desde que foi criada no cruzamento de duas rotas comerciais: Via Regia e Amber Road. Pensa-se que o seu nome deriva do Duque Vratislav I da Boémia, à qual Wroclaw pertenceu entre 1135-1526. Depois, a próspera cidade foi rebatizada, pelos alemães, de Breslau. A cidade foi dominada pela Casa de Habsburgo e a Prússia foi crescendo pelo que, em 1871, Breslau tornou-se na sexta maior cidade da Alemanha.

Importante entreposto comercial a Oriente, Wroclaw tornou-se num complexo fortificado nas últimas fases da Segunda Guerra Mundial. O preço pago foi enorme: mais de metade da cidade foi arrasada e tornou-se parte integrante da Polônia, sob os termos da Conferência de Potsdam, 30 por cento da população de 600.000 pessoas que existia antes da guerra tinha desaparecido. A cidade foi repovoada com pessoas das regiões do leste, na maior parte originárias de Lviv, que atualmente pertence à Ucrânia. A reconstrução continuou até a década de 1980, apesar de uma grande enchente em 1997 ter inundado um terço da cidade e provocado enormes estragos.

ECONOMIA

Fundada no cruzamento de duas rotas comerciais e membro da Liga Hanseática, Wroclaw foi sempre um movimentado centro de comércio. Uma série de melhoramentos realizados no século XIX, como a fortificação das defesas do rio, provocaram um grande desenvolvimento, com a cidade a transformar-se num importante centro ferroviário e industrial, onde se produziam linho, algodão e trêns. Muito das empresas já não existem, mas a política de atrair investidores estrangeiros levou a um reforço do setor da alta tecnologia. Wroclaw tornou-se um importante centro financeiro desde 1989 e várias instituições financeiras de âmbito nacional estão sedeadas na cidade.

FIGURAS NOTÁVEIS

  • Adolph Menzel, artista (1815-1905) – famoso pelos desenhos, gravuras e pinturas, é considerado um dos maiores artistas alemães do Século XIX.
  • Günther Anders, filósofo (1902-1992) – autor de A Obsolência da Humanidade, um dos primeiros tratados sobre a ameaça nuclear.
  • Dietrich Bonhoeffer, pastor e teólogo (1906-1945) – ajudou a definir o papel do cristianismo no mundo secular e é um dos mártires do Século XX  imortalizados na Abadia de Westminster, em Londres.
  • Wanda Rutkiewicz, montanhista (1943-1992) – considerada uma das maiores montanhistas de sempre, tornou-se o primeiro cidadão polaco a escalar o Monte Evereste em 1978. Morreu no monte Kangchenjunga.
  • Andrzej Sekula, cinematógrafo (1954-) – tem no currículo filmes como Reservoir Dogs, Pulp Fiction e American Psycho.
  • Marek Krajewski, escritor (1966-) – linguista e escritor premiado de romances policiais cujas obras, que decorrem em Wroclaw antes da guerra, foram traduzidos para inglês, alemão e italiano.

Rynek

LOCAIS A VISITAR

O Rynek, a segunda maior praça da Polônia, é um bom lugar para começar a exploração e a vizinha Câmara Municipal é tão grande que demorou quase 200 anos a construir e tem três ruas no seu interior.

O complexo alberga um museu de arte e um tesouro, e é uma mistura de estilos arquitetônicos, o que também se nota no Rynek, que é um amálgama de gótico com extravagante Arte Nova, patente nas fachadas norte e sul, que foram reconstruídas depois de 1945.

O grande orgulho de Wroclaw não fica muito longe. A Racławicka Panorama é uma rotunda com 114 metros que tem uma pintura panorâmica de grandes dimensões, que retrata a batalha que decorreu em 1794 em Raclawice (uma aldeia localizada a 320 quilómetros), quando os camponeses polacos derrotaram o poderoso exército russo. Foi uma vitória fugaz, mas 100 anos mais tarde patriotas de Lviv encomendaram a pintura, que só foi enviada para Wroclaw depois da Segunda Guerra Mundial. As autoridades polacas tiveram receio de ofender os seus libertadores e só colocaram a obra em exposição em 1985.

A Cidade Velha é um emaranhado de ruas que pode demorar várias semanas para explorar, mas há outras partes da cidade com muito para oferecer, com destaque para a Ilha da Catedral, o berço de Wroclaw. A peça central é a gigantesca catedral de São João Batista, apesar do edifício eclesiástico mais antigo ser a pequena igreja de St Giles. Quando os visitantes estiverem fartos de tijolos e cimento, independentemente da sua beleza, poderão rumar ao Jardim Botânico ou ao Parque Szczytnicki, localizado numa das margens do rio.

Parque Szczytnicki

Fan zone: Plac Rynek (Praça do Mercado)
A fan zone de Wroclaw, com capacidade para 30,000 torcedores e localizada no coração da cidade, terá três telas gigantes e estará aberta durante todo o torneio das 10h00 às 00h00 (hora local). É gratuita e irá transmitir ao vivo os 31 jogos, nos outros períodos haverá outras atividades como testes futebolísticos de habilidade, concertos ao vivo e apresentações de DJ, bem como uma gama completa de bebidas e comida.

 Copernicus Airport Wrocław ()  is an international commercial airport in Wrocław in southwestern

TRANSPORTES
De e para

O Aeroporto Copérnico está localizado 13 kms a sudoeste de Wroclaw e a cidade tem voos regulares para Copenhague, Oslo, Paris, Bruxelas, Dublin, Eindhoven e Estocolmo, além de vários destinos na Alemanha, Reino Unido e Itália. Há também ligações diárias a Varsóvia e Gdansk, embora os trens, que partem da belíssima Wroclaw Główny, sejam uma alternativa agradável se o tempo permitir. Os trens expressos demoram apenas cinco horas até Varsóvia e também há serviços regulares de Poznan (2,5 horas) e Gdansk (7,5 horas). A vizinha estação de ônibus oferece  ligações a Varsóvia e a Poznan, com tempos semelhantes de viagem, assim como a vários destinos internacionais.

Distâncias para as outras cidades-anfitriãs do UEFA EURO 2012:
Poznan – 175 km
Varsóvia – 350 km
Gdansk – 480 km
Lviv – 620 km
Kiev – 1.090 km
Kharkiv – 1.515 km
Donetsk – 1.750 km

Centro e arredores
A cidade é servida por uma rede de ônibus. As viagens dentro do centro têm um custo fixo de 2.50zł, as viagens mais longas custam 3zł, enquanto os serviços rápidos e os ônibus noturnos (os que têm um número superior a 200) custam 5zł. Está sendo construída uma linha de ônibus eletrícos rápido para ligar a parte oriental da cidade ao aeroporto e ao Estádio Municipal de Wroclaw. O posto de turismo localizado no Rynek aluga bicicletas.

FUTEBOL

Qualquer atenção que se centre em Wroclaw raramente vai para além do WKS Śląsk Wrocław, clube-referência e que deixa os restantes rivais locais na sua sombra.

O Śląsk foi fundado em 1947, devido à fusão de duas escolas militares, a Pionier e a Podchorążak – dai a sua alcunha, “militares”. Foi um dos vários clubes a nascer na recém-estabelecida cidade polaca depois da Segunda Guerra Mundial, incluindo KS Ślęza Wrocław, WKP Odra Wrocław, KS Polonia Wrocław e Polar Wrocław. No entanto, o futebol em Wroclaw centra-se única e exclusivamente no Śląsk.

Mas, em 1945, o futebol não era algo novo na cidade. O SV Blitz Breslau, fundado por um grupo de antigos ciclistas à procura de uma nova forma de entretenimento, foi criado em 1897, e assumiu-se como um dos membros fundadores da Federação Alemã de Futebol (DFB). Uma cisão rapidamente levou à formação do SC Schlesien Breslau, que se traduz em polaco para Śląsk Wrocław, embora não exista qualquer ligação entre os dois clubes.

O ponto-alto dos “militares” surgiu em 1977, quando liderado por Janusz Sybis, autor de dez gols, ganhou o campeonato pela primeira vez, e a única até o momento. Um ano antes, o Śląsk tinha ganho o seu primeiro troféu de relevo, a Taça da Polônia, e foi preciso uma sólida equipe da SSC Napoli para destroçar as suas ambições na Taça das Taças, eliminando-os nas quartas-de-final.

Voltou a ganhar a Taça da Polônia em 1987 e terminou atrás do campeão Wisła Kraków no campeonato de 2010/11. Em relação aos outros clubes, o Odra e o Polar, em particular, limitam-se a participações interessantes na Taça da Polônia, mas existe outra equipe na cidade com sucesso. A equipa feminina do KŚ AZS Wrocław ganhou oito campeonatos consecutivos entre 2001 e 2008, para além de quatro Taças da Polónia.

Lendas do futebol local
O meia Lesław Ćmikiewicz e o goleiro Jan Tomaszewski fizeram parte da gloriosa seleção polaca de 1970, somando 57 e 63 partidas respectivamente. A dupla nascida em Wroclaw ajudou a equipe a terminar no terceiro lugar da Copa do Mundo de 1974, e depois ganharam a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 1976. Ćmikiewicz, que teve uma breve incursão nas lides de treinador em 1993, já tinha ganho a medalha de ouro quatro anos antes. Outro jogador querido de Śląsk, o meia Ryszard Tarasiewicz, marcou nove gols em 59 partidas, numa carreira onde representou Neuchâtel Xamax FC e RC Lens.

Sabia que?
O Śląsk participou regularmente nas competições europeias das décadas de 1970 e 1980. O melhor resultado foi conseguido em 1976/77, quando a equipe foi eliminada pelo SSC Napoli nas quartas-de-final da Taça dos Vencedores das Taças.

OUTROS DESPORTOS

A equipe de handebol do Śląsk Wrocław foi uma potência da modalidade durante vários anos, e continua deter o recorde de 17 títulos de campeã da Polônia. Conquistou sete títulos na década de 1970, um período em que um dos mais famosos desportistas de Wrocław, Lesław Ćmikiewicz, ajudou a Polônia a conquistar a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1976. A equipe de handebol do Śląsk Wrocław ganhou 15 campeonatos. O WTS Sparta Wrocław venceu quatro campeonatos polacos de velocidade, e ainda em 2009, o Centennial Hall, que é património da UNESCO, acolheu jogos do EuroBasket 2009, que foi ganho pela Espanha, e do Campeonato da Europa de Voleibol Feminino, que consagrou a Itália.

Encerramos aqui mais uma visita a uma das cidades sedes da Eurocopa 2012, desta vez visitamos Wroclaw e adoramos nossa viagem! Convidamos você para nos acompanhar em nossa próxima aventura, na cidade sede de Donetsk na Ucrânia.

Até lá!

Fonte: http://pt.uefa.com

Veja Também! #Eurocopa2012 – Varsóvia – Conhecendo as cidades sedes da Euro 2012 http://wp.me/pXxpG-4U1

Siga o Batom e Futebol no Twitter: @Batom_efutebol

Por JGalvão

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.586 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: