Archive for setembro \30\UTC 2011

Mourinho organiza churrasco no Real Madrid

O técnico José Mourinho surpreendeu o elenco do Real Madrid com um churrasco realizado entre os treinos da manhã e da tarde desta sexta-feira. O português e seus auxiliares fizeram a confraternização em meio a rumores de possíveis desavenças do treinador com alguns jogadores. O Real Madrid ocupa atualmente a quinta colocação do Campeonato Espanhol e visita o Espanyol em Barcelona, no domingo. A liderança é do Bétis, que pode ser passado também pelo Barça.

Veja como foi descontraído o churrasco do Mourinho!


churrasco Real Madrid (Foto: Site oficial do Real Madrid)“Churrascão” de José Mourinho (Foto: Site oficial do Real Madrid)

 

churrasco Real Madrid (Foto: Site oficial do Real Madrid)Jogadores do Real relaxam durante churrasco organizado por Mourinho  (Foto: Site oficial do Real Madrid)
Anúncios

Löw quer foco total da equipe para 100% de aproveitamento nas eliminatórias da Euro!

Apesar de já estar classificada para Eurocopa 2012, a Alemanha vai entrar com tudo nos dois últimos jogos das eliminatórias do torneio, contra Turquia e Bélgica, em outubro. Após divulgar a lista de convocados para os duelos dos próximos dias 7 e 10 de outubro, o técnico da seleção germânica, Joachim Löw, falou sobre sua ideia de terminar a campanha com 100% de aproveitamento.

– Foi importante nos classificarmos por antecipação, agora queremos manter o foco e concentração. Nosso objetivo é terminar as eliminatórias invictos com dez vitórias em dez jogos – afirmou Löw.

Entre os 24 convocados, os destaques ficam para os retornos de Khedira e Mário Gómez, que ficaram foram da última lista por conta de lesões.

Confira a lista de convocados:

Goleiros: Manuel Neuer (Bayern de Munique), Tim Wiese (Werder Bremen), Ron-Robert Zieler (Hannover);

Defensores: Dennis Aogo (Hamburgo), Jerome Boateng (Bayern de Munique), Holger Badstuber (Bayern de Munique), Philipp Lahm (Bayern de Munique), Benedikt Howedes (Schalke), Mats Hummels (Borussia Dortmund), Per Mertesacker (Arsenal), Christian Trasch (Wolfsburg);

Meias: Mario Gotze (Borussia Dortmund), Sami Khedira (Real Madrid), Mesut Özil (Real Madrid), Toni Kroos, Thomas Müller (Bayern de Munique), Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique), Marco Reus (Borussia M’gladbach), Simon Rolfes (Bayer Leverkusen), Andre Schurrle (Bayer Leverkusen);

Atacantes: Lukas Podolski (Colônia), Mario Gomez (Bayern de Munique), Miroslav Klose (Lazio), Cacau (Stuttgart).

Fonte: http://globoesporte.globo.com

JGalvão

Conheça os 14 sintomas que devem levá-lo imediatamente ao médico

Da perda de peso a crises de vômitos sem explicação, alguns sinais do corpo podem servir como indicadores de graves problemas de saúde

Casos de vômito repentino podem ser um prenúncio de infarto ou mesmo um indicativo de problemas vascular, digestivo ou neurológico

Casos de vômito repentino podem ser um prenúncio de infarto ou mesmo um indicativo de problemas vascular, digestivo ou neurológico (Thinkstock)

Sede intensa, perda de peso sem motivo aparente ou um caso de febre persistente. Algumas mudanças bruscas no funcionamento do corpo podem ser o primeiro indicador visível de doenças ou disfunções do organismo. Ao surgimento desses sintomas, especialistas são unânimes em alertar: procure um médico imediatamente. Quanto antes uma doença, um problema ou um transtorno forem diagnosticados, maiores são as chances de sucesso do tratamento.

De acordo com Antonio Carlos Lopes, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, a demora em procurar ajuda médica pode resultar em complicações no tratamento que poderiam, muitas vezes, serem evitadas. “O ideal é que se procure um médico já nas primeiras 48 horas após o aparecimento desses sintomas”, diz.

Confira abaixo uma relação de 14 sintomas elencados por especialistas consultados por VEJA, que devem servir como um sinal de alerta importante. Ao surgimento de algum deles, o ideal é que um médico seja procurado para o devido diagnóstico do problema.

Perda de peso sem causa aparente

Uma perda involuntária de mais de 10% do peso corporal nos últimos seis meses deve ser investigada. Diversas condições médicas podem causar o súbito emagrecimento. Entre elas estão o hipertireoidismo, o diabetes, a depressão e outros distúrbios psicológicos, doenças do fígado, cânceres ou outras doenças que interferem na maneira como o corpo absorve nutrientes.

Febre persistente

Normalmente, crianças têm mais casos de febres do que adultos e com temperaturas mais elevadas, mesmo em situações benignas. Mas, quando essa febre dura mais de uma semana acima dos 37,5 graus, é hora de procurar um médico. De acordo com Arnaldo Lichtenstein, clínico geral do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo, mais da metade das febres sem causa aparente são causadas por infecções — que podem ir de uma infecção urinária a casos de tuberculose. Ainda há casos que são causados por cânceres (como o linfoma), doenças autoimunes, uso contínuo de alguns medicamentos e doenças reumatológicas. Se a febre for muito alta, acima dos 39,4 graus, o médico deve ser procurado o mais rápido possível.

Falta de ar

Se a dificuldade para respirar ultrapassa as limitações de um nariz congestionado ou da prática de uma atividade física pesada, pode haver um problema respiratório como pano de fundo. Entre as causas estão a doença pulmonar obstrutiva crônica, anemia, bronquite crônica, asma, pneumonia, embolia pulmonar e problemas de coração e pulmão. “Em alguns casos a falta de ar tem fundo emocional”, diz Antonio Carlos Lopes, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica. Os episódios de ansiedade costumam vir acompanhados de aumento na frequência cardíaca, sudorese, falta de ar e outros sintomas físicos.

Mudanças inexplicáveis nos hábitos intestinais

Entenda-se por alteração intestinal qualquer quadro que não seja o normal de cada pessoa. Entre as mudanças mais comuns estão: fezes com sangue, escuras ou amareladas; prisão de ventre ou diarreia persistente; e vontade incontrolável de defecar. Essas mudanças podem significar a presença de infecções bacterianas (como a Salmonella), virais ou parasitárias. Há casos ainda de problemas como a síndrome do intestino irritável, câncer de cólon e doença celíaca.

Mudanças repentinas no estado mental

Casos de confusões repentinas de pensamento, de concentração e de memória, ou desorientação tempo e espacial, e até mudanças súbitas no comportamento — como tornar-se agressivo — são sinais de que um médico deve ser procurado o mais breve possível. As mudanças rápidas no estado mental podem significar diversos problemas, como infecção, anemia, baixo índice glicêmico, desidratação ou problemas mentais. Em alguns casos, ela pode ser causada por um acidente vascular cerebral (derrame) ou por um tumor.

Sentir-se saciado mesmo depois de comer pouco

Sentir-se saciado após ingerir pequenas refeições é um sinal de que há algo errado com o organismo. Para saber se a saciedade chega antes da hora, vale uma regra de comparação: se ao comer a mesma quantidade de sempre, a pessoa sente-se empanturrada. Assim, ela acaba tende de comer menos do que o habitual para ficar saciada. A sensação de saciedade pode vir acompanhada ainda de náusea, vômitos, inchaço, febre e perda ou ganho de peso. As possíveis causas para o problema são: refluxo gastroesofágico, síndrome do intestino irritável, gastrite, úlcera, problemas na vesícula ou no esôfago. Em casos mais severos, pode ser sinal de câncer.

Ver flashes de luz

Visualizar manchas brilhantes ou alguns flashes de luz pode ser um sinal de alterações na retina, como uma má circulação ou mesmo seu descolamento. Outros problemas são alterações no vítrio do olho, um líquido que fica entre o cristalino e a retina. Há casos ainda que esses sinais luminosos indicam o começo de uma crise de enxaqueca com áurea.

Tontura ou sensação de desmaio

Casos em que a tontura ocorre após uma forte pancada na cabeça e vem acompanhada de febre alta, perda súbita de audição, dor no peito e visão podem ser graves e devem ser encaminhados imediatamente para o serviço de emergência hospitalar. Outros casos de urgência veem ainda acompanhados de enfraquecimento das pernas ou braços, fala embaralhada, perda de consciência e mal-estar. Entre as causas estão: problema cardíaco, anemia, enxaqueca, síndrome metabólica, transtornos de ansiedade, distúrbios emocionais ou neurológicos, lesões na cabeça e medicamentos.

Sede intensa e muitas idas ao banheiro para urinar

Beber quantidades elevadas de água (cerca de quatro litros por dia) e ir ao banheiro em intervalos menores do que o de costume podem ser sintomas de rinite alérgica ou de que os níveis de glicemia do sangue estão desregulados. “Em tempos secos, a pessoa com rinite bebe mais água e acaba indo ao banheiro”, diz Arnaldo Lichtenstein. Mas como o sintoma pode ser ainda um sinal de diabetes, deve-se procurar um médico para o diagnóstico adequado.

Urina escura ou pele e olhos amarelados

Quando a urina está com uma aparência escura, chegando a manchar a roupa, ou os olhos e a pela estão amarelados, o organismo pode estar enfrentando desequilíbrios de substâncias no sangue. Esse amarelamento pode ser causado por icterícia, hepatite, cálculo biliar, câncer de pâncreas ou de fígado e processos infecciosos variados.

Vômito

Quando o vômito acontece de maneira inexplicável, em pessoas que não tem histórico de vômitos sem um motivo aparente, ele pode ser um prenúncio de infarto ou ainda de problemas vascular, digestivo ou neurológico.

Dores torácicas

Dores no peito e no tórax durante a prática de um exercício físico podem ser sinal de que algo está errado. Quando a dor é recorrente e costuma desaparecer 10 minutos depois que a atividade física termina, ela pode ser um sinal de angina — um conhecido precursor do infarto cardíaco. Em casos mais amenos, no entanto, essa dor pode ser causada apenas pelo acúmulo de gases.

Tosse persistente

Uma tosse seca, do tipo que arranha a garganta e o pulmão e tem duração de mais de três semanas, pode ser reflexo do uso de alguns remédios ou o sintoma de problemas como tuberculose, sinusite ou mesmo de um refluxo de ácido do estômago.

Inchaço de membros

Pessoas acima do peso e com varizes têm, normalmente, um pouco de inchaço nas pernas ao fim do dia. Mas quando esse inchaço começa a aparecer mais cedo e vem acompanhado de falta de ar e inchaço no rosto, é hora de procurar um médico imediatamente. O sintoma, que acomete as duas pernas, pode estar sendo causado por problemas de coração e de rim. Quando apenas uma perna é afetada, no entanto, o inchaço pode ser o resultado de uma trombose e costuma vir acompanhado de dores fortes no membro.

* Fontes: Alfredo Salim, clínico geral e médico de família do Hospital Sírio-Libanês; Antonio Carlos Lopes, presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica; Arnaldo Lichtenstein, clínico geral do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (USP); Clínica Mayo

Fonte: http://veja.abril.com.br

JGalvão

Festivais: mudam as épocas, fica o espírito

Desde Woodstock, realizado há 42 anos, o encontro de bandas, cantores e milhares de pessoas em festivais servem para contar a história de uma geração e, nos últimos anos, para dar muito lucro e movimentar a economia

Show de Ivan Lins, cantor e compositor, no Rock in Rio I, 1985

Show de Ivan Lins, cantor e compositor, no Rock in Rio I, 1985 (Jorge Rosenberg)

Em um editorial publicado em agosto de 1969, a revista americana Time se referiu ao Festival de Woodstock, então recém-realizado, como um fato histórico de peso comparável ao de guerras, tratados e deposição de governantes. O fio que unia esses pontos, segundo a publicação, era o poder que certos movimentos populares têm de ”afetar mentes e valores de uma geração”. Com o texto, a Time corrigia as próprias impressões sobre o evento, emitidas em um primeiro momento, e saía na frente na compreensão de seu significado. “Ao olhar para a história da América nos anos 1960, os historiadores do futuro poderão compreender o significado desse movimento”, dizia o editorial.

Como previu a revista, Woodstock se tornou um fato relevante e indicativo de mudanças políticas e sociais de sua época. E, 42 anos depois, modelo para eventos semelhantes no mundo inteiro em que uma espécie de celebração da juventude é perseguida em moldes cada vez mais profissionais. Nos próximos meses, quando acontecerão no Brasil festivais de grande porte como o Rock in Rio (23 de setembro a 2 de outubro), o Planeta Terra (5 de novembro) o SWU Music & Arts (12 a 14 de novembro), as referências à reunião de bandas em uma fazenda nos arredores de Nova York virão à tona. A relação não é descabida, basta que se guardem as proporções históricas e se atualizem os referenciais, dos comportamentais aos financeiros. Virão à tona, também, as engrenagens de uma poderosa e rica indústria que grassa em todo o mundo.

Ao longo dos anos, as motivações políticas dos festivais foram deixadas à margem ou usadas como floreio publicitário para atrair plateias. Eles se transformaram em produtos capazes de render muito dinheiro. Dezenas de bandas e milhares de pessoas são capazes de movimentar a economia de um lugar, gerar empregos diretos e indiretos, e exigem estrutura hoteleira, de alimentação e transporte. É o caso, no Rio de Janeiro, do frenesi por vagas em hotéis no período do Rock in Rio, que tem orçamento de 60 milhões de reais, entre cachês e estrutura de palco, e vendeu 600.000 ingressos antecipados. A estimativa do setor hoteleiro é de que, nos oito dias de festival, a ocupação chegue a 95% e que, nas contas da prefeitura, o evento movimente 500 milhões de reais em gastos com serviços.

Paulínia, no interior de São Paulo, que este ano receberá o SWU, não será a única a lucrar com o evento. Ao menos dez cidades em seu entorno serão afetadas. A estimativa da prefeitura da cidade é que cerca de 120 milhões de reais sejam gastos na região.

Zeitgeist – A explicação para a reação eletrizada do público antes, durante e depois dos festivais é variada. Ter ido a um evento que pelo porte das bandas e cantores se anuncia inesquecível e afirmar-se como parte de um grupo são algumas razões — daí o grande slogan do Rock in Rio (RiR) serem as frases Eu Vou e Eu Fui. Para Luiz Felipe Carneiro, autor do livro Rock in Rio – A História do Maior Festival de Música do Mundo, todas as edições do RiR estão sob a sombra da primeira, realizada em 1985, ano subsequente ao fim da ditadura, quando o Brasil voltava a respirar largamente a liberdade. “Naquela época, shows internacionais no Brasil eram raríssimos e os festivais anteriores estavam quase sempre restritos à MPB. Ir às edições seguintes é como dar continuidade a essa história. As pessoas se sentem impulsionadas a fazer parte disso”, analisa.

Apesar das diferenças no formato (local fechado e não aberto) e no repertório (MPB em vez de rock), os citados festivais da canção realizados no país nos anos 1960 ajudam a entender um pouco a aura de um festival como o Rock in Rio. Todos se assemelham a uma grande partida de futebol, na opinião de Ricardo Calil, diretor do documentário Uma Noite em 67, que reconstrói a célebre edição do Festival da TV Record de 1967, em que nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil e Chico Buarque disputavam o prêmio principal. Unidos por uma mesma paixão, desconhecidos se juntam como em torcidas organizadas, diz Calil. “Vaiava-se vencedor, perdedor, apresentador, os jurados, mas as pessoas também choravam emocionadas com suas canções preferidas”, diz Calil. O espírito de comunhão, muito próprio dos festivais, aponta em geral para a alegria, mas também pode descambar para a hostilidade — lembre-se da saraivada de garrafas d’água sobre o baiano Carlinhos Brown no RiR de 2001. “Em 1985, no primeiro Rock in Rio, eu e o Ney Matogrosso fomos muito hostilizados pelos metaleiros”, disse o cantor e compositor Erasmo Carlos em entrevista ao site de VEJA.

Em suma, mudaram as motivações ideológicas e se agregaram profissionalismo, escala industrial, infra-estrutura e lucro, mas a disposição do público em festejar e aclamar seus ídolos — ou vaiar o ídolo alheio — permanece a mesma. Um festival pode não ter hoje os significados políticos de Woodstock, que se transformou em um grande ato contra a Guerra do Vietnã, além de ápice da liberação sexual em curso na época, e do RiR de 1985, que marcou a volta do Brasil à democracia, mas conserva a mesma química entre liberdade, atitude e experiência histórica e coletiva. Daí se pode entender como, por exemplo, cem mil ingressos do Rock in Rio foram vendidos em 2010 sem que nenhuma atração tivesse sido anunciada. “Isso é um sintoma de que a reunião de pessoas e uma marca forte podem ser superiores à música”, opina Luiz Felipe Carneiro.

Em um artigo publicado em 2004, em que fala de sua predileção por shows de rock (em tese, algo tipicamente juvenil), o escritor britânico Nick Hornby, hoje com 54 anos, defendeu a disposição de ser sempre jovem. “Juventude não é muito diferente de saúde: você encontra em maior abundância nos jovens, mas todos nós desejamos ter acesso a ela.” Festivais de música, pela energia com que eletriza a plateia, são bons exemplos de como é possível viver ou revivê-la, às vezes sem se importar com o que se passa no palco.

Fonte: http://veja.abril.com.br

JGalvão

Felipão e Luxemburgo estão na mira do Anzhi

Apesar de estar apenas interinamente no comando do Anzhi, o pentacampeão Roberto Carlos já planeja dar seus pitacos em futuras contratações da equipe. Em entrevista à Rádio Marca, da Espanha, o veterano brasileiro afirmou que vai ter uma reunião ainda nesta quinta-feira com o dono do clube russo, o bilionário russo Suleiman Kerimov, sobre o assunto.

E, na pauta, está também a escolha do futuro técnico da equipe. Com direito a nomes como os de Vanderlei Luxemburgo, do Flamengo, e Felipão, do Palmeiras.

– Vamos falar sobre contratações para a próxima temporada e de nomes como Gerrard, Lampard ou Pires (veterano francês ex-Arsenal e atualmente no Aston Villa). Para treinador, temos os nomes de (Fabio) Capello (comandante da Inglaterra), Guus Hiddink (técnico da seleção russa, Luxemburgo e Scolari – disse Roberto Carlos.

roberto carlos ao lado do auxiliar Gordeyev anzhi treino (Foto: Divulgação Site Oficial do Anzhi)Roberto Carlos ao lado de Gordeyev durante treino do Anzhi (Foto: Divulgação Site Oficial do Anzhi)

O lateral voltou a enfatizar que ainda não pensa seguir a carreira de técnico.

– É uma situação provisória, porque quero continuar jogando futebol. Além disso, a vida de treinador é muito complicada. No futuro, vejo a minha vida passar por Madri, São Paulo e Moscou, mas num papel de dirigente – salientou RC, que debuta na nova função no próximo domingo, diante do Lokomotiv, em casa, pela 26ª rodada do Campeonato Russo.

Mais sobre o Anzhi

O Anzhi, que fica na região do Daguestão, foi comprado no início do ano pelo bilionário russo Suleyman Kerimov. Além de Roberto Carlos, o empresário investiu alto também para tirar Samuel Eto’o do Inter de Milão e Zhirkov do Chelsea.

Nos últimos meses, a imprensa europeia especulou os nomes de vários treinadores como alvos do Anzhi. Entre eles, José Mourinho, do Real Madrid, Guus Hiddink, da seleção turca, e Avram Grant, ex-Chelsea e West Ham.

Equipe do Anzhi, com Roberto Carlos (Foto: Divulgação)Roberto Carlos com os companheiros do Anzhi: lateral agora será técnico também (Foto: Divulgação)

#Brasil2014 – Caribe quer marcar presença em 2014

Caribe quer marcar presença em 2014

© AFP

Em 1974, na então Alemanha Ocidental, o Haiti foi o segundo país caribenho a disputar a Copa do Mundo da FIFA, seguindo os passos dos cubanos de 36 anos antes. Os haitianos caíram no gosto da torcida, mas, apesar do apoio do público e do bom desempenho de Emmanuel Sanon no ataque, o selecionado voltou para casa ao final da primeira fase.

As presenças de nações do Caribe na Copa do Mundo da FIFA foram poucas até hoje, e apenas Cubaconseguiu passar da primeira fase, sendo eliminada nas quartas de final em 1938. Sessenta anos depois, a Jamaica chegou à França com um uniforme multicolorido, cabelos rastafári e o molejo do reggae. Então foi a vez de Trinidad e Tobago, que conquistou o direito de disputar a Copa do Mundo da FIFA 2006 na Alemanha. Mais do que participar, a seleção trinitária fez bonito ao segurar um empate em 0 a 0 com a Suécia em Dortmund, razão para um feriado nacional e um verdadeiro carnaval no país.

Grandes expectativas
Faltando menos de mil dias para a Copa do Mundo da FIFA 2014, 17 seleções caribenhas ainda sonham em viajar ao Brasil, entre elas as de Haiti, Cuba, Trinidad e Jamaica. “Não estamos muito longe dos sucessos que obtivemos em 1998”, afirma o técnico jamaicano Theodore Whitmore, que atuou como meio-campista no Mundial disputado na França e hoje dirige uma seleção aguerrida e veloz, liderada em campo pelo meia-atacante Dane Richards. “Só precisamos continuar na direção certa e encontrar o equilíbrio certo.”

Em boa posição no Ranking Mundial da FIFA/Coca-Cola, os jamaicanos, atuais campeões da Copa do Caribe, não estão entre os 15 representantes da CONCACAF na primeira fase de grupos do torneio classificatório. Juntamente com a seleção cubana, o país do reggae está garantido automaticamente na próxima fase, em que os adversários serão México, Estados Unidos, Costa Rica, Honduras e os seis vencedores dos grupos da etapa em andamento.

De olho em mais uma participação na competição máxima do futebol mundial, o selecionado deTrinidad e Tobago tem no comando o técnico alemão Otto Pfister e o capitão Kenwyne Jones. Nas duas primeiras partidas sob a direção de Pfister, a equipe obteve duas vitórias. “O povo de Trinidad e Tobago tem futebol no sangue”, diz o treinador, que já dirigiu 16 países de quatro continentes diferentes.

No caso do Haiti, um país marcado por tragédias e dificuldades, um retorno à Copa do Mundo da FIFA poderá ajudar a diminuir o sofrimento causado pelo terremoto do ano passado, que matou centenas de milhares de habitantes, entre eles muitos membros da comunidade do futebol. Os haitianos estão atualmente empatados com Antígua e Barbuda na primeira posição do Grupo F da segunda fase de grupos.

Esperança e otimismo
Atrás do quarteto de favoritos vêm outras seleções que apostam na esperança e no otimismo. Algumas delas, como Porto Rico (terceira colocada no Grupo D) e República Dominicana (terceira no Grupo A), têm o beisebol como principal esporte, mas estão crescendo muito no futebol. “Há um grande talento no futebol de Porto Rico”, afirma o técnico da seleção porto-riquenha, o costa-riquenho Jeaustin Campos, que assumiu o cargo para manter os avanços do antecessor, o norte-irlandês Colin Clark.

Granada, Barbados, Curaçao, Antígua e Barbuda, São Cristóvão e Névis e Bermudas são outras seleções que se desenvolveram nos últimos anos e sonham em realizar as mesmas façanhas dos países mais tradicionais da região. Já nos escalões mais inferiores, o Caribe conta com selecionados de pequenos territórios com populações muito pequenas. Para essas equipes, simplesmente disputar um jogo de eliminatórias já é uma conquista.

“Melhor do que isto só se ganharmos a final da Copa do Mundo”, chegou a destacar o diretor técnico das Ilhas Virgens Americanas, Keith Griffith, após a vitória sobre as Ilhas Virgens Britânicas na fase preliminar das eliminatórias. O pequeno arquipélago estadunidense hoje ocupa a rabeira do seu grupo, mesma situação enfrentada por Ilhas Cayman, Dominica, São Vicente e Granadinas e Santa Lúcia, o que demonstra que as seleções do Caribe, embora próximas geograficamente, ainda estão muito distantes entre si no mundo do futebol.

Fonte: http://pt.fifa.com

JGalvão

Suspenso pelo City, Carlitos Tevez entra na mira do Real

Suspenso no Manchester City depois de ter se recusado a entrar no segundo tempo da derrota para o Bayern de Munique na última terça-feira, o argentino Carlitos Tevez já começa a ser especulado como possível reforço de clubes europeus. E o boato mais forte dá conta do interesse do Real Madrid.

De acordo com a imprensa inglesa, o clube merengue estaria disposto a apresentar uma proposta de € 28,5 milhões (R$ 70,4 milhões) para garantir a contratação do atacante argentino na próxima janela de transferências, em janeiro.

Caso o negócio aconteça, seria a concretização de um namoro antigo, uma vez que Tevez já esteve na mira do Real Madrid em outras oportunidades. José Mourinho também sempre foi um admirador do jogador. O técnico português já tentou a sua contratação para o Chelsea e para o Inter de Milão quando comandou ambas equipes.

tevez  manchester  city (Foto: EFE)Tevez estaria na mira do Real Madrid (Foto: EFE)
JGalvão