Archive for dezembro \31\UTC 2011

Mourinho garante que não deixará Real e descarta contratações agora

O técnico José Mourinho decidiu acabar com a polêmica sobre seu futuro. Após ter dito em entrevista à rádio BBC, de Londres, que deseja voltar ao futebol inglês em breve, o português garantiu que não planeja sair do Real Madrid tão cedo e que não há motivos para tantas especulações sobre o assunto.

– Todos sabem que gostei muito de viver na Inglaterra e todos sabem que um dia a Inglaterra será um destino natural para minha carreira, que espero que seja de 20 anos. Um dia, dentro de alguns anos, terei que buscar um destino. Agora, nem pensar, pois estou no Real Madrid – disse o treinador ao site oficial do clube merengue.

Mourinho foi contratado pelo Real em 2010 e conseguiu o título da Copa do Rei sobre o Barcelona em sua primeira temporada, mas caiu para o rival na semifinal da Liga dos Campeões e ainda viu o time de Pep Guardiola ser campeão espanhol e europeu.

José Mourinho técnido do Real Madrid  (Foto: Divulgação / Site Oficial do Real Madrid)Mourinho deseja ‘feliz 2012’ em camisa do Real (Foto: Divulgação / Site Oficial do Real Madrid)

O português reclamou que parte da entrevista à rádio inglesa ganhou repercussão negativa por culpa da imprensa espanhola, que passou a dizer que o técnico estava se preparando para deixar o Real em breve.

– As pessoas que me conhecem sabem perfeitamente que eu não iria perder por nada neste mundo o que o Real vai ter de melhor. Os melhores anos desta geração estão por chegar, os melhores anos deste time estão por chegar. O trabalho que está sendo feito não está sendo feito somente pensando no hoje, mas também em ganhar amanhã. É impossível dizer o número de anos que ficarei, mas o que interessa é que estou muito bem aqui e com um orgulho enorme de ser técnico do Real Madrid. Não vejo o momento de sair e nem quero sair – garantiu.

Por fim, Mourinho afirmou que não irá às compras no mercado de transferências de janeiro, que abre neste domingo. Segundo o técnico, o Real está pronto para seguir a temporada com o mesmo elenco:

– Para nós, o mercado está fechado. Não quero nenhum jogador, não pedi ninguém e não pedirei.

Fonte: globo.com

Siga o Batom e Futebol no Twitter: @Batom_efutebol

JGalvão

Anúncios

Carlo Ancelotti é anunciado como técnico do PSG

Acabou a novela: o italiano Carlo Ancelotti foi apresentado oficialmente nesta sexta-feira como novo técnico do Paris Saint-Germain, substituindo o demitido Antoine Kombouaré. Após assinar contrato de dois anos e meio, o treinador explicou o motivo de ter aceitado o convite do clube francês.

– Tudo aqui está pronto para sair bem e o clube tem grandes ambições. Eu fiquei atraído pelo projeto – disse Ancelotti.

No PSG, o italiano reencontra o diretor esportivo Leonardo, com quem trabalhou no Milan. Por coincidência, a estreia de Ancelotti deve ser contra o time rubro-negro, já que a equipes têm um amistoso marcado para o dia 4 de janeiro em Dubai.

Carlo Ancelotti apresentado no PSG ao lado de Leonardo (Foto: AP)Carlo Ancelotti e Leonardo, que trabalharam juntos no Milan, se reencontram no PSG (Foto: AP)

Comprado recentemente por um grupo de investidores do Qatar, o clube da capital francesa tem investido alto para tentar virar uma potência no futebol europeu. Após as chegadas de nomes como Lugano e Pastore no início da temporada, a equipe agora sonha com Alexandre Pato e David Beckham, que já foram treinados por Ancelotti no Milan.

Segundo os jornais “L’Equipe” e “Parisien”, o técnico duas vezes vencedor da Liga dos Campeões pelo Milan (2002/2003 e 2006/2007) receberá um salário de entre € 6 milhões (R$ 14,5 milhões) e € 7 milhões (R$ 17 milhões) anuais, um valor recorde na liga francesa.

O ex-volante Claude Makelele, de 38 anos, trabalhará como auxiliar de Ancelotti. Com passagens por Olympique, Real Madrid e Chelsea, o ex-jogador nascido no Zaire e que defendeu a seleção francesa encerrou a carreira no PSG neste ano.

Apesar de líder do Campeonato Francês, Kombouaré foi demitido pela diretoria por causa da eliminação na Liga Europa – ainda na fase de grupos – e na Copa da França. Pela rescisão do contrato, o treinador receberá € 4 milhões (R$ 9,6 milhões).

Fonte: globo.com

Siga o Batom e Futebol no Twitter: @Batom_efutebol

JGalvão

Leite tipo B sairá do mercado nesta segunda-feira

A resolução foi publicada em Diário Oficial e contém as novas regras de produção de leite

Jarra e copo de leite

O leite tipo C deixou de ser comercializado há cerca de 5 anos (ThinkStock)

O leite tipo B deixará de ser comercializado a partir deste domingo. A resolução foi publicada em Diário Oficial nesta sexta-feira, e consta na Instrução Normativa nº62, que contém novas normas de produção e qualidade do leite. “Vamos retirar a produção do tipo de leite que não se usa mais; o leite B e C foram caindo em desuso”, explicou à Agência Estado o secretário substituto de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Enio Marques. Segundo o secretário, há cerca de cinco anos, o produto tipo C já não é mais encontrado no mercado.

O tipo B é produzido em estábulo leiteiro e envasado em usinas de beneficiamento ou entreposto-usina. Segundo o Ministério da Agricultura, esse tipo de produção não se adequa aos novos parâmetros de Contagem Bacteriana Total (CBT) do leite, previstos no Plano Nacional de Melhoria da Qualidade do Leite. A partir de janeiro de 2012, os índices de CBT passam a ter como limite máximo 600 mil/ml, ante um volume de 750 mil/ml permitido até o final de 2011.

As novas determinações da Instrução Normativa deverão ser cumpridas pelos produtores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste a partir deste domingo. Os do Norte e Nordeste do país cumprem as mesmas exigências a partir de janeiro de 2013. Segundo o secretário, no caso do leite tipo B, o volume produzido atualmente no país é considerado baixo. “Já era quase nada. Tinha mais em São Paulo”, afirmou.

Fonte: veja.abril.com.br

Siga o Batom e Futebol no Twitter: @Batom_efutebol

JGalvão

Brasileiros tentam se igualar ao Quênia na São Silvestre

Os corredores brasileiros que vão participar neste sábado da 87ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre terão uma motivação extra. Caso um deles consiga vencer a tradicional prova, que fecha o calendário de competições esportivas do ano, o país vai igualar o Quênia como maior vencedor da história da fase internacional da corrida, iniciada em 1945.

Os atletas quenianos já triunfaram 12 vezes na versão masculina da São Silvestre, que começará às 17h30, uma a mais do que os brasileiros. Campeão da prova em 2003, 2005 e 2010, Marílson Gomes do Santos é a maior esperança do atletismo do país para igualar a marca do Quênia.

“O Quênia tem corredores de ponta e são favoritos em todas as corridas pelo mundo. Dessa vez não será diferente. Chegar próximo deles e até vencer é um motivo de orgulho para os brasileiros, que sempre rivalizam de igual para igual com os africanos”, disse Marílson.

Damião Ancelmo espera uma disputa acirrada com os atletas africanos, mas aposta no fator casa para que algum atleta brasileiro triunfe.

Marilson é uma das apostas do Brasil na São Silvestre

Marilson é uma das apostas do Brasil na São Silvestre
Crédito da imagem: Agência Estado

“Os africanos corem muito e espero fazer valer o fator casa para ultrapassar na reta final. A descida deve transformar a corrida em uma prova rápida”, comentou Damião.

O queniano Martin Lel, que já venceu três vezes a Maratona de Londres, é o principal favorito entre os 21 estrangeiros que vão competir na São Silvestre. Para ele, correr em casa pode ajudar os brasileiros.

“O Brasil evoluiu tecnicamente e, mesmo com nossa equipe completa, é difícil de derrotar os corredores quando competem em casa”, disse.

Além de Lel, os outros quenianos que vão tentar manter a supremacia do país na prova masculina da São Silvestre são Duncan Kibet, Mathew Kisorio, Barnabas Kiplagat Kosgei e Mark Korir. Já Tariku Bekele tentará faturar o terceiro título para a Etiópia.

Mulheres

Na versão feminina da São Silvestre, o domínio do Quênia é maior, com oito vitórias, contra sete das portuguesas e cinco das brasileiras. Lucélia Peres, que foi a última atleta do país a vencer a prova, em 2006, admite o favoritismo das quenianas.

“Hoje a vantagem é das quenianas, mas é notória a aproximação das brasileiras, que rivalizam cada vez mais com as africanas”, disse Lucélia Peres.

Eunice Kirwa, Prisca Jeptoo e Nancy Kiprop são as quenianas que vão competir no sábado na prova, com largada prevista para as 17h10. Além delas, a África também tem outras favoritas, como a etíope Yime Wude Ayalew, campeã da São Silvestre de 2008, e a marroquina Samira Raif.

Cruz Nonata, que ficou em quarto lugar na São Silvestre de 2010, admitiu que será difícil para ela, Lucélia Peres e Adriana Aparecida da Silva, medalha de ouro na maratona do Pan de Guadalajara, superarem as africanas.

“A prova é bem rápida e as brasileiras precisam aumentar a passada para não deixar as favoritas escaparem. Será um sonho vencer a São Silvestre e vou fazer de tudo para fechar o ano em grande estilo”, disse.

Fonte: espn.com.br

Siga o Batom e Futebol no Twitter: @Batom_efutebol

JGalvão

Beckham nega acerto com PSG

Beckham com a camisa do Calton Football (Foto: EFE)Contrato de Beckham com o Galaxy acabou neste
ano, mas meia pode renovar (Foto: EFE)

Por meio de um comunicado oficial, o meia David Beckham negou que já tenha chegado a um acordo com o Paris Saint-Germain. A empresa que administra a carreira do inglês, a 19Management, divulgou que o atleta segue negociando com o clube francês e outras equipes, incluindo o Los Angeles Galaxy.

Atualmente com 36 anos, Beckham defendeu o time dos Estados Unidos de 2007 até 2011, mas seu contrato acabou após a conquista da MLS em novembro. Até agora, o meia ainda não revelou onde jogará a partir de 2012, apesar de a imprensa européia dar como certa a transferência do inglês para o PSG.

– Não há acordo com o Paris Saint-Germain neste momento. Uma proposta não significa um contrato. Nós continuamos a negociar com vários clubes, incluindo o PSG e o Galaxy. Mas nenhuma decisão foi tomada e não esperamos uma agora – diz o comunicado.

De acordo com o jornal inglês “Daily Mail”, Beckham irá receber 170 mil libras (R$ 465 mil) por semana no PSG. O valor gerou críticas de políticos da França e do Partido Socialista, que planeja apresentar uma proposta de lei para limitar as quantias pagas a jogadores de futebol.

Fonte: globo.com.br

Siga o Batom e Futebol no Twitter: @Batom_efutebol

JGalvão

PT aparelha até o futebol em Brasília

Além do Brasília e do Sobradinho, clubes adquiridos por figuras próximas ao governador Agnelo Queiroz, outros times da capital estão nas mãos de petistas

Gabriel Castro
Projeto do estádio de Brasília - Mané Garrincha - para a Copa de 2014, no Brasil

Projeto do Estádio Nacional de Brasília: arena cobiçada (Divulgação)

A edição de VEJA desta semana mostra uma face nova do aparelhamento petista, que não poupa sindicatos, entidades estudantis e organizações não-governamentais. A reportagem mostra como dois clubes de futebol de pouca expressão foram adquiridos por pessoas próximas ao governador Agnelo Queiroz, em circunstâncias que chamaram a atenção do Ministério Público. O Brasília agora pertence a Luis Carlos Alcoforado, advogado do governador. o Sobradinho passou a ser controlado pela família de Paulo Tadeu, o principal secretário do governo. Mas esses não foram os únicos episódios.

O Botafogo-DF, cópia do original carioca, nasceu depois que o empresário Walter Teodoro, que tem fortes ligações com o PT e fez campanha para Agnelo, comprou um antigo clube do Distrito Federal. O administrador já chegou a levantar suspeitas do Ministério Público por irregularidades na gestão de uma faculdade do Distrito Federal. Com senso de oportunidade acurado, Teodoro agora avalia mudar o nome do clube, que passaria a se chamar Nacional – coincidentemente, o nome do Estádio Nacional de Brasília, o elefante branco de 70.000 lugares que está sendo construído para a Copa de 2014.

O gigante de custo quase bilionário deve ficar às moscas durante os jogos do Candangão. Mas o espaço, localizado no centro da capital, tem tudo para se transformar em uma rentável arena de shows. Já em 2012, o governo deve escolher a empresa responsável pela gestão do estádio. Dirigentes de clubes apostam que as concorrentes terão, obrigatoriamente, de se vincular a algum time de futebol para participar da disputa.  Essa pode ser a explicação para o súbito interesse pelo combalido futebol local.

Além da administração do estádio, outra intenção pode justificar o súbito interesse do grupo petista pelo futebol local. O caminho já foi desbravado uma década atrás, pelo ex-senador Luiz Estevão, dono do Brasiliense: “É muito comum um clube de futebol pagar 10 000 de salário e obrigar o jogador a assinar um recibo de 30 000”, explica um promotor com experiência na área. A diferença, claro, não é destinada a obras de caridade.

Pioneiro – A lógica petista da ocupação de espaços se repete no Santa Maria Esporte Clube, agora controlado por Erivaldo Alves, que já foi vice-presidente do PT local e hoje trabalha no gabinete do líder petista na Câmara Legislativa, Wasny de Roure. E no Brazlândia, que está sob a influência de Bolivar Rocha, até pouco tempo secretário pessoal de Agnelo.

Mas justiça seja feita: o pioneiro clube apropriado pelos petistas foi o Ceilândia: chegou a usar uma estrela vermelha como símbolo e é presidido há anos por Ari de Almeida, que integrou o diretório do PT no Distrito Federal. Hoje, Ari também é administrador regional de Ceilândia, por indicação de Agnelo Queiroz.

Foi Ari quem negociou, ainda em 2010 e com o apoio de Agnelo, um patrocínio da União Química para a equipe. Os interesses se completavam: Agnelo era diretor da Anvisa e tinha influência sobre decisões que interessavam à  empresa farmacêutica. Em ano eleitoral, o petista ganhou apoio político na maior cidade-satélite do Distrito Federal. E o dirigente do Ceilândia viu a equipe, turbinada pelo patrocinador, conquistar o título distrital depois de seis triunfos seguidos do Brasiliense de Luiz Estevão.

Curiosamente, Luís Carlos Alcoforado era advogado da União Química, na época da parceria com o Ceilândia. Ele, entretanto, nega ter participado das negociações. A empresa, por sua vez, diz que não fechou acordo algum com o clube.

Se seguir a lógica de outras unidades da federação, a politização do futebol deve ter consequências negativas para o futebol do Distrito Federal. Mas, pelo menos para o Brasília, a troca de comando parece ter dado sorte: o clube, que havia sido rebaixado para a segunda divisão local no campeonato de 2011, conseguiu reverter a decisão em um controverso julgamento do Tribunal de Justiça Desportiva do Distrito Federal e deve jogar a elite do futebol candango em 2012.

Os adversários dizem que os métodos usados para convencer um dos conselheiros a mudar de voto e manter o time na primeira divisão não foram os mais corretos. Alcoforado nega. Fato é que, agora, a briga ameaça atrasar a disputa de 2012. Se o prejuízo ficar apenas nisso, será o menor dos males.

Fonte: veja.abril.com.br

Siga o Batom e Futebol no Twitter: @Batom_efutebol

JGalvão

Não basta ‘curtir’. A onda em 2012 será ganhar dinheiro no Facebook

O comércio nas redes sociais não vai se restringir a empresas e usuários; será crescente o número de negócios de consumidor para consumidor

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook, em palestra na conferência f8 de setembro de 2011

Mark Zuckerberg, CEO do Facebook: rede toma a dianteira no ‘social commerce’ (Justin Sullivan/Getty Images)

Muita gente já participou de ações de alguma marca nas redes sociais, como concursos culturais, sorteios, estímulo ao uso de aplicativos que permitem customizar um produto, oferecimento de descontos a quem é seguidor da companhia, etc. É que as empresas têm plena consciência do enorme mercado que este ambiente representa. Segundo a IBOPE Nielsen Online, 77,8 milhões de pessoas têm acesso à web no país e mais da metade delas (40,8 milhões de usuários) acessam sites de relacionamento como Facebook, Orkut, Twitter, entre outros*. Todas não só querem ficar em evidência, como testam, cada vez mais, sistemas para fazer negócio nas redes. A grande novidade para 2012, no entanto, é que o usuário progressivamente deve sair da posição meramente receptiva para se tornar uma espécie de ‘microempresário’ virtual. Graças a aplicativos disponíveis no mercado, ganhar dinheiro neste ambiente já é algo possível hoje – e especialistas ouvidos pelo site de VEJA apontam que essa tendência terá maior relevância daqui para frente.

No Twitter, já está consolidada, por exemplo, a prática de recomendação remunerada de conteúdo publicitário. O usuário envia um tweet referendando algum produto ou marca a todos os seus seguidores e recebe por isso. Contudo, é no Facebook que podem ser encontradas as iniciativas mais promissoras. O chamado F-commerce – apelido para o comércio no Facebook – está ganhando força no Brasil graças à facilidade de se montar uma loja virtual na rede. Dentro desta tendência, o movimento que se destaca é o comércio direto de consumidor a consumidor.

Sua própria lojinha – Já é possível montar uma loja virtual dentro do Facebook para vender os próprios produtos. Empresas, como a brasileira Like Store, fornecem as ferramentas para o desenvolvimento do ambiente de compra. O próprio Facebook oferece um aplicativo, chamado Market Place, que funciona mais ou menos como uma página de classificados de jornal: o usuário anuncia a venda de seu celular antigo, de um carro ou pode até mesmo postar uma vaga de emprego. Mas uma tendência que ganha força neste ambiente é a de pessoas usarem a rede para fazer comércio sem que sejam donas do que é vendido. Podem simplesmente ser curadoras comissionadas de produtos comercializados por outras empresas – ganhando um porcentual da venda cada vez que um amigo adquire um produto movido por sua recomendação.

Em agosto, este tipo de iniciativa começou a ser testado no Brasil pela gigante varejista Magazine Luiza. Por meio do aplicativo Magazine Você, a rede permite que o usuário do Facebook escolha até 60 produtos de seu portfólio de mais oito mil itens para montar uma mini loja em seu perfil. Cumprida essa etapa, basta divulgar aos amigos por meio de recomendações e opiniões. Para cada produto vendido, o usuário recebe uma comissão que vai de 2,5% a 4,5%. O aplicativo encontra-se em fase de avaliação e só está liberado para uso de familiares de funcionários da empresa. Ainda assim, nada menos que 800 lojas estão funcionando neste esquema. Cautelosa, a varejista diz que, por enquanto, não há previsão para liberar o programa a todos os clientes e tampouco divulga o faturamento dos novos lojistas.

A brasileira Boo-Box – empresa de tecnologia de publicidade para mídias sociais – começou a desenvolver e testar sistemas que permitem esse tipo de comércio consumidor-consumidor no Facebook. A ideia é estreitar a relação das empresas com seus clientes, agregando a este esforço a inteligência dos usuários da rede. Aquele que é considerado por seus amigos como um especialista em determinado assunto poderá, com o ajuda da Boo-Box, ser comissionado ao vender produtos ou mesmo ser remunerado por realizar comentários, fazer avaliações e tecer sugestões sobre bens e serviços.

No exterior, há também iniciativas interessantes. A americana Converse All Star, por exemplo, testa um aplicativo que transforma o usuário do Facebook num designer da empresa. Com a ajuda do programa, é possível desenhar pares personalizados do famoso tênis para depois vendê-los aos amigos.

Audiência x influência – Recomendação de conteúdo nas redes sociais não é propriamente uma novidade. Na rede de microblogs Twitter, a prática é adotada de forma ampla por donos de perfis com muitos seguidores. A diferença da recomendação comissionada no Facebook é que o tamanho da audiência não importa, mas sim a influência sobre ela. “Se você convence um amigo a comprar um carro, você é mais influente do que quem tem mil seguidores e só os convence a clicar em um link”, diz Marco Gomes, fundador da Boo-Box.

Já está provado por pesquisas que as redes sociais influenciam fortemente a decisão de compra dos consumidores. Um estudo conduzido neste ano pela consultoria de mercado Oh! Panel na América Latina concluiu que 72,8% das pessoas que usam redes sociais confiam mais nas recomendações de colegas do que no parecer de especialistas. Explorar comercialmente essa publicidade natural dos membros dos sites de relacionamento é uma ferramenta que pode se revelar lucrativa tanto para as empresas quanto para as pessoas.  Esse novo formato, aliás, amplia ainda mais o alcance do social commerce, já que a curadoria dos amigos na internet está vinculada diretamente ao ambiente de compra e o usuário chancela o produto com muito mais boa vontade. “Em 2012 teremos o Natal das compras dentro das redes sociais”, diz Gabriel Borges, CEO da LikeStore.

*Estatística da IBOPE Nielsen Online refere-se à categoria “comunidades” que engloba redes sociais, blogs, microblogs, bate-papos, fóruns e outros sites de relacionamento.

Fonte: veja.com.br

Siga o Batom e Futebol no Twitter: @Batom_efutebol

JGalvão