Archive for abril \30\UTC 2014

Brasil 2014 – faltam 43 dias

 

Faltam 43 dias para o início da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014. Hoje, conferimos um importante número obtido por Neymar em seu último ano completo atuando no Brasil: foram 43 gols em 47 jogos pelo Santos, o que o colocou como um dos jogadores mais cobiçados do futebol mundial.

Com apenas 20 anos, ele então fez nove gols em 11 partidas da Seleção Brasileira, e voltará ao país natal em junho bem estabelecido como o grande craque da equipe.

Apesar de os gols não terem saído com tanta facilidade nesta temporada com a camisa do Barcelona, Neymar já soma 30 pela Seleção e é aposta fácil para aumentar essa marca durante a aguardadíssima Copa do Mundo da FIFA™ em seu país.

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 23:55

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Por Josy Galvão

 

Se Shinji Kagawa quiser voltar, vamos recebê-lo de braços abertos, afirma Hummels

Em entrevista ao site Kicker, o zagueiro Mats Hummels do Borussia Dortmund declarou que se Kagawa quisesse voltar ao Borussia Dortmund seria recebido de braços abertos por toda equipe. “Um meio de campo bastante ofensivo com Reus, Mkhitarian e Kagawa seria excepcional. É verdade que mesmo sem Shinji já somos bastante fortes neste setor, mas ninguém seria contra um jogador com as qualidades dele”, declarou Hummels, que deverá integrar o elenco da seleção alemã durante a Copa do Mundo no Brasil.

Kagawa se transferiu para o Manchester United em 2012 por 16 milhões de Euros (aproximadamente R$ 53 milhões) após se tornar bicampeão alemão pelos auri-negros além de conquistar o título da Copa da Alemanha. No time dos “diabos vermelhos”, entretanto, não conseguiu se firmar na equipe titular. De outro lado, o meio campista da seleção japonesa, pelo menos até agora, não se manifestou oficialmente sobre a possibilidade de eventualmente voltar ao Borussia Dortmund.

Fonte: http://www.bundesliga.com.br/

São Paulo – Brasil – 00:18

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Josy Galvão

Torcedores do Bayern devem pagar R$ 310 mil por insulto gay

Arsenal sai desolado após derrota contra BayernFoto: Getty Images

Na Europa ainda causa repercussão o caso de um insulto gay feito pela torcida do Bayern de Munique. A atitude já tinha rendido uma punição ao time alemão, mas agora o próprio clube quer punir quem mostrou o cartaz em que estava escrito “gay Gunners”, em referência ao apelido da torcida do Arsenal. A informação foi publicada pelo jornal La Gazzeta dello Sport, já que os torcedores do Bayern eram italianos.

A primeira punição sobre o caso foi imposta pela União das Associações Europeias de Futebol (UEFA) e custou apenas 10 mil euros (R$ 30 mil), além de uma suspensão disciplinar – parte do estádio do Bayern, com 700 lugares, ficou fechada em jogos da Liga dos Campeões.

Agora o Bayern quer punir os torcedores italianos de forma mais grave, além de conseguir o reembolso por causa da multa. Cada um dos quatro torcedores receberão uma cobrança de 100 mil euros (R$ 310 mil) por terem levado o cartaz para o jogo.

O jogo entre Bayern e Arsenal foi válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões. O time alemão venceu, no placar combinado, por 3 a 1, e avançou na competição.

Fonte: http://esportes.terra.com.br/

São Paulo – Brasil –00:10

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Após derrota ‘pesada’, Guardiola admite péssima atuação e diz: ‘A responsabilidade é minha’

Guardiola assumiu a responsabilidade pela goleada sofrida
Guardiola assumiu a responsabilidade pela goleada sofrida
Apesar da vasta experiência na disputa da Liga dos Campeões, da qual foi campeão duas vezes à frente do Barcelona, o técnico do Bayern de Munique, Josep Guardiola, considerou que cometeu erros nos jogos contra o Real Madrid, pelas semifinais do torneio continental, e colocou sobre as próprias costas o peso da culpa pelo duro revés jogando em casa.

Depois de ter perdido por 1 a 0 na ida, em Madri, na semana passada, o Bayern precisava vencer o Real por dois gols de diferença nesta terça, mas acabou sendo goleado por 4 a 0.

“Estou frustrado com uma derrota tão pesada como esta. Não conseguimos fazer o mesmo que fizemos contra Arsenal e Manchester United. Jogamos muito mal, e a responsabilidade é minha. Estamos no nível mais alto do futebol europeu, e sempre se paga pelos erros”, comentou Guardiola em entrevista ao canal alemão “Sky Sports”.

O treinador garantiu estar “calejado” e que está pronto para os próximos desafios, a começar pela final da Copa da Alemanha, no próximo dia 17, diante do Borussia Dortmund.

“No segundo tempo, melhoramos um pouco. Já tive vários golpes duros e este é um deles. Agora tentarei recompor a equipe”, resumiu.

Fonte: http://espn.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:58

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

“É uma grande decepção”, lamenta Lahm após eliminação do Bayern

"É uma grande decepção", lamenta Lahm após eliminação do Bayern

Contando com o apoio de sua torcida na Allianz Arena, o Bayern de Munique caiu diante do Real Madrid nesta terça-feira e foi eliminado da Champions League, após sofrer uma goleada de 4 a 0. O lateral dos Bávaros, Philipp Lahm, analisou a partida e lamentou a derrota. 

“É uma grande decepção, porque queríamos fazer mais. Depois de 20 minutos, o resultado de 2 a 0 por causa de duas bolas parada, é duro e decepcionante. Você questiona tudo”, disse em entrevista à Sky da Alemanha.

“Nós não jogamos bem taticamente, porque foi um jogo aberto. Foi o oposto da primeira partida, porque lá, nós controlamos a partida”, finalizou Lahm.

Agora, o Real Madrid espera a partida entre Chelsea e Atlético de Madrid para conhecer o seu adversário na final da Champions League, que será disputada no dia 24 de maio, em Lisboa.

Fonte: http://www.goal.com

São Paulo – Brasil – 23:48

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Goleada do Real, recordes e show de Ronaldo

Goleada do Real, recordes de Ronaldo

© Getty Images

O equilibrado jogo de ida, na Espanha, terminou com vitória do time da casa por 1 a 0. A expectativa para esta terça-feira, quando Bayern de Munique e Real Madrid entraram em campo na Allianz Arena, era de mais uma partida parelha na decisão do primeiro finalista da UEFA Champions League. Só que, com vinte minutos de jogo e dois gols de Sergio Ramos, o resultado já estava praticamente decidido. Mas não foi só isto. Cristiano Ronaldo marcou duas vezes, inclusive em uma cobrança de falta, mandando a bola genialmente por baixo da barreira, e quebrou dois recordes de gols do torneio. No fim, 4 a 0 no placar e Real Madrid na decisão.

O adversário dos merengues na final da UEFA Champions League será conhecido nesta quarta-feira, quando Chelsea e Atlético de Madri duelarão em Stamford Bridge. No jogo de ida, no Vicente Calderón, os Blues seguraram um empate em 0 a 0.

Assim que a bola rolou, ficou claro que o Bayern de Munique adotava uma postura mais ofensiva do que em Madri. Os comandados de Pep Guardiola tentavam atacar com mais velocidade, mas davam mais espaço para os velozes e perigosos contragolpes do Real. Sem eficiência na frente, o clube alemão pagou o preço logo aos 16 minutos. Em um escanteio da direita, Luka Modric cobrou, e Sergio Ramossubiu no segundo pau e cabeceou forte para bater Manuel Neuer e abrir o placar.

O Bayern, que passava a precisar de três gols para chegar a classificação, mal teve tempo de assimilar o baque. Quatro minutos depois, em lance parecido, o Real Madrid aumentou. Angel Di Maria cobrou falta próxima à entrada da área, e Sergio Ramos, mais uma vez, fez de cabeça. Pela primeira vez na carreira, o zagueiro marcou duas vezes em um jogo de Champions League.

Dois gols e um par de recordes para Ronaldo
O senso de urgência fez o Bayern jogar-se ao ataque desordenadamente, e o máximo de perigo veio com um chute cruzado de Franck Ribery, que passou à direita do gol de Casillas. Pouco depois, aos 34, Real desferiu o golpe – ou melhor, contragolpe – fatal. Em jogada rápida, Karim Benzema achou Gareth Bale com espaço. O galês avançou e, na entrada da área, tocou para Cristiano Ronaldo marcar o terceiro.

Foi também o 15º gol do atacante português nesta edição Champions League, quebrando o recorde compartilhado por Lionel Messi (2011/12) e Mazzola (1962/63), que haviam anotado 14 vezes cada em uma única edição do torneio. Cristiano Ronaldo também tornou-se o maior artilheiro da história dos mata-matas da competição, com 32 gols – um a mais que Messi. Só que o português ainda ampliaria estes números.

O segundo tempo parecia uma formalidade, com o Bayern correndo, lutando, mas sem sequer ter o controle sequer da posse de bola, algo tão cobiçado pelas equipes de Guardiola. O time da casa produziu um cruzamento de Thomas Mueller aqui, um chute cruzado de Mario Goetze ali, mas nada que superasse Casillas. Os visitantes seguiram apostando em contra-ataques, mas sem forçar tanto.

Para Ronaldo, no entanto, não bastava. O atacante seguia buscando dribles e a meta adversária, até que uma cobrança de falta aos 45 satisfez sua sede. O português mandou a bola por baixo da barreira, bateu Neuer e selou a goleada: 4 a 0. E recordes, agora sim, estabelecidos: 16 gols em uma edição da Champions League e 33 tentos nos mata-matas.

Marcas negativas para o Bayern, inéditas para o Real
O clube alemão saiu de campo amargando um resultado inédito em sua gloriosa história em competições continentais. O Bayern jamais havia sido derrotado em casa por uma diferença de quatro gols. O pior resultado até esta terça-feira era um revés sofrido em 1963, diante do Dínamo Zagreb: 4 a 1.

O Real Madrid, por sua vez, é o recordista de participações em finais da Champions League, com 13. Campeões nove vezes, os merengues levantaram a taça pela última vez em 2002. A história joga a favor do clube espanhol. Nas últimas três vezes que o Real eliminou o atual campeão da Champions League (1998, 2000 e 2002), o time ficou com o título. E bater os detentores do caneco não é novidade para o clube. O Real Madrid já fez isto oito vezes – mais um recorde!

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 23:37

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

‘Daniel Alves não vai repetir gesto’, diz pai do lateral

Daniel Alves: antes de bater o escanteio, uma mordida na banana jogada por torcedor racista

Daniel Alves: antes de bater o escanteio, uma mordida na banana jogada por torcedor racista (Reprodução)

O gesto de Daniel Alves – de comer uma banana atirada por torcedores – não deverá ser repetido. Pelo menos esse foi o conselho dado por seu pai, Domingos Alves, na conversa que os dois tiveram logo após o episódio, no domingo. “Levei um susto quando ele pegou a banana e comeu. Fiquei com medo que ela tivesse algum tipo de veneno. Falei para ele não fazer mais isso e ele concordou. Se acontecer de novo, ele não vai mais comer”, disse o agricultor de 64 anos que mora na cidade de Juazeiro, na Bahia. O pai de Daniel afirmou estar orgulhoso. “Foi a melhor resposta que ele poderia ter dado para os racistas. A outra foi o resultado do jogo. O Barcelona estava perdendo por 2 a 0 mas virou e venceu por 3 a 2. Foi uma vitória completa.”

Na partida entre Barcelona e Villarreal, pelo Campeonato Espanhol, o lateral-direito do Barcelona foi ofendido ao se preparar para cobrar um escanteio. Ao perceber a banana atirada em sua direção, Daniel Alves pegou-a do chão, descascou-a e comeu a fruta. O ato foi elogiado pela imprensa europeia, por dirigentes de clubes, ex-jogadores e até chefes de Estado. A presidente Dilma Rousseff saiu em apoio a Dani Alves e o primeiro-ministro italiano Matteo Renzi fez questão de comer uma banana em público.

A repercussão internacional foi tão intensa que forçou o clube responsável pela partida, o Villarreal, a identificar o autor do ato racista. O agressor não teve o nome revelado e foi proibido de entrar em estádios em jogos do time pelo resto da vida. Mas o clube, temendo uma punição, alegou que se trata de um caso isolado.

Fonte: http://veja.abril.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:27

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão