Archive for abril \30\UTC 2015

“O Bayern não precisa de Robben para vencer o Barcelona”, diz Friedrich

O holandês se lesionou na semifinal da Copa da Alemanha e não joga mais nesta temporada

O ex-jogador alemão Arne Friedrich acredita que o Bayern de Munique não precisa de Arjen Robben para bater o Barcelona nas semifinais da Champions League. O meia holandês se lesionou na semifinal da Copa da Alemanha na última terça-feira, quando o Borussia Dortmund superou o Bayern nos pênaltis.

Robben entrou no decorrer da partida na vaga de Thiago Alcantara, mas ficou apenas 16 minutos em campo, quando sentiu dores na panturrilha. A lesão afasta Robben do restante da temporada 2014-2015, e por isso o herói bávaro da Champions League 2012-2013 não enfrenta o Barcelona na quarta-feira (6) no Camp Nou.

“Robben está machucado e acho que ele é sim um jogador muito importante. Ele ajudaria o Bayern, sem dúvidas”, disse o zagueiro da Alemanha nas Copas do Mundo de 2006 e 2010.

Robben sentiu a panturrilha esquerda pouco depois de entrar em campo (Crédito: Getty Images)

“Mas, também acho que o Bayern vai passar pelo Barcelona. Equipes alemãs têm sempre conseguido eliminar times individualistas”

“O Bayern tem bastante qualidade e é uma equipe muito unida. Por isso, acredito que o Bayern de Munique vai chegar à final”, concluiu o ex-jogador que fez carreira pelo Hertha Berlin.

Além do desfalque de Robben, o atacante polonês Robert Lewandowski também é dúvida para a partida de ida, quarta-feira que vem às 15h45 (horário de Brasília) no Camp Nou. O artilheiro teve uma fratura na mandíbula e uma concussão no nariz após trombar com o goleiro do Borussia.

O último encontro entre Bayern e Barcelona na Champions League foi na temporada de 2012-13, quando os gigantes da Bundesliga atropelaram os catalães com um placar agregado de 7 a 0. Em seguida o Bayern derrotou o Borussia e levantou a sua quinta Champions League.

Fonte: http://www.goal.com/

São Paulo – Brasil – 23:59

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Anúncios

Futebol Alemão – Confira as partidas da 31ª rodada da Bundesliga 2014/2015

Temporada 2014 / 2015

31ª Rodada

Sab 02.05/10:30

Wolfsburg x Hannover 96
Werder Bremen x Eintracht Frankfurt
Schalke 04 x VfB Stuttgart
Augsburg x 1 FC Köln
Freiburg x SC Paderborn 07
1899 Hoffenheim Borussia Dortmund

Sab 02.05/15:30

Bayer Leverkusen Bayern de Munique

Dom 03.05/10:30

Mainz 05 x Hamburgo

Dom 03.05/12:30

Hertha Berlin x Borussia M’Gladbach

Classificação

Pos. Clube J V E D Gols Saldo Pontos Obs.
1 Bayern de Munique 30 24 4 2   77:13 64 76 CL*
2 Wolfsburg 30 18 7 5   63:32 31 61 CL*
3 Borussia M’Gladbach 30 16 9 5   45:22 23 57 CL*
4 Bayer Leverkusen 30 15 10 5   57:32 25 55 CL* Qual.
5 Schalke 04 30 11 9 10   38:34 4 42 EL* Qual.
6 Augsburg 30 13 3 14   38:40 -2 42 EL* Qual.
7 1899 Hoffenheim 30 11 7 12   45:48 -3 40
8 Borussia Dortmund 30 11 6 13   40:37 3 39
9 Werder Bremen 30 10 9 11   46:59 13 39
10 Mainz 05 30 8 13 9   42:41 1 37
11 Eintracht Frankfurt 30 9 9 12   51:59 -8 36
12 1 FC Köln 30 8 11 11   30:36 -6 35
13 Hertha Berlin 30 9 7 14   34:46 -12 34
14 Freiburg 30 6 12 12   31:41 -10 30
15 Hannover 96 30 7 8 15   33:51 -18 29
16 Hamburgo 30 7 7 16   19:46 -27 28 ZR
17 SC Paderborn 07 30 6 10 14   27:58 -31 28 ZR*
18 VfB Stuttgart 30 6 9 15   34:55 -21 27 ZR*
CL – Classificados diretamente para a Champions League 2014/2015
CL* Qual. – Classificado para torneio de qualificação da Champions League 2014/2015
EL* Qual. – Classificados para Liga Europa 2014/2015
ZR – Zona de repescagem – joga com 3º colocado da 2ª divisão
ZR* – Zona de rebaixamento para a 2ª divisão

#WeAreGermany

Fonte: http://www.bundesliga.de

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

São Paulo – Brasil – 11:53

Por Josy Galvão

Borussia Dortmund: um canto de cisne?

Quando Jürgen Klopp chegou ao Borussia Dortmund, em 2008 era primavera na Alemanha e a nova diretoria esperava que fosse também para o clube. O inverno do amarelo e preto do Vale do Ruhr, o mais populoso e berço do futebol na Alemanha, durava pelo menos quatro anos, período em que a própria existência do time correu risco. Dívidas impagáveis, venda do estádio, liquidação do elenco, troca de presidentes, sucessivas trocas de técnicos, tudo aconteceu para fazer da torcida do Dortmund uma das mais desesperadas do país – ela que é uma das maiores. Até um socorro financeiro vindo, vejam só, do Bayern de Munique, os fanáticos tiveram que tolerar.

Os jogadores que Klopp encontrou no vestiário no primeiro dia de trabalho vinham de lutar contra o rebaixamento na temporada anterior, 13º lugar, e o dinheiro disponível não permitia nenhuma loucura para uma virada de página radical. No entanto, nestes seis anos, vejam a história que o técnico pode contar: dois títulos da Bundesliga, dois vice-campeonatos, uma Copa da Alemanha, três Supercopas, vice-campeão europeu, uma camisa respeitada e admirada em todo o mundo futebolístico.

Klopp saiu da zona obscura que é ser um técnico promissor no cenário alemão, responsável por ter montado ótimo time e fazer grandes campanhas com o pequenino Mainz, para entrar no seleto clube dos treinadores de ponta do planeta. O Borussia saiu da quase falência para a glória. Por ser um chefe às vezes autoritário, por ser mais temido que respeitado pelos funcionários do clube, por não gostar e não saber lidar com estrelas, por ter relacionamento difícil com a imprensa e desprezar a tietagem da torcida, Jürgen Klopp chegou ao limite com o Dortmund, após a derrota na final da UEFA Champions League para o Bayern, em 2013.

De qualquer forma, é de se prever que o clube e sua torcida vão sentir falta deste gigante de 1 metro e 93, que comemora gols como um fanático, briga com árbitros, assistentes, adversários, e que praticamente joga cada partida. E há que se perguntar: o que o time teria sido sem ele? Quem seriam, caras como Mario Götze, Robert Lewandowski, Ilkay Gündogan, se não tivessem passado pelas mãos do técnico? O que fizeram Nuri Sahin e Shinji Kagawa longe das orientações daquele maluco? Sahin custou milhões ao Real Madrid e nada fez lá. Kagawa foi com status de preciosidade para o Manchester United e nunca correspondeu. Ambos voltaram ao time, mas não voltaram a ser craques e o Borussia Dortmund acumula tropeços, habita o humilhante oitavo lugar no campeonato, não aspirava mais nada parecido com as conquistas de outros tempos. Isso até esta terça 28 de abril.

Parece um canto de cisne isso que vimos na Copa da Alemanha. Um time auri-negro destroçado, contra um gigante invencível. O gigante abriu o placar e os 75 mil torcedores já enxergaram outra conquista. Mas eis que durante boa parte do segundo tempo contra o Bayern, na sensacional semifinal jogada no Allianz Arena, em Munique, vimos revivido o grande Borussia Dortmund, de Jürgen Klopp. Vimos a esperança e a garra de novo no rosto dos jogadores, o sangue outra vez ferver nas veias do comandante que, nos últimos seis meses parece resignado a não conseguir tirar mais nada do exausto relacionamento que construiu com os comandados. Veio o empate, outras chances, grande jogo. De repente, todos em Dortmund se lembraram de tempos heroicos, sentiram saudades disso e levaram a disputa para os pênaltis. E então o Bayern, o poderoso Bayern, não acertou uma única cobrança. Formou-se uma montanha de jogadores de amarelo com um técnico eletrizado sobre ela, comemorando.

O Borussia Dortmund está na final da Copa da Alemanha, e tem a chance de escrever, com seu técnico, uma das histórias mais bonitas do futebol atual. Uma história de queda, ascensão, conquistas e saturação, mas que se encerra com título e salva uma temporada que parecia, em toda medida, fracassada.

     Detalhes: Três detalhes tornam a vitória do Dortmund ainda mais saborosa para sua gigantesca torcida.

1. O gol de Aubameyang, com a bola apenas ultrapassando a linha mas logo tirada de lá por Neuer, teve algo parecido com gol de Hummels ano passado na final da Copa da Alemanha. Anulado por impedimento, ou por que árbitro e bandeira não viram a bola dentro do gol até ser tirada por Dante, o gol daria o título ao Dortmund por que, depois, o Bayern só venceu na prorrogação.

2. Manuel Neuer, nascido e criado em Gelsenkirchen, terra do Schalke, onde fez-se jogador e melhor goleiro do mundo, que detesta o Borussia Dortmund, foi o homem a perder o último pênalti, que fez explodir a cidade e o time auri-negro.

3. Foi-se, com a cobrança de Neuer, a possibilidade de Guardiola ganhar a tríplice coroa da temporada (Liga, Copa e UEFA Champions League). O feito, conseguido pelo Bayern há dois anos sob o comando de Jupp Heynckes, serviria para calar alguns dos muitos críticos que o espanhol já tem em Munique.

Fonte: http://www.bundesliga.com.br/

Por: Luís Calvozo

São Paulo – Brasil – 00:31

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Empresário de Ribéry diz que jogador não pensa em voltar a defender a França

Empresário de Ribéry diz que jogador não pensa em voltar a defender a França

Ribéry está irredutível: não quer voltar a defender a seleção francesa. Quem confirmou a informação foi o próprio agente do jogador, Jean-Pierre Bernes. O empresário também revelou que o camisa 7 do Bayern de Munique treinou mesmo lesionado, o que piorou sua lesão. No entanto, acredita que o seu cliente pode entrar em campo antes do fim desta temporada.

“Eu não acho que há a chance de vermos Ribéry na seleção francesa outra vez. Ele fez a sua escolha e vai manter ela até o fim. Na França, não fomos sempre muito carinhosos com ele. Até brincávamos com ele. Na vida, não é obrigatório atacar uma pessoa. E eu sei que Franck é um cara muito emotivo. O clima de críticas permanentes deve ter interferido”.

“Eu falei com ele pelo telefone, ontem. Ele continua lesionado”, afirmou. “Queria voltar aos treinos mesmo com dores, e piorou. Está na fase de recuperação agora. Acho que veremos ele em campo antes do final da temporada”, finalizou Jean-Pierre.

Ribéry é visto como uma das grandes esperanças da equipe bávara para avançar à final da Champions League. Para isso, a equipe comandada por Pep Guardiola terá de passar pelo Barcelona na semifinal do torneio europeu.

Fonte: http://www.goal.com/

São Paulo – Brasil – 23:45

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Com nova lesão, Robben está fora da temporada; Lewandowski tem fratura no rosto

Robben se lesionou novamente e não voltará mais ao Bayern de Munique na temporada

Os problemas com lesão seguem atormentando o Bayern de Munique. A uma semana da primeira semifinal da UEFA Champions League contra o Barcelona, o time tem mais dois problemas: Arjen Robben, com nova lesão, já está descartado, enquanto Robert Lewandowski tem uma fratura no rosto.

Os dois tiveram problemas na derrota do Bayern para o Borussia Dortmund nos pênaltis, na semifinal da Copa da Alemanha, na terça-feira. Robben voltava de uma lesão muscular após mais de um mês, mas voltou a sentir dores depois de 16 minutos em campo. Desta vez, o problema é no tornozelo.

O próprio Bayern confirmou que o holandês de 31 anos não terá condições de retornar nesta temporada. Ele inicia o tratamento na perna esquerda a partir desta quinta-feira, na clínica do ex-médico do clube Hans-Wilhelm Mueller-Wohlfahrt, que pediu demissão há duas semanas.

Já o caso de Lewandowski foi motivado por um choque com o goleiro Mitchell Langerak, do Dortmund, já na prorrogação da partida de terça-feira. O polonês recebeu atendimento no campo, mas precisou seguir na partida até o final, visto que o Bayern já havia gasto suas três substituições.

“Por sorte, ele não quebrou o queixo”, escreveu seu empresário, Maik Barthel, no Twitter. “O tempo que ele ficará fora só será determinado com exames mais detalhado”, disse o Bayern, em comunicado, em que diz que o jogador teve também fratura no nariz e uma concussão após o choque.

O prazo de retorno de Lewandowski é incerto, mas o jogador pode estar em campo contra o Barcelona, na próxima quarta-feira, usando uma máscara de proteção.

 

Fonte: http://espn.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:31

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Guardiola não comparece em conferência de imprensa

Guardiola não comparece em conferência de imprensa

O treinador do Bayern de Munique, Pep Guardiola, não compareceu na conferência de imprensa marcada para falar sobre o primeiro jogo da semifinal, onde os bávaros vão enfrentar o Barcelona na próxima semana.

De acordo com o jornal “Sport”, o diretor de comunicação do Bayern explicou que o técnico mudou sua agenda em razão dos problemas das lesões que o time sofreu após o jogo contra o Borussia Dortmund pelas semifinais da Copa da Alemanha nesta terça. Arjen Robben e Robert Lewandowski sentiram problemas físicos e são preocupações para pegar os catalães pela Champions. Guardiola já não contava com Franck Ribéry, David Alaba, Tom Starke e Holger Badstuber.

Pepe Reina, Juan Bernat, Thiago Alcantara e Xabi Alonso foram os outros convocados para a coletiva e compareceram para representar o clube alemão.

Fonte: http://www.goal.com/

São Paulo – Brasil – 23:24

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Wolfsburg vence e vai à final da Copa da Alemanha

Luiz Gustavo marca para Wolfsburg (Foto: STUART FRANKLIN / BONGARTS / Getty Images/AFP)Luiz Gustavo faz de cabeça o terceiro gol do Wolfsburg (Foto: STUART FRANKLIN / BONGARTS / Getty Images/AFP)

O Wolfsburg acabou com os sonhos do pequeno Arminia Bielefeld de chegar a uma final inédita e histórica na Copa da Alemanha. O time do brasileiro Luiz Gustavo, autor de um gol na partida, goleou por 4 a 0 e definiu o confronto decisivo da taça alemã contra o Borussia Dortmund. O clube não chegava a uma final desde 1995. Arnold, duas vezes e Perisic fecharam o resultado elástico.

Maximilian Arnold foi um dos destaques do jogo. O meia fez o primeiro dos Lobos logo no início do jogo. Caligiuri encontrou o jogador sozinho na boca da área, Arnold dominou e colocou no ângulo. Luiz Gustavo ampliou de cabeça, depois de cobrança de falta e sacramentou o domínio do Wolfsburg no primeiro tempo.

– É muito gratificante poder estar em mais uma final da Copa da Alemanha. Desta vez, até fazer gol importante eu fiz. Vamos nos preparar para bater o Borussia na decisão agora. Tenho uma motivação extra para vencê-los. Apesar de ter sido campeão da Liga dos Campeões em cima deles, aquela final de Copa da Alemanha de 2012 está engasgada – revelou o volante.

Na volta do intervalo os Lobos voltaram ainda mais famintos por gols. Mais dois saíram e acabaram com os sonhos do Bielefeld, da terceira divisão alemã, de chegar em sua primeira final. O camisa 9, Perisic guardou o dele depois de aproveitar chute cruzado. Arnold ainda iria fazer mais um gol depois de outra assistência de Caligiuri para fechar o placar.

Com a classificação, o Wolfsburg enfrenta o Borussia, que venceu o Bayern de Munique nos pênaltis, na última terça-feira. A final acontece no dia 30 de maio. Na última vez que conseguiu chegar a uma decisão da Copa da Alemanha, em 1995, o Wolfsburg acabou sendo derrotado por outro Borussia, o de Mönchengladbach.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/

São Paulo – Brasil – 23:18

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão