Archive for agosto \31\UTC 2016

Schweinsteiger chora com homenagens em amistoso de despedida da seleção alemã

Schweinsteiger se emocionou muito durante homenagem que recebeu em campo antes de partida contra a Finlândia (Foto: Reuters )

Schweinsteiger se emocionou durante homenagem que recebeu em campo antes de partida contra a Finlândia (Reuters )

O meio-campista Bastian Schweinsteiger se despediu oficialmente nesta quarta-feira da seleção da Alemanha. Depois de 12 anos defendendo o país, o jogador recebeu homenagens dos dirigentes e dos torcedores e chorou de emoção no amistoso realizado contra a Finlândia, no estádio Borussia Park, em Mönchengladbach.

Na partida, a Alemanha venceu o jogo por 2 a 0 e Schweinsteiger deixou o gramado no segundo tempo ovacionado pelos torcedores. Mas a festa nas arquibancadas para o jogador começaram antes de a bola rolar.

Schweinsteiger entrou em campo cercado por crianças e, no gramado, ao lado dos outros companheiros de time, recebeu diversas homenagens. No telão, um vídeo mostrou imagens dos principais momentos de sua carreira. O presidente da Federação Alemã, Reinhard Rauball, o entregou uma placa e afirmou que ele era “mais do que um grande jogador”.

“Não imaginei que seria assim”, comentou e não conteve as lágrimas. Enquanto isso, os torcedores, que levaram centenas de cartazes em homenagem ao jogador, gritavam que Schweisteiger era o “Deus do futebol”. “Me sinto honrado e agradecido por viver isso. Nos voltaremos a ver de outra maneira. Desejo à Federação o melhor”, disse o jogador. Nos camarotes, seu irmão, Tobias Schweinsteiger, que é assistente da equipe sub-17 do Bayern de Munique, também se emocionou.

Além do parente, velhos companheiros dos gramados estiveram presentes na partida de despedida como Peter Hermann, que foi seu treinador nas categorias de base do Bayern de Munique, e Jupp Heynckes, técnico com quem conquistou a Liga dos Campeões da Europa em 2013.

Nos 12 anos em que participou da seleção alemã, Schweinsteiger disputou 101 partidas, com 24 gols. Estreou em junho de 2004, contra a Hungria, aos 20 anos. Participou das Copas do Mundo de 2006, 2010 e 2014 e das Eurocopas de 2004, 2008, 2012 e 2016.

Seu principal momento na carreira foi a conquista da Copa do Mundo de 2014, quando humilhou a seleção brasileira por 7 a 1 nas semifinais e bateu a Argentina por 1 a 0 na prorrogação, na final, no estádio do Maracanã, no Rio.

O JOGO – Com a bola rolando, Schweinsteiger era aplaudido a cada toque na bola. E, apesar do domínio, os anfitriões da festa só conseguiram abrir o placar no segundo tempo. Aos nove minutos, Götze cruzou da direita e Meyer, de carrinho, mandou para as redes.

O técnico Joachim Low optou por tirar Schweinsteiger aos 25 minutos para a entrada de Weig, meio-campista revelação do Borussia Dortmund. O camisa 7 caminhou até o banco de reservas para abraçar o treinador e depois sentou-se para assistir ao restante da partida. Aos 33, Özil cruzou da entrada da área, a bola bateu no zagueiro adversário e entrou: 2 a 0 e festa completa para o ídolo alemão.

OUTROS AMISTOSOS – Destaque para a goleada da Dinamarca por 5 a 0 sobre Liechtenstein, em casa. Joergensen foi o destaque da partida ao marcar dois gols. Cornelius, Fischer e Larsen completaram a vitória.

A Irlanda também não tomou conhecimento de Omã e venceu por 4 a 0, em casa, com gols de Brady, Keane e dois de Walters. A República Checa passou fácil pela Bielo-Rússia ao fazer 3 a 0. Krejci, Kadlec e Kopic marcaram.

A Rússia, que receberá a Copa do Mundo de 2018 e por isso não participará das Eliminatórias, ficou no empate sem gols com a Turquia. Albânia e Marrocos também ficaram no 0 a 0. Estônia e Malta terminaram no 1 a 1.

Torcedor entrou em campo, já no segundo tempo, para tirar uma selfie com o ídolo da seleção (Foto: Reuters )

Torcedor entrou em campo, já no segundo tempo, para tirar uma selfie com o ídolo da seleção (Foto: Reuters )

Danke, Bastian Schweinsteiger, Liebe Grüße aus Brasilien!

Fonte:   http://istoe.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:35

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Aconselhado por Özil e Per Mertesacker, Serge Gnabry assinou com o Werder Bremen

Gnabry é o novo reforço do Werder Bremen para a sequência da temporada (Divulgação)

Gnabry é o novo reforço do Werder Bremen para a sequência da temporada (Divulgação)

O Arsenal não fez grandes contratações para a atual temporada europeia. Para piorar, o técnico Arsène Wenger acaba de perder uma de suas peças mais promissoras do elenco. O atacante Serge Gnabry, de apenas 21 anos, deixou o time de Londres para acertar com o Werder Bremen, da Alemanha. O atleta realizou exames médicos e assinou com a equipe alviverde até 2020.

A negociação foi rápida e o Werder aproveitou a situação para aplicar um ‘chapéu’ no rival Bayern München. Desde o final dos Jogos Olímpicos de 2016, competição à qual Gnabry acabou sendo artilheiro, a equipe bávara se interessou no garoto e chegou a fazer uma oferta para tirá-lo do Arsenal. Porém, há cerca de uma semana, Wenger se manifestou sobre o assunto e disse que não queria perder Gnabry.

Parte da imprensa alemã informa que Mesut Özil e Per Mertesacker, ambos do Arsenal, aconselharam o atleta a se transferir para o Werder Bremen. Os dois atuaram com a camisa do time alviverde e rasgaram elogios à equipe alemã.

“Estou ansioso para jogar em Bremen. É muito importante para mim acertar com um clube onde posso mostrar meu futebol, ter perspectiva e ganhar ritmo de jogo. Os diretores do Werder trabalharam duro para me contratar, tenho certeza de que vou dar muito certo por aqui”, disse Gnabry em entrevista ao site oficial do clube.

Fonte:     http://www.foxsports.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:21

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Seleção Alemã – Despedida de Schweinsteiger marca fim de uma era

Após saídas de Lahm e Podolski, Alemanha perde o último bastião da geração que reconstruiu a seleção, promovendo a renúncia à truculência em prol da criatividade e elegância em campo.

Os jogadores Philipp Lahm, Bastian Schweinsteiger e Lukas Podolski conversando na saída de um treino da seleção alemã

Os jogadores Philipp Lahm, Bastian Schweinsteiger e Lukas Podolski conversam na saída de um treino da seleção alemã

Com a despedida de Bastian Schweinsteiger, sacramentada com um amistoso contra a Finlândia, nesta quarta-feira (31/08), em Mönchengladbach, deixa a seleção da Alemanha a última figura simbólica do elenco da Copa de 2006 – considerado o pontapé inicial da retomada da Nationalelf. A nova geração é talentosa, mas assume um legado difícil de ser igualado.

Philipp Lahm foi o primeiro. Há dois anos, depois de vencer a final da Copa do Mundo no Brasil, o polivalente lateral-esquerdo do Bayern de Munique anunciou sua aposentadoria da seleção alemã. Na época, o passo de Lahm foi inesperado – com apenas 30 anos de idade ele se encontrava numa idade ainda bastante produtiva para um jogador de futebol.

Quando Lukas Podolski comunicou pendurar suas chuteiras da Nationalelf, logo após a Eurocopa na França, em julho, sua decisão soava mais natural e até aguardada. Apesar de ainda ter 31 anos, o atacante ultimamente apenas amargava o banco de reserva da seleção nacional. Há quem diga que o treinador Joachim Löw convocava Podolski simplesmente por gratidão aos sucessos do passado e por ele ser um agregador de grupo e alguém que mantém o alto astral na concentração.

Schweinsteiger, por outro lado, queria evitar tais boatos sobre sua pessoa. Por tantas vezes, ele teve que lutar para retomar seu lugar na equipe após lesões e, por tantas vezes, a opinião pública especulou abertamente se o volante já não teria excedido o auge de sua carreira. Agora, aos 32 anos, Schweinsteiger deixa a seleção da Alemanha como o último membro do “Sommermärchen” (conto de verão, em tradução literal), como ficou conhecida a campanha como anfitriã no Mundial de 2006.

Schweinsteiger completa a saída dos três jogadores que são considerados as figuras simbólicas da retomada do futebol alemão – a renúncia à truculência e às chamadas “virtudes alemãs” de correr, lutar e distribuir carrinhos em campo. Isso deu espaço à consolidação de uma cultura de jogo, com criatividade e elegância. O trio era popular, simpático e, sobretudo, competente.

Estes três devolveram aos alemães a alegria no futebol. Lahm como pensador e coordenador no setor defensivo, Schweinsteiger como um lutador e motivador na área central e, na frente, Podolski, com sua canhota potente e a habilidade de alegrar o ambiente.

Julian Brandt e Leroy Sané (dir.): outrora rivais na Bundesliga, serão agora peças importantes na reconstrução da seleção

Legado pesado

Quando anunciou sua aposentadoria da seleção alemã, Schweinsteiger afirmou que certamente não vai parar de jogar futebol tão cedo, mas que havia chegado o momento de abrir espaço para a próxima geração.

“Eles já estão bem evoluídos, não somente dentro de campo”, afirmou o capitão na véspera de seu jogo de despedida.

Leroy Sané (Manchester City), Serge Gnabry (Werder Bremen), Niklas Süle (Hoffenheim), Max Meyer e Leon Goretzka (Schalke 04), Julian Weigl (Borussia Dortmund), Joshua Kimmich (Bayern de Munique), Julian Brandt (Bayer Leverkusen) – todos eles são extremamente talentosos e dispõem de uma excelente formação. Alguns deles provaram suas qualidades na recente campanha nos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, quando perderam a medalha de ouro num Maracanã lotado somente nos pênaltis.

Alguns dos jogadores desta nova geração alemã têm o que é preciso para continuar com o que foi feito por Lahm, Podolski e Schweinsteiger na seleção alemã. O problema é que dificilmente poderão fazê-lo melhor. E tais figuras populares, tais personalidades, não podem simplesmente ser produzidas nas perfeitamente organizadas categorias de base dos clubes. Esta nova geração assume um legado difícil.

Fonte:    http://www.dw.com/

São Paulo – Brasil – 23:11

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Dante também tem más recordações de Guardiola: ‘Não fala com o jogador’

Dante também tem más recordações de Guardiola: 'Não fala com o jogador'

Apesar do seu sucesso incontestável como treinador, Pep Guardiola está deixando uma lista de desafetos pelo caminho. Atualmente no Manchester City, o comandante já foi criticado por vários jogadores de seus ex-clubes, e agora, o defensor Dante também criticou a relação do técnico com o elenco.

“Ele não fala com você. Como jogador, não conhece a situação em que você se encontra”, disse o brasileiro à Sport Bild. “Há técnicos que, do ponto de vista tático, são de classe mundial, mas, humanamente, não são tão bons. Esse é o caso de Guardiola”, acrescentou.

Dante trabalhou com Guardiola no Bayern de Munique antes de se transferir para o Wolfsburg ainda em 2015. Além do zagueiro, jogadores como Mandzukic, Müller, Shaqiri e até Ribéry, já alfinetaram o técnico catalão.

Fonte:     http://www.goal.com/br

São Paulo – Brasil – 23:01

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Tottenham quer promessa alemã do Schalke e pode oferecer mais de 160 milhões pelo jogador

Considerado uma das grandes revelações do futebol alemão, Max Meyer é pretendido pelo Tottenham e pode deixar o Schalke 04 (Getty Images)Considerado uma das grandes revelações do futebol alemão, Max Meyer é pretendido pelo Tottenham e pode deixar o Schalke 04 (Getty Images)

A janela de transferências europeia, perto de seu final, pode ser ainda mais lucrativa para o Schalke 04. Após vender o atacante Leroy Sané para o Manchester City por 50 milhões de euros (cerca de R$ 180 milhões), o clube alemão tem outra revelação na mira de uma equipe inglesa: Max Meyer, de 20 anos. O pretendente é o Tottenham, que estaria disposto a pagar 45 milhões de euros (pouco mais de R$ 163 milhões) pelo meia, segundo informações divulgadas pelo jornal Bild nesta quarta-feira (31 de agosto).

O gerente de futebol do Schalke, Christian Heidel, já foi informado do desejo dos Spurs em contar com Meyer para essa temporada da Premier League, mas aguarda proposta oficial do time londrino. A oferta para o jogador deve incluir o valor de oito milhões de euros (R$ 29 milhões) mais bônus ao ano.

Apesar do técnico Markus Weinzierl não ter pretensão de perder o meia, uma das principais peças do time dos Azuis Reais, a equipe já pode ter reposição certa para o alemão nessa temporada com o empréstimo do ucraniano Yevhen Konoplyanka, junto ao Sevilla.

Revelado pelo Schalke 04 em 2013, Max Meyer foi capitão da seleção alemã olímpica que disputou os Jogos do Rio. Na última temporada, em 46 jogos com a camisa do clube, o meia marcou seis gols.

 

Fonte:     http://www.foxsports.com.br/

São Paulo – Brasil – 22:53

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Serge Gnabry: Bayern de Munique ou Werder Bremen?

Goleador da Rio 2016, com seis gols, e medalha de prata com a Alemanha, Gnabry pode defender o Bayern na Bundesliga 2016/17 (Getty Images)Goleador da Rio 2016, com seis gols, e medalha de prata com a Alemanha, Gnabry pode defender o Bayern na Bundesliga 2016/17 (Getty Images)

 

Jovem promessa do Arsenal, Serge Gnabry teve pouco espaço no Emirates Stadium até a última temporada. No início de agosto, com apenas dez meses de contrato restantes, o alemão veio ao Rio de Janeiro disputar a Olimpíada com a seleção da Alemanha e terminou como artilheiro do torneio olímpico de futebol, se valorizando e chamando a atenção na Europa. Agora, segundo informações divulgadas pela emissora alemã Sky Germany, nesta terça-feira (30 de agosto), o jogador de 21 anos tem a opção de renovar com os Gunners ou acertar sua transferência ao Bayern de Munique.

A TV revela que os Bávaros tentarão contratar Gnabry ainda nesta quarta (31), quando se encerra a janela de transferências europeia. Eleito o melhor jogador da Alemanha na Rio 2016 e goleador do torneio, com seis gols, o atleta impressionou a diretoria de futebol do Bayern, que prepara uma oferta ao Arsenal.

Treinador dos Gunners, o francês Arsène Wenger revelou recentemente que quer a permanência do jovem atacante no Emirates por um longo tempo, e agora tenta convencê-lo a estender seu vínculo, válido até junho de 2017.

Mas segundo a imprensa inglesa, o jovem jogador está praticamente com contrato assinado com o Werder Bremen.

Surgiram informações que o Bayern de Munique estaria na negociação e emprestaria o atleta para a equipe do norte da Alemanha. No entanto, estas especulações foram negadas com veemência por Frank Baumann, diretor esportivo do Bremen.

“Serge Gnabry gostaria de jogar com a gente e as conversações com o Arsenal estão indo bem. O Bayern não tem nenhuma influência sobre uma possível transferência.

“Nós acordamos termos com o jogador e estamos confiantes de sua transferência”.

“Chegamos a um acordo com o Arsenal, mas nada foi finalizado ainda. [No entanto] a transferência pode ser confirmada amanhã de manhã.” Informou Baumann.

Com passagem pelas categorias de base do Stuttgart, Gnabry foi contratado em 2011 para defender o sub-17 do Arsenal. Em agosto de 2012, fez sua estreia pelos profissionais, na 23ª rodada da Premier League 12/13, contra o Bolton. De lá para cá, soma apenas 18 partidas disputadas e um gol marcado com a camisa dos Gunners, além de ter sido emprestado ao West Bromwich na última temporada.

Desde os 17 anos também é convocado para defender a Seleção alemã. Passou ainda pelo sub-19 e, após os Jogos Olímpicos do Rio, volta a integrar o sub-21 na expectativa por uma chance no time principal da Alemanha com Joachim Löw.

São Paulo – Brasil – 23:59

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

 

Schweinsteiger nega problema com Mourinho e espera chance no Manchester United

Resultado de imagem para Schweinsteiger nega problema com Mourinho e espera chance no Manchester United

Enquanto se prepara para a sua despedida da seleção alemã, Bastian Schweinsteiger também convive com a incerteza sobre o futuro da sua carreira, afinal, o técnico português José Mourinho afirmou ser improvável que o volante seja aproveitado nesta temporada no Manchester United. O jogador, porém, assegura que a situação não o desanima. Ele garante que não pensa em trocar de clube nesse momento e nega ter qualquer problema de relacionamento com Mourinho.

“Eu acredito na minha capacidade. Falei com Mourinho e não tenho nenhum problema com ele. Eu sei quais são seus objetivos, mas também sei o que eu quero. Teremos que ver o que acontece em setembro. Mas eu certamente não vou parar de jogar futebol. O futebol tem altos e baixos. É um negócio difícil e, infelizmente, não apenas um esporte”, disse Schweinsteiger, que está no Manchester United desde 2015, mas pouco atuou no clube desde então, atrapalhado por várias lesões.

Mas mais do que pensar no seu futuro, a semana é de celebração para Schweinsteiger, afinal, nesta quarta-feira ele vai se despedir da equipe em amistoso contra a Finlândia. Será o 121º jogo do volante pela seleção, numa passagem gloriosa, com a participação em quatro edições da Eurocopa e três da Copa do Mundo, sendo campeão da última delas, a de 2014.

“Estou feliz que eu tenha a chance de ter um jogo de despedida. Claro que isso é emocionante. Eu tive anos maravilhosos aqui e me sinto grato por ter feito 120 jogos pela Alemanha”, disse o volante, de 33 anos, na véspera do jogo festivo em Mönchengladbach.

Fonte:   http://istoe.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:30

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão