Nem Brasileirão demitiu tantos técnicos quanto a Bundesliga nesta temporada

Bruno Labbadia e André Schubert foram demitidos ao longo da atual edição da Bundesliga
Bruno Labbadia e André Schubert foram demitidos ao longo da atual edição da Bundesliga
O campeonato nem chegou até a metade e sete técnicos já foram demitidos. Um deles caiu três meses após ter renovado seu contrato, outro foi dispensado depois de apenas três rodadas.

Não, o cenário acima não se passa no Brasil e, sim, na Alemanha.

A Bundesliga vai para a pausa de inverno de um mês com mais de um terço das equipes já tendo trocado de comando. Sete dos 18 competidores caíram nas 16 rodadas iniciais.
Para efeito comparativo, seis treinadores tinham caído no último Brasileirão no mesmo período.

Se na temporada passada apenas dois técnicos caíram nas 15 primeiras jornadas da primeira divisão do Campeonato Alemão, a quantidade foi igualada com apenas cinco partidas. Viktor Skrypnyk foi despedido com 0% de aproveitamento após três jogos, com direito a duas goleadas sofridas. Duas rodadas depois, Bruno Labbadia ficou sem emprego após ter somado apenas um ponto com o Hamburgo.

Desde então, mais cinco nomes rodaram, sendo que o último foi o de André Schubert, que comandou uma boa reação do Borussia Mönchengladbach na última temporada, levou o time à UEFA Champions League e, na atual campanha, confirmou a passagem à Liga Europa via seu grupo na Champions. Ele havia estendido seu vínculo até o meio de 2019 no fim de setembro, mas caiu menos de 100 dias depois.

Confira as listas de quedas de treinadores do Brasileirão 2016 e Bundesliga 2016-17 após 16 rodadas:

BRASILEIRÃO 2016

1) Gilson Kleina (Coritiba): caiu na quinta rodada após derrota por 4 a 3 para a Chapecoense. Estava havia seis meses no cargo
2) Givanildo Oliveira (América-MG): demitido na mesma jornada, com o time tendo somado 2 pontos até então. A queda veio pouco depois de um mês da conquista do título estadual
3) Argel Fucks (Internacional): dispensado na 14ª rodada devido a uma sequência de seis partidas sem vencer. Ele ficou quase um ano no emprego
4) Vinícius Eutrópio (Figueirense): em 11 de julho, um dia depois da queda de Argel, Eutrópio também foi despedido após uma série de cinco partidas sem triunfos.
5) Sérgio Vieira (América-MG): o substituto de Givanildo durou apenas 43 dias no posto e acabou demitido. Foram nove jogos, sendo oito derrotas e uma vitória
6) Paulo Bento (Cruzeiro): outro português a ter uma passagem curta, ele ficou pouco mais de dois meses no cargo, tendo somado oito derrotas, três empates e seis vitórias.

ALEMÃO 2016-17

1) Viktor Skrypnyk (Werder Bremen): três derrotas, sendo duas goleadas, fizeram o técnico cair com somente três rodadas
2) Bruno Labbadia (Hamburgo): duas rodadas depois, Bruno Labbadia, com um ponto à frente do Hamburgo foi o segundo treinador mandado embora
3) Dieter Hecking (Wolfsburg): mais duas jornadas e surgiu o terceiro a cair. O agora técnico do Borussia Mönchengladbach foi dispensado com o Wolfsburg na 14ª colocação, com uma vitória, três empates e três derrotas
4) Markus Kauczinski (Ingolstadt 04): a quarta vítima veio na décima rodada por ter somado apenas dois pontos até então e figurando na vice-lanterna. Kauczinski chegara ao clube no início da temporada
5) Norbert Meier (Darmstadt 98): foi outro técnico que assumiu novo time nesta temporada a cair. Ele acabou liberado na 13ª rodada, quando o Darmstadt figurava na antepenúltima posição com duas vitórias, dois empates e nove derrotas.
6) Dirk Schuster (Ausburg): eleito o melhor técnico da última Bundesliga, à frente do Darmstadt, em votação entre jornalistas especializados feita pela revista Kicker, ele foi demitido na 14ª jornada, com o Augsburg em 13º lugar. A campanha nem era tão negativa: três vitórias, cinco empates e seis derrotas
7) André Schubert (Borussia Mönchengladbach): apesar do bom trabalho na temporada passada, ele não resistiu à sequência ruim e caiu após derrota para o Woilgfsburg por 2 a 1, em casa, pela 16ª rodada.

Fonte:        http://espn.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 00:38

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: