Podolski analisa base da Alemanha e brinca: “Difícil para o técnico”

Podolski disse confiar na nova geração da Alemanha (Foto: Christian Gaier/Divulgação Podolski)

Podolski disse confiar na nova geração da Alemanha (Foto: Christian Gaier/Divulgação Podolski)

 

Lukas Podolski disputou três Copas do Mundo. Na primeira, em 2006, em casa, foi eleito o melhor jogador jovem. Na última, experiente, conquistou o título, além da simpatia de milhares de brasileiros com seus posts bem humorados em português. Em 2017, fez sua última aparição com a camisa da Alemanha. Ficaram as lembranças e a identificação com a camisa. O atacante também não parece muito preocupado com o futuro da seleção do país. Em entrevista ele disse confiar na base.

Os alemães foram vice-campeões olímpicos, perdendo o ouro para o Brasil de Neymar, no Rio. Na última sexta-feira, bateram a Espanha na decisão da Eurocopa sub-21. No domingo, com um time que provou uma renovação eficiente, foram campeões da Copa das Confederações vencendo o Chile por 1 a 0. O meia Draxler, de 23 anos, foi eleito o melhor do torneio, enquanto o atacante Timo Werner, de 21, foi o artilheiro (título que nenhum outro alemão havia conquistado neste torneio). Segundo Podolski, quem vai ter dor de cabeça é o técnico Joachim Löw.

“Eu ficarei feliz de ver os jogos da Copa. Eu joguei muitos torneios, Copas do Mundo, Eurocopas… Em um ponto, você tem que parar. E você sabe, temos ótimos jogadores. Isso é bom para o nosso time, mas é difícil para o técnico, porque ele tem muitas escolhas. É difícil escolher 23 jogadores para a Copa do Mundo “,analisa.

O atacante disse acompanhar com atenção o desenvolvimento do futebol nos clubes e nas seleções, e lembra que mesmo com os bons resultados da Alemanha, especialmente no fim de semana, outros jovens devem despontar em outros países. 

“Acho que temos um grande futuro, conquistamos o Sub-21, Copa das Confederações. Mas outros países também (têm elencos promissores). A Inglaterra é boa, a Espanha é boa… Então, não é só a Alemanha, mas é bom ter um time forte na base”.

Podolski brilhou com a camisa alemã e conquistou o título mundial de 2014 (Foto: Reuters)

Podolski brilhou com a camisa alemã e conquistou o título mundial de 2014 (Foto: Reuters)

 

Podolski disse ainda que o tempo voou desde a Copa de 2014. Mas a conquista nunca vai sair da memória.

“Passou muito rápido, muito rápido”, enfatiza o atacante.

 

 

Matéria originalmente publicada por:    http://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 00:32

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: