Jupp Heynckes foi apresentado como treinador do Bayern

Quando o cão ladra duas vezes... Jupp Heynckes aceita convite do Bayern Munique

O alemão Jupp Heynckes foi apresentado como novo treinador do Bayern de Munique, clube ao qual “deve a carreira” e regressa pela quarta vez, como “prova de amizade e agradecimento” para com os atuais campeões alemães.

Na conferência de imprensa de apresentação, Jupp Heynckes, de 72 anos, disse ter contado com uma ajuda especial da família na decisão de aceitar o regresso ao clube bávaro. 

“Foi uma decisão difícil, mas a minha mulher e a minha filha disseram que eu devia aceitar este convite. Até o meu cão ladrou duas vezes, o que significa que eu tinha mesmo de voltar”, confidenciou.

Sobre o Bayern de Munique, o treinador alemão reconheceu que “não esquece a quem deve a carreira”, tendo aceitado suceder ao italiano Carlo Ancelotti como prova de reconhecimento e amizade para com o clube.

“Se não tivesse treinado o Bayern em 1987, depois não teria tido a oportunidade de ir para o Athletic Bilbao e para o Tenerife. E dali não teria passado para o Real Madrid”, acrescentou.

Sobre a situação atual do clube, o treinador assegurou que sabe o que fazer para retirar o clube deste ciclo “difícil” e fazê-lo “voltar ao caminho do êxito”, no qual sempre “existiu uma clara hierarquia” que “é importante definir”, de modo “a devolver a confiança aos jogadores”.

 

“Se observar os últimos anos vejo que existiu uma hierarquia. Houve jogadores como Lahm, Schweinsteiger, Xabi Alonso. Agora sobram Joerome Boateng, Thomas Müller, Arjen Robben e Franck Ribery. Eram eles que muitas vezes resolviam os problemas antes que o treinador tivesse de intervir”, disse.

Questionado pela imprensa sobre as alegadas dificuldades de adaptação ao Bayern por parte do colombiano James Rodríguez, antigo jogador do FC Porto, o técnico salientou que “o futebol alemão é muito diferente do sul-americano”, sendo “uma situação difícil para um jogador jovem”.

“Ele tem de saber que conta com o meu apoio e com a minha ajuda, porque gosto de jogadores trabalhadores e com talento. E penso que ele tem muito talento”, afirmou.

Jupp Heynckes foi treinador do Benfica em duas temporadas, 1999/2000 e 2000/01, tendo alcançando um terceiro lugar no campeonato na primeira temporada, e sido despedido no ano seguinte, ao fim de cinco jogos com apenas duas vitórias registradas.

O técnico alemão, que tinha se retirado após deixar o Bayern de Munique, em 2013, soma conquistas ao serviço de três clubes, em especial no clube bávaro, ao serviço do qual conquistou uma Liga dos Campeões (2012/13), três campeonatos nacionais (1988/89, 1989/90 e 2012/13), três Supercopas (1987, 1989, 2012) e uma Copa da Alemanha (2012/13).

No Real Madrid ergueu uma Liga dos Campeões e uma Supercopa de Espanha (1997/98) e no Schalke 04 duas Copas Intertoto da UEFA (2003 e 2004).

 

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 23:05

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: