Archive for the ‘Casa e Decoração’ Category

Aniversário de Criança

Há festas que ficam para sempre na memória. A feita em casa, em que o aniversariante participa de toda a produção, tem mais chance de se tornar inesquecível. Mamães e papais: arregacem as mangas! O tema piquenique é unissex, fácil de fazer e permite comidinhas simples e deliciosas.

Quem não se lembra de alguma festa que foi ou deu na infância? Não tem coisa melhor do que ver a alegria das crianças comemorando um aniversário. Aproveitando os dias quentes da estação, o evento pode ser ao ar livre e o tema perfeito para isso é um piquenique. Nada, porém, impede que seja feito dentro de casa.

A preparação é a parte mais gostosa: um convite personalizado já avisa que a festa promete. Todos se animam para o grande dia. Abuse dos detalhes charmosos na decoração. Como em toda festa infantil, o aniversariante não recebe o presente na hora, eles são deixados em algum lugar para que seja aberto depois, com calma. Portanto, coloque logo na entrada do jardim uma grande cesta de palha para guardar as caixas e sacolas.

O cuidado coma festa começa pelo convite. Se for personalizado, vai fazer o maior sucesso. Este é da Paper Hug, R$ 4,50 a unidade (Foto: Rogério Voltan)À esquerda: O cuidado coma festa começa pelo convite. Se for personalizado, vai fazer o maior sucesso. Este é da Paper Hug. À direita: Logo na entrada do jardim, uma grande cesta de palha, da Futon&Home, acomoda os presentes do aniversariante. Para mostrar ao convidado que ela tem essa função, enfeite-a com algumas caixas (Foto: Rogério Voltan)
A mesa de doces tem direito a toalha xadrez, R$ 65 na Maria Florzinha, brigadeiros e bichos de pé, R$ 0,63 cada, e quadradinhos de bolo de limão, R$ 1,70, e de chocolate, R$ 2,30, tudo da Fina Farinha. Os docinhos estão em forminhas de flor, de R$ 10,20 a (Foto: Rogério Voltan)A mesa de doces tem direito a toalha xadrez, da Maria Florzinha, brigadeiros e bichos de pé, e quadradinhos de bolo de limão e de chocolate, tudo da Fina Farinha. Os docinhos estão em forminhas de flor, da Rica Festa. Bolo de pasta americana da Fabiola Toschi. O balde recheado de balinhas e pirulitos vira decoração da festa (Foto: Rogério Voltan)

A mesa principal é a estrela, cheia de doces como brigadeiro, bichos de pé, quadradinhos de bolos de limão e de chocolate, minicupcakes e pirulitos espetados em uma cesta repleta de balas. O bolo, coberto de pasta americana, leva miniaturas que representam um piquenique. Ele contribui para a decoração, pois fica intacto até a hora do parabéns. Para facilitar os preparativos e deixar que você também curta a festança junto com os convivas, prefira oferecer sanduíches servidos frios, como pão de batata recheado de catupiry, pão de musli com peito de frango desfiado, tomate-cereja e alface e os minienroladinhos de salsicha – que, aliás, as crianças adoram! Disponha-os em travessas e em lugares baixos para que os pequenos possam se servir sozinhos. Espalhe toalhas xadrezes pela grama com algumas cestas de piquenique, que, além de decorarem, servem de apoio para que a meninada coma sem encostar o lanche no chão. O suco também pode ficar à mão em um recipiente de vidro, como se fosse um filtro. Faça uma graça amarrando etiquetas com o nome de cada convidado em volta do copo.

Para os adultos, principalmente os mais velhos, a ideia de ficar sentado no chão não é muito atraente. Prefira usar mesa e cadeira. Modelos comuns, de plástico, podem ser alugados por um bom preço. Como não são lá dos mais bonitos, vale incrementá-los com almofadas coloridas no assento e, no encosto, uma bandana combinando. Para que o lenço não voe, faça um triângulo e amarre as duas pontas, dando uma ideia de capa para o encosto.

Os sanduíches de frango desfiado, R$ 2,90 cada, e os enroladinhos de salsicha, R$ 0,72 cada, da Fina Farinha, estão em travessas plásticas da Coisas da Doris, R$ 75 cada. Os pães de batata, R$ 1,08, também da Fina Farinha, estão numa minicesta de piqueniq (Foto: Rogério Voltan)À esq.: Os sanduíches de frango desfiado e os enroladinhos de salsicha,da Fina Farinha, estão em travessas plásticas da Coisas da Doris. Os pães de batata, também da Fina Farinha, estão numa minicesta de piquenique, da Cestaria Régio, enfeitada com guardanapo de tecido, da Roupa de Mesa. Deixe as comidinhas em um banco baixo para as crianças alcançarem. Perto dele, estenda toalhas xadrezes no chão para elas sentarem. À dir.: Os minicupcakes estão em pratos de bolo empilhados, da Roberto Simões. Os bolinhos de Luana Davidsohn, chamam a atenção de Marcela, que usa vestido da 1 + 1. (Foto: Rogério Voltan)
O suco fica neste recipiente de vidro, que lembra um filtro, R$ 92 na Futon&Home. Personalize os copos, R$ 5,75 a embalagem com dez unidades na Rica Festa, com os nomes dos convidados, amarrando um cartão em volta deles, R$ 8 o pacote com 12 unidades na P (Foto: Rogério Voltan)À esq.: O suco fica neste recipiente de vidro, que lembra um filtro, da Futon&Home. Personalize os copos, da Rica Festa, com os nomes dos convidados, amarrando um cartão em volta deles, da Paper Hug. À dir.: Opte por cadeiras de plástico, facilmente alugadas. Para embelezá-las, use almofadas nos assentos, da Futon Company, e bandanas amarradas no encosto, da Paper Hug (Foto: Rogério Voltan)

Além das brincadeiras tradicionais, como pique-esconde e amarelinha, uma que é esperada por todos é aquela que estoura um balão cheio de balas, apitos, iôiôs… Para ficar diferente, no lugar do balão, inspire-se nas pinhatas mexicanas. É assim: pendure em uma árvore, por exemplo, uma lanterna grande de papel com a arte de baixo amarrada com uma fita. Assim, fica fácil de soltá-la e deixar as guloseimas e os brinquedinhos caírem. Vai ser a maior folia!

As lembrancinhas seguem o tema: cestas de vime com tecido xadrez, recheadas de salgadinho, suco e bolacha. Essa tarde será comemorada em grande estilo e, certamente, vai dar ao homenageado e aos amigos algo para se lembrar sempre. 

Para a alegria da criançada, a lanterna de papel, da Tchian, R$ 10, vira uma pinhata mexicana, cheia de balas e minibrinquedos. Quando o nó da fita é desfeito, cai o “tesouro”: balas, apitos, iôiôs...  (Foto: Rogério Voltan)Para a alegria da criançada, a lanterna de papel, da Tchian, vira uma pinhata mexicana, cheia de balas e minibrinquedos. Quando o nó da fita é desfeito, cai o “tesouro”: balas, apitos, iôiôs… (Foto: Rogério Voltan)
As lembrancinhas são pequenas cestas de vime com suco, bolacha e salgadinho, R$ 33 cada na Kits and Cards. Ficam agrupadas no jardim, perto do carrinho de cipó, R$ 45 no Depósito Kariri, com flores artificiais, R$ 48 o maço na Futon&Home. Pelo menos até o (Foto: Rogério Voltan)As lembrancinhas são pequenas cestas de vime com suco, bolacha e salgadinho, da Kits and Cards. Ficam agrupadas no jardim, perto do carrinho de cipó, do Depósito Kariri, com flores artificiais, da Futon&Home. Pelo menos até o final da festa, elas incrementam a decoração (Foto: Rogério Voltan)

Fonte: http://revistacasaejardim.globo.com/

São Paulo – Brasil – 00:11

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

10 maneiras de renovar sua casa ainda hoje

Transformar os ambientes nem sempre significa pintar as paredes, comprar novos móveis ou apostar em ideias que demandem muito tempo, esforço e dinheiro. Pequenas atitudes podem trazer aquele ar de mudança que todo lar precisa de tempos em tempos!

Você não aguenta mais aquele gaveteiro da sala, mas está sem grana para substituí-lo com a peça dos seus sonhos? Ou cansou da carinha das almofadas da sala? A sacada perdeu a graça e você anda desiludido com o visual do lavabo? Tudo isso pode ser mudado em um piscar de olhos caso sua conta bancária esteja abastada o suficiente para trocar toda a decoração de uma vez ou até se mudar para uma casa nova, mas, você há de concordar: estas “soluções” não costumam se encaixar com tanta facilidade na realidade da maioria de nós.

Mas nada está perdido! É possível transformar todos os ambientes da sua casa de maneira quase instantânea, sem estourar o cartão de crédito. E não estamos falando de mágica. Basta prestar atenção aos detalhes. Depois de realizar essas pequenas transformações, você vai perceber que não é papo de revista: as menores atitudes têm, sim, um enorme poder quando a intenção é arejar, renovar, melhorar.

Listamos aqui dez exemplos básicos de como você pode aplicar essas ideias em casa. Certamente, a partir daí, você terá outras boas inspirações – não se esqueça de dividi-las conosco nos comentários!

Cansou das almofadas? Troque as capas e você terá um sofá praticamente novo (Foto: Victor Affaro/ Editora Globo)Cansou das almofadas? Troque as capas e você terá um sofá praticamente novo (Foto: Victor Affaro/ Editora Globo)

1. Almofadas – O sofá já não desperta mais aquele brilho em seus olhos e as estampas das suas almofadas já enjoaram todos os moradores da casa? Capas com cores lisas ou padrões novos, totalmente diferentes das que você já tinha em casa, vão dar um ar novo à sua sala. Atualmente, você encontra opções baratinhas em lojas especializadas, sites e até em supermercados.

2. Pisca-pisca – O adereço não precisa ser usado só no Natal. As pequenas luzinhas brancas ou coloridas causam um impacto e tanto e podem decorar varandas, quintais, uma parede, a cozinha, a cabeceira do quarto. E custa pouco! Isso se você já não tiver um guardado em casa.

3. Resgate as peças escondidas – Sabe aquela louça que você ganhou no dia do casamento e guarda na gaveta para ocasiões especiais? E aquela toalha de mesa que a família só usa em dias de festa? É hora de colocá-las em jogo!

4. Quadro novo – Quem disse que precisa gastar fortunas para decorar a parede com obras de arte? Escolha fotografias ou pôsteres de boa qualidade – há varias opções para download na internet – e mande imprimir. Depois, é só colocar em uma moldura ou porta-retratos e se divertir preenchendo as paredes vazias.

5. Troca-troca – Essa solução é clássica, mas, muitas vezes, esquecemos que é possível. Experimente trocar os móveis de lugar. Por que a estante precisa ficar naquele canto da sala e não do lado oposto? Por que o sofá está perto da janela? Questione para inovar a disposição.

6. Reaproveite – Sabe aquele papel de parede ou pedaço de tecido que sobrou? Use estes retalhos para inventar novos projetos. Dá para forrar cúpulas de luminárias, quadros ou móveis, como aquela gaveta que está riscada ou manchada.

7. Doe – Os livros que você já leu ocupam espaço na estante. Além disso, poderiam ter utilidade extra nas mãos de quem ainda não conhece o conteúdo daquelas páginas. O mesmo acontece com as roupas que você não usa mais. Separe o que não serve e doe. Assim, a casa ganha espaço extra, o que já é um respiro e tanto para a decoração.

8. Faça pequenos consertos – A lâmpada que está queimada há meses, o buraquinho que ficou no lugar antes ocupado por um quadro na parede, a pontinha descolada do papel de parede. É hora de colocar a mão na massa e deixar tudo em ordem. Para facilitar, faça uma lista dos pequenos reparos e separe o que vai precisar.

9. Faça uma limpeza – A tarefa pode não ser a mais divertida do mundo, mas o resultado vale a pena e já deixa a casa com um ar diferente. Capriche na faxina e, no final, borrife sua essência preferida pelos ambientes. Lavanda é uma boa pedida.

10. Invista nos detalhes – Um conjunto de pequenos sabonetes (pode ser aquele que você ganhou e nunca usou) em um pote de vidro reaproveitado dá um toque de delicadeza ao lavabo, assim como um arranjo de flores no centro da mesa.

Quer acrescentar alguma dica extra à lista? Comente!

Pôsteres, fotografias, ilustrações: você pode imprimir tudo e criar uma parede de quadros (Foto: Luís Gomes/ Editora Globo)Pôsteres, fotografias, ilustrações: você pode imprimir tudo e criar uma parede de quadros (Foto: Luís Gomes/ Editora Globo)

Fonte: http://revistacasaejardim.globo.com/

São Paulo – Brasil – 22:55

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Oito truques para aumentar a sala

Cores claras, listras no tapete ou na parede, móveis altos… Confira algumas dicas para ampliar o living da sua casa!

sala; branco (Foto: ThinkStock)

1. Detalhes em branco
Utilize a cor a favor do ambiente. Se você usar uma cor clara nas paredes, coloque branco no teto, nas guarnições das portas e nos rodapés. O espaço vai parecer muito maior.

2. Vá do escuro para o claro
Se você quer uma parede com cor forte na sala, como marrom ou berinjela, é preciso deixar brancas as paredes do fundo. O brilho claro da parede branca é acentuado pelo escurecimento da entrada e das paredes adjacentes.

3. Utilize o espaço vertical
Coloque as suas paredes para trabalhar a favor do espaço com mobiliário alto. As paredes vão crescer para cima, além de oferecer muito espaço para armazenamento. O lugar pode guardar material de escritório, papéis, fotografias e agenda de telefones.

sala; persiana (Foto: ThinkStock)

4. Deixe a luz entrar
Usar cortinas que deixam aparecer as janelas dá leveza ao ambiente e chama o olho para fora. As janelas são os olhos da sala. Quando as cortinas as cobrem totalmente, você faz o seu lugar menor.

5. Explore o centro
Frequentemente, em pequenos espaços as pessoas tentam colocar mais móveis que o desejável, e para se movimentar começam a arrastá-los para os cantos. Não caia nessa armadilha. Uma solução para dar vivacidade ao espaço é imaginar um triângulo com os móveis, constituído numa das pontas por um sofá, na outra por duas poltronas e no centro por uma mesinha, que pode ser, por exemplo, dois tamboretes.

sala, tapete listrado (Foto: ThinkStock)

6. Listras alongam
Um tapete listrado alonga o espaço da sala de estar e também brinca com a cor contrastante da parede. Se a sala for muito pequena, é melhor que as paredes sejam brancas e as listras finas.

7. Apetrechos guardados
A toda hora você perde o controle remoto? Grude uma metade de velcro na lateral da TV e outra na parte de trás do controle. Nunca mais vai perder o começo do filme procurando a bugiganga.

8. Vasos sem flores, mas bonitos
Se você não tem espaço para esconder os vasos quando estão sem flores, agrupe-os na estante de livros ou em algum móvel pequeno. Junte formas e cores diferentes para fazer composições.

Fonte: http://revistacasaejardim.globo.com/

São Paulo – Brasil –23:00

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

8 dicas simples para dobrar o espaço do guarda-roupa

Quem não consegue dar um passeio sem voltar com ao menos uma sacola, sabe o quanto é difícil manter o closet em ordem. A notícia boa é que alguns truques práticos são capazes de manter o espaço arrumado e com espaço vago para as novas aquisições.

BARRAS DE METAL SÃO ÓTIMAS PARA ABRIR ESPAÇO PARA NOVOS CABIDES (Foto: Thinkstock)BARRAS DE METAL SÃO ÓTIMAS PARA ABRIR ESPAÇO PARA NOVOS CABIDES (FOTO: THINKSTOCK)

1. COMECE POR AQUILO QUE VOCÊ NÃO USA MAIS
O primeiro passo rumo ao guarda-roupa perfeito é focar nas roupas e calçados que você já sabe que não usará mais. Se você não tocou naquela peça do fundo do armário há um ano, ou se ela nem serve mais, esta é a hora de descartá-la. Separe os itens em caixas e doe para quem precisa.

2. APROVEITE ABSOLUTAMENTE TODO O ESPAÇO DISPONÍVEL
A parte debaixo de uma prateleira pode, por exemplo, receber uma barra de metal onde novos cabides serão apoiados. O espaço que sobra na base do guarda-roupa, logo abaixo dos vestidos, também pode levar uma dessas barrinhas. É uma ótima maneira de pendurar calças e saias que estão amontoadas.

3. PRATELEIRAS SÃO SEMPRE BEM-VINDAS
O caminho contrário da dica anterior também é super válida. Nas divisórias do guarda-roupa, onde só existem hastes para pendurar cabide, instale uma prateleira.Mesmo que estreita, a nova divisória é ótima para guardar sapatos ou aqueles casacos mais pesados durante o verão.

4. APROVEITE AS PORTAS
Até a parte de trás das portas podem ser melhor aproveitadas. Você pode fixar ganchos que funcionam como porta-cinto, acessórios, bolsas e até casacos que precisam estar sempre à mão. Ou então pendurar um organizador de sapatos. Ou ainda instalar um espelho de corpo inteiro, que inclusive ajuda a economizar espaço naquela parede, onde um armarinho extra ficaria ótimo.

5. RESERVE UMA GAVETA…
…Para inserir divisórias de plástico ou de madeira. Organize por lá os menores objetos que eventualmente se perdem em meio às roupas, como meias, lingeries, bijuteria, ferramentas de costura.

6. CABIDES FAZEM TODA A DIFERENÇA…
Na hora de comprar, escolha sempre aqueles que levam várias camadas. Assim é possível pendurar mais de uma peça junto, como camisa e calça. É uma economia e tanto!

7. …TODA MESMO!
E passe longe das versões mais “gordinhas”. Use apenas os modelos fininhos, normalmente feitos de metal e não de plástico. Você vai notar o espaço do seu armário expandir de um jeito mágico.

8. SEPARE OS ITENS SAZONAIS
Na troca de estação, reserve tudo o que você não vai usar durante a nova temporada e embale com sacos plásticos. Depois, coloque tudo em caixas, que deverão ser mantidas embaixo da cama. Esse truque é infalível para proteger as roupas enquanto não são usadas e ainda deixa os looks do momento mais à vista no guarda-roupa.

Fonte: http://revistamarieclaire.globo.com/

São Paulo – Brasil – 23:22

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Sete dicas para arrumar a sua casa sem sofrimento

O final de ano é a época mais propícia para se livrar da bagunça. Para ajudar você a tomar coragem, confira 7 maneiras para tornar esse momento mais fácil. Vamos lá?

Caixas de acrílico na parede organizam os livros e alguns dos brinquedos (Foto: Sambacine/Divulgação)Caixas de acrílico na parede organizam os livros e alguns dos brinquedos (Foto: Sambacine/Divulgação)

BRINQUEDOS PARA TODOS OS LADOS
1
O quarto do meu filho é pequeno e cheio de coisas. O que fazer para torná-lo mais espaçoso e confortável?

O primeiro passo é separar, junto com a criança, os brinquedos e os objetos que ela realmente utiliza. Tudo o que ficar de fora pode ser empacotado e entregue em locais de doação, na opinião da organizadora profissional Adriana Saade. “Doar o que não se usa, além de ser um ato generoso, é uma das soluções para abrir mais espaço no cômodo”, afirma. Para guardar o que foi mantido, ela aconselha o uso de caixas organizadoras. “Divida os itens por categorias e coloque-os em caixas com etiquetas coladas do lado de fora, identificando-os. Guarde-as dentro de armários ou baús com amortecedores na tampa”, diz. Instalar prateleiras e nichos na parede também funciona. Atente-se apenas ao fato de que esses acessórios acumulam poeira e, portanto, devem ser evitados em quartos de crianças alérgicas.

O vidro na frente dos gavetões ajuda na busca dos discos de vinil no móvel laqueado, criado pela arquiteta Lica Cukier (Foto: Edu Castello)O vidro na frente dos gavetões ajuda na busca dos discos e vinil no móvel laqueado, criado pela arquiteta Lica Cukier (Foto: Edu Castello)

CAIXAS PARA OS DISCOS
2
Tenho muitos discos de vinil, mas não sei como guardá-los. Vocês podem me dar dicas?

Além das caixas plásticas transparentes, vendidas em home centers, adote caixotes de madeira natural, utilizados em feiras livres. Essa é a sugestão da arquiteta Bruna Riscali. Nesse caso, atente-se apenas à origem dos caixotes, que devem receber tratamento contra insetos. Para uma solução mais definitiva, invista em nichos de madeira feitos sob medida por marceneiro.

 

Na prateleira de peroba de demolição com mão francesa de ferro, feita pela L. L. Marcenaria, ficam minipanelas da Le Creuset (Foto: Codo Meletti e Marcelo Magnani )Na prateleira de peroba de demolição com mão francesa de ferro, feita pela L. L. Marcenaria, ficam minipanelas da Le Creuset (Foto: Codo Meletti e Marcelo Magnani )

ESTANTE VAPT-VUPT
3
Como faço para montar uma estante a partir de prateleiras fixadas na parede?

A sugestão da designer de interiores Marília Caetano é usar prateleiras entre 22 cm e 25 cm de profundidade. “Uma estante básica para livros tem aproximadamente 30 cm de espaçamento entre as tábuas”, diz ela. Para a instalação, a estrutura pode ser colocada com alguns tipos de mão-francesa.

 

Embaixo da janela do closet deu para instalar a sapateira revestida de laminado. Com 18 cm de profundidade, é suficiente para pôr os sapatos em pé nas gavetas basculantes de 65 x 42 cm cada uma (Foto: Edu Castello)Embaixo da janela do closet deu para instalar a sapateira revestida de laminado. Com 18 cm de profundidade, é suficiente para pôr os sapatos em pé nas gavetas basculantes de 65 x 42 cm cada uma (Foto: Edu Castello)

SOLUÇÕES PARA SAPATOS
4
Como posso organizar meus sapatos?

Se falta espaço em casa, mas sobram sapatos, algumas soluções podem ajudar na organização. “Suportes que ficam pendurados nos armários, tanto do lado de dentro como de fora das portas, costumam resolver o problema da ausência de um canto dedicado só aos calçados”, explica Luiza Vieira, personal organizer. Mas, se o caso é guardar os sapatos no armário, escolha os sacos de TNT (tecido que permite melhor circulação de ar) com faixas de plástico transparente que funcionam com o visor. Para as caixas, opte pelas feitas de PVC ou pelas de acrílico com orifícios, que deixam os sapatos sempre frescos e arejados. Quando for guardá-los depois do uso, atenção: “É essencial que a sola seja limpa com um pano úmido e depois permaneça em local ventilado e com sombra por algumas horas”, alerta Cristina Fonseca, da empresa de organização Cris&Dete e uma das autoras do livro Chega de bagunça, Organize-se! Além dos quartos e closets, outros cômodos da casa também podem ser aproveitados para dispor os pares. “Uma sapateira no hall de entrada, por exemplo, já estimula o hábito de tirar os sapatos para deixá-los arejando”, observa Luiza.

Bijus chiques ou até mesmo joias podem compor a decoração da sala, por exemplo. Aqui, um colar de pérolas faz par com a cabeça de alce. Apartamento do artista plástico Felipe Morozini (Foto: Maíra Acayaba/Casa e Jardim)Bijus chiques ou até mesmo joias podem compor a decoração da sala, por exemplo. Aqui, um colar de pérolas faz par com a cabeça de alce. Apartamento do artista plástico Felipe Morozini (Foto: Maíra Acayaba/Casa e Jardim)

BIJUS NO LUGAR
5
Tenho muitos colares e brincos e um acaba se enroscando no outro. Como posso organizá-los?

A melhor maneira de arrumar acessórios e bijuterias é investir em um móvel sob medida. “Com base nas necessidades de cada cliente, desenho nichos, penduradores e prateleiras no tamanho ideal”, diz a arquiteta Evelin Sayar. Caso não seja possível contratar um projeto personalizado, improvise. A profissional em arrumação Cristina Papazian ensina: “Separe itens por tamanho e coloque-os em fôrmas de cupcake ou de gelo. É preciso deixar tudo visível, porque só se usa aquilo que se enxerga. Colares grandes e echarpes devem ser pendurados em ganchos, pois assim não enroscam”. Armazene os cintos em gavetas com divisões de acrílico. Para bolsas e sapatos, a mesma dica: nunca empilhá-los. “Isso causa deformações e dificulta o manuseio”, diz Cristina.

Um pequeno closet dá conta de acomodar as roupas e os sapatos. Ele está ligado ao banheiro, que só existe graças à diminuição da área de serviço. Apartamento do arquiteto Vinícius Mazzoni (Foto: Lufe Gomes )Um pequeno closet dá conta de acomodar as roupas e os sapatos. Ele está ligado ao banheiro, que só existe graças à diminuição da área de serviço. Apartamento do arquiteto Vinícius Mazzoni (Foto: Lufe Gomes )

ARMÁRIO ORGANIZADO
6
No meu armário, tudo está misturado. Qual é o melhor jeito de organizar e separar as roupas dos acessórios?

Na opinião do arquiteto Rodrigo Ângulo, ao arrumar seus armários, estantes e gavetas, a única regra é sentir-se bem com os critérios adotados. Mas há dicas universais. No caso de gavetas, determine as categorias de objetos e não os misture: uma só para meias, outra só para cintos e assim por diante. A arquiteta Andrea Murao costuma tomar esse cuidado principalmente com clientes mulheres, que precisam manter em ordem bijuterias e maquiagens. Estabelecer prioridades de uso é outra boa dica para qualquer organização. Deixe nas primeiras gavetas aquilo que você usa mais. No guarda-roupa, reserve os módulos de difícil acesso para vestidos longos e casacos. Nas estantes, objetos maiores ou mais pesados ficam melhores nos nichos ou prateleiras baixas. E vice-versa, no caso de itens menores e mais delicados.

As jardineiras de aço galvanizado migraram da varanda, onde abrigavam ervas e temperos, para a lavanderia. A instalação é fácil e rápida. Cada uma pode ser fixada com parafusos diretamente na parede. Produção de Helio Anselmo (Foto: Otavio Dias)As jardineiras de aço galvanizado migraram da varanda, onde abrigavam ervas e temperos, para a lavanderia. A instalação é fácil e rápida. Cada uma pode ser fixada com parafusos diretamente na parede. Produção de Helio Anselmo (Foto: Otavio Dias)

ÁREA OTIMIZADA
7
Preciso de dicas para deixar minha área de serviço organizada.

As áreas de serviço estão cada vez menores e propícias a virar cantinhos de bagunça. A especialista em organização Marcelle Loureiro, da Benfatto Organiza, diz que armários ou prateleiras otimizam a área e deixam os produtos de limpeza longe do alcance de crianças e animais domésticos. “Esponjas, pregadores e panos de chão podem ficar em cestos ou caixas plásticas”, conta. Itens como vassouras, tábuas de passar e ferros podem ser pendurados em suportes, fixados nas paredes. Ao fazer os furos, confira a planta hidráulica do imóvel e localize a posição dos canos. Baldes devem ser empilhados sob o tanque. Gavetões ou cestos são bons para separar as roupas sujas das limpas. “Na falta de espaço, um gancho atrás da porta serve para pendurar camisas”, diz Marcelle.

Fonte: http://revistacasaejardim.globo.com/

São Paulo – Brasil – 00:05

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Descombinando na decoração com muito estilo

Um mix virtuoso de peças, cores e estampas marca o apartamento da designer de interiores Silvia Cavalcanti. Do novo ao garimpado, do luxo à rusticidade, há espaço para tudo.

Living | Tecidos da Designers Guild revestem os sofás, reformados pela Paschoal Ambrosio, que se juntam à mesa de centro, de pequiá, da Tora Brasil e às banquetas Carlotta, design Antonio Citterio para Flexform, na Casual Interiores. O tapete é da Phenici (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Living | Tecidos da Designers Guild revestem os sofás, reformados pela Paschoal Ambrosio, que se juntam à mesa de centro, de pequiá, da Tora Brasil e às banquetas Carlotta, design Antonio Citterio para Flexform, na Casual Interiores. O tapete é da Phenicia Concept. Ao fundo, fica a sala de TV. (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)
Living | Papel de parede em degradê, da Designers Guild, reveste parte das paredes e o corredor que leva à sala de jantar. Ao lado do sofá, mesa lateral Dida, da Casual Interiores. À esq., banco Skiff, de Lia Siqueira, na Etel Interiores, e, acima dele, f (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Living | À esq. a designer de interiores Silvia Cavalcanti junto de uma antiga poltrona e do balanço Swing With The Plants, da Droog, na Via Manzoni. À dir.  Papel de parede em degradê, da Designers Guild, reveste parte das paredes e o corredor que leva à sala de jantar. Ao lado do sofá, mesa lateral Dida, da Casual Interiores. À esq., banco Skiff, de Lia Siqueira, na Etel Interiores, e, acima dele, fotos de Franz Ackermann, na Galeria Fortes Vilaça (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela).

O que para alguns parece “não ligar lé com cré”, para outros faz todo o sentido. Assim é na vida e, por extensão, na casa – lugar único, que traduz a personalidade dos moradores. Certo exemplo disso está no apartamento da designer de interiores Silvia Cavalcanti. “Não me preocupo em combinar isso e aquilo ou com os outros”, confessa ela, para quem os espaços devem ficar, mesmo, com a cara de sua família. Há misturas nada prosaicas de móveis, luminárias e objetos de diferentes estilos, sejam do passado ou do presente, sejam garimpados ou de família.

Suíte do casal | O sofá, da Elle et Lui Maison, fica diante da cama, ladeada por criados-mudos desenhados pela arquiteta Flavia Torres. As luminárias Tolomeo vieram da  La Lampe, e as obras, na parede de fundo, são de Pinky Wainer, na Loja & Galeria  do B (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Suíte do casal | O sofá, da Elle et Lui Maison, fica diante da cama, ladeada por criados-mudos desenhados pela arquiteta Flavia Torres. As luminárias Tolomeo vieram da La Lampe, e as obras, na parede de fundo, são de Pinky Wainer, na Loja & Galeria do Bispo. Tapete da Phenicia Concept (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela).
Quarto da Rafaela | Papel de parede da Designers Guild forra a parede de fundo para a cama, com baldaquino, da Quarto Composto, e xales. A mesa metálica da Aroeira contrasta com o clima romântico. Luminária Tolomeo, da La Lampe (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Quarto da Rafaela | Papel de parede da Designers Guild forra a parede de fundo para a cama, com baldaquino, da Quarto Composto, e xales. A mesa metálica da Aroeira contrasta com o clima romântico. Luminária Tolomeo, da La Lampe (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela).
 Terraço | A área é ligada ao quarto da menina, que faz questão de cuidar da pequena horta existente lá  (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Terraço | A área é ligada ao quarto da menina, que faz questão de cuidar da pequena horta existente lá. Quarto de brincar | Móveis infantis, da Atelier Fernando Jaeger, compõem o cômodo com parede revestida de papel de parede da Designers Guild e com espelhos (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)
Banheiro do casal | Com cubas individuais, o ambiente tem piso de mármore branco piguês e parte das paredes revestida com pastilhas de vidro (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)
Banheiro do casal | Com cubas individuais, o ambiente tem piso de mármore branco piguês e parte das paredes revestida com pastilhas de vidro (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela).

Silvia, o marido, Guilherme Cavalcanti, e a filha, a pequena Rafaela, vindos do Rio de Janeiro, vivem há um ano e meio em um dúplex, com 500 m2, em São Paulo. O mexicano radicado no Brasil Aurelio Martinez Flores assina a arquitetura de interiores original. “Era uma caixa toda branca”, lembra a proprietária. “E essa cor, em demasia, me incomoda.”
Sócia da arquitetaFlavia Torres na empresa Dual Interiors, a designer de interiores, que não vive sem cor, logo tingiu parte da área social com papel de parede verde-cítrico, em degradê, “para lembrar a natureza”. Empregou também o mesmo tipo de revestimento, com estampas ou texturas, na área íntima, localizada no piso superior.

 

Música | Piano Disklavier, da Yamaha, que pode usar arquivos digitais para tocar sozinho, além de obra de Regina Parra, adquirida no projeto Simbiose na Arte  (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Música | Piano Disklavier, da Yamaha, que pode usar arquivos digitais para tocar sozinho, além de obra de Regina Parra, adquirida no projeto Simbiose na Arte. Corredor | No andar superior, uma grande estante com nichos, para abrigar livros, objetos e quadros, pontua o espaço que leva à suíte do casal (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela).
Mascote | A graciosa gata Flor, da raça exótica (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Mascote | A graciosa gata Flor, da raça exótica (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)

O living, com pé-direito duplo, abriga um piano e velhos sofás reformados. O da sala de TV ganhou capas pink. Os do estar são cinza e amarelo-ouro, unidos ao tapete persa, com patchwork de azuis, e à mesa de centro, feita de tronco de pequiá descartado pela natureza, um dos elementos rústicos da casa. “Essa mesa, a meu ver, é mais valiosa que uma do século 18”, considera Silvia. Nem por isso o apê deixa de revelar antigas peças. É o caso de uma poltrona que pertencera à sua avó, posicionada junto do balanço Swing With The Plants, criação do holandês Marcel Wanders. Integrado ao estar, tal elemento oferece diversão à menina de sete anos, que adora ficar com Flor, uma simpática gata da raça exótica.

Sala de jantar | Poltronas giratórias Incisa, de  Vico Magistretti para De Padova, distribuem-se  em torno da mesa Clipper, de Carlo Colombo  para Poliform, tudo na Casual Interiores,  sobre um tapete aubusson. A pintura na parede  é de Chiara Banfi, na G (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Sala de jantar | Poltronas giratórias Incisa, de Vico Magistretti para De Padova, distribuem-se em torno da mesa Clipper, de Carlo Colombo para Poliform, tudo na Casual Interiores, sobre um tapete aubusson. A pintura na parede é de Chiara Banfi, na Galeria Vermelho (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela).

Área social | Em um canto, o móvel da Aroeira sustenta garrafas de vidro. Na parede, obra de Nelson Leirner (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela)Área social | Em um canto, o móvel da Aroeira sustenta garrafas de vidro. Na parede, obra de Nelson Leirner. Sala de jantar | Sobre a mesa, japamala de Roberto Micoli, na Etel Interiores. Ao fundo, móvel francês do século 19, do antiquário Arnaldo Danemberg, e, na parede, a obra maior, de Fernando de La Rocque, do projeto Simbiose na Arte (Foto: Victor Affaro e Carlos Andres Varela).

Peças de design também têm vez. Projetadas pelo mestre italiano Vico Magistretti, as poltronas giratórias Incisa, por exemplo, dominam a sala de jantar. “O pendente dali foi garimpado”, lembra a dona. “Era de um dourado horroroso. Mandei dar-lhe um banho de prata e ficou perfeito.” O espaço exibe ainda pintura de Chiara Banfi, feita na parede de fundo. Eis uma das obras distribuídas por toda a parte, de artistas como Nelson Leirner, Nina Pandolfo e Rodolpho Parigi.

“Aos poucos, estou dando meu toque em tudo”, resume a inquieta Silvia Cavalcanti. Como uma casa nunca está pronta para amantes de decoração e design, caso dela, pode-se dizer que as ambientações serão um eterno work in progress.

Fonte: http://revistacasaejardim.globo.com/

São Paulo – Brasil – 23:41

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

23 Mesas de Natal encantadoras

A mesa decorada para o Natal tem que ser perfeita. Inspire-se nas dicas abaixo e acrescente um toque da sua criatividade na ceia.

COM PRESENTINHO

 

LUGAR ENDEREÇADO

A delicadeza de endereçar o nome dos convidados em seus respectivos guardanapos e distribuir etiquetas com o menu do jantar em meio ao vermelho e verde de destaque na mesa.

 

CLÁSSICO

Uma decoração natalina clássica, em que o verde e o vermelho são o destaque e até Papai Noel ganha seu lugar à mesa.

 

DECORAÇÃO DE OURO

Tons dourados no sousplat, nos anéis dos guardanapos, nas taças e também nos elementos decorativos são usados na medida, sem exageros.

 

A LUZ DE VELAS

Recupere os itens vermelhos à disposição e invista em velas em toda a região central da mesa.

 

NEUTRO

Aposte nas bolas decorativas e nem precisa ser na cor vermelha; o verde e o dourado cumprem bem o seu papel.

 

ADOCICADO

Os bolinhos individuais garantem o charme divertido desta mesa que aposta também em toques de um estilo mais clean.

 

COM FITINHAS

Use fitinhas vermelhas para recuperar a lembrança do Natal, ainda que as louças e enfeites já carreguem o simbolismo.

 

CONTEMPORÂNEO

A descontração de um jardim dá o tom à ceia. A começar pela mesa de ferro com pátina branca que organiza o serviço com as taças. 

 

PRÁTICO

Um guardanapo vermelho envolto por um belo anel basta para conferir o tom de festividade à sua mesa da ceia de Natal.

 

LOUÇA NATALINA

Nem precisa de toalha quando as peças sozinhas já garantem calor e aconchego que buscamos para comemorar a data.

 

EM TONS FORTES

Os símbolos são os mesmos, mas ganham uma nova cara quando aparecem em outras cores. Doces espalhados pela mesa vão completar a alegria das crianças.

 

COM CASTIÇAIS

Velas e castiçais de formas e cores variadas ajudarão a compor uma mesa moderna e alegre ao mesmo tempo.

 

ALL WHITE

Quando a família é pequena, procure por um espaço que garanta proximidade a todos os convidados. A simplicidade do antúrio se destaca em um ambiente todo branco.

 

NA NATUREZA

O colorido só vai trazer alegria e fantasia a uma mesa onde serão servidas tantas gostosuras.

 

TROPICALÍSSIMO

Com pegada tropical, a decoração da mesa flerta com o clássico, criando um visual inesperado.

 

REQUINTADO

Dobre os guardanapos de linho e prenda-os com anéis em formato de rosas envelhecidas. Não tem erro! 

 

ROMÂNTICO

Combinação neo-romântica cria um visual impactante com a junção entre cores e estampas inesperadas. 

 

ANGELICAL

Surpreenda os convidados com uma mesa de inspiração natural que brinca com a fantasia. 

 

PÓLO NORTE

Inspirada na história clássica de João e Maria, a mesa mistura casinhas de doce, bolachinhas de Natal e talheres e pratos coloridos. 

 

GLAMOUROSO

Vasos de pés altos dourados com buquês de rosas amarelas chamam a atenção na composição da mesa. 

 

BRILHANTE

Marcada pelo clean, a mesa completamente dourada reflete a luz das velas dispostas estrategicamente. 

 

FLORAL

O arranjo de antúrios e cimbídios ao centro da mesa completa o jogo entre branco e vermelho da decoração. 

 

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/

São Paulo – Brasil – 00:02

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão