Archive for the ‘Futebol Francês/Ligue 1’ Category

“PSG ri da multas da UEFA por causa do fair-play financeiro”

«PSG ri-se da multas da UEFA por causa do fair-play financeiro»

Hans-Joachim Watzk, diretor executivo do Borussia Dortmund, foi questionado pela T-online sobre a loucura do mercado de transferências de verão, em particular sobre as loucuras cometidas pelo PSG com as contratações de Neymar e Mbappé.

O alemão aproveitou para lembrar o fair-play financeiro, que obriga os clubes a não ter uma diferença entre gastos e receitas superior a 30 milhões de euros ao longo dos três últimos anos, mas que em alguns casos é completamente ignorado.

“Não tenho grandes conhecimentos sobre isso. É um trabalho da UEFA e creio que há pessoas capacitadas para o fazerem bem feito. Mas há uma coisa que sei e a UEFA também deveria saber: as multas contra o PSG não fazem sentido. No Qatar eles riem disso. Uma alternativa? Redução de pontos na liga francesa. Aí é que os clubes começam a se preocupar”, declarou.

 

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 00:47

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

Anúncios

Jogadores do Bayern curtem Oktoberfest antes de pegar o PSG

Die Krüge hoch #apfelschorle

A post shared by Mats Hummels – Bruder von JH17 (@aussenrist15) on

Um dia após o empate de 2 a 2 com o Wolfsburg, pelo Campeonato Alemão, o Bayern de Munique tirou o sábado para relaxar antes do confronto com o Paris Saint-Germain, quarta-feira, pela Liga dos Campeões: os jogadores do clube aproveitaram a Oktoberfest, tradicional festival na Alemanha. Alguns postaram até fotos bebendo cerveja, como o zagueiro Hummels e o meia James Rodríguez.

Oktoberfest 2017! @annalewandowskahpba

A post shared by Robert Lewandowski (@_rl9) on

Divertido momento en el Oktoberfest.😄

A post shared by James Rodríguez (@jamesrodriguez10) on

 (Foto: Reprodução)

 

Matéria originalmente publicada por:  https://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 00:37

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Dortmund é a única equipe das cinco principais ligas europeias que ainda não sofreu gols nesta temporada

Resultado de imagem para Borussia Dortmund

Depois dos torcedores do Borussia Dortmund terem ‘construído’ a célebre Muralha Amarela nas arquibancadas do Signal Iduna Park – que tanto espetáculo dá nos jogos em casa – esta temporda o clube germânico viu chegar um treinador que, em pouco mais de três meses, conseguiu também erguer uma verdadeira muralha… dentro de campo. Bem cotado pela presença na final da última edição da Liga Europa, com o Ajax, e pela famosa capacidade de imprimir nas suas equipes um futebol atrativo e dominador, Peter Bosz assumiu o lugar de Thomas Tüchel e montou um grupo sólido que tem se destacado pela coesão defensiva. Ao final de cinco rodadas, o Borussia ainda não sofreu qualquer gol na Bundesliga, estabelecendo um recorde histórico no campeonato que só surpreende… “quem não conhece” o técnico holandês. 

Bosz ergue muralha

“Este bom rendimento defensivo começa sobretudo no ataque, na reação à perda da bola e na tentativa de recuperá-la o mais rápido possível, não permitindo posse nem transições aos adversários. Sempre foi um treinador que gosta que as suas equipes tenham a bola, controlem o tempo de jogo e não deixem o adversário ter posse, sobretudo no seu meio-campo defensivo”, explica Orlando Sá, atacante português, em declarações a Record, recordando a temporada 2015/16, época em que foi treinado por Peter Bosz nos israelitas do Maccabi Telavive: “Treinávamos constantemente a posse de bola e a reação à perda. Eram sempre sessões de trabalho com muita intensidade, até porque era ele que estabelecia o tempo e os toques que poderíamos dar.” 

Certo é que esta filosofia implementada por Bosz não só tem dado frutos no campeonato, como colocam o Borussia Dortmund nesta altura da temporada, como a única equipe das cinco principais ligas europeias que ainda não sofreu gols.

Mudança de paradigma
Além do sucesso esportivo, Orlando Sá acredita que Peter Bosz vai marcar uma era em Dortmund: “Não mais terá um futebol de transição ou contra-ataque, dependente das individualidades. Será, sim, uma equipe dominadora, sólida defensivamente e com futebol de ataque.” 

Orlanso Sá: “É um treinador muito metódico”
“É um treinador muito calmo e metódico, raramente se exalta e sabe como explicar a um jogador a melhor forma de tirar proveito das suas potencialidades. Mesmo nos momentos não muito bons é fiel às suas ideias e à sua forma de ver o futebol. Gosta que as suas equipes tenham a bola e controlem o tempo de jogo. No Maccabi Telavive treinávamos constantemente a posse de bola e a reação à perda. Eram sempre sessões de trabalho com muita intensidade. Ele precisava de um projeto de maior dimensão.”

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 01:21

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

Aubameyang revela reunião com PSG e conta que desistiu do sonho de atuar pelo Real Madrid

False

Um dos principais centroavantes do futebol mundial, o gabonês Pierre-Emerick Aubamyenag revelou durante a temporada passada que gostaria de deixar o Borussia Dortmund. Apesar de ter entrado em um acordo com a equipe para sair, o jogador acabou seguindo depois da última janela. Em entrevista à rádio francesa RMC, ele deu detalhes sobre as negociações no verão.

Segundo o jogador, antes da transferência de Neymar, ele conversou com o PSG. No entanto, a saída do então diretor Patrick Kluivert acabou mudando a história. “No começo de julho, me reuni com o Nasser Al-Khelaifi (dono e presidente do clube), mas, mais tarde, quando chegou o (novo diretor) Antero Henrique, decidiram que não queriam mais me contratar”, afirmou o atacante.

Auba confirmou também que negociou seriamente com o Milan e que, apesar de ter recebido oferta também, nunca pensou em ir para o futebol chinês. Além disso, ele se mostrou bastante chateado por não ter recebido uma oferta do Real Madrid, mesmo depois de ter declarado que sonhava em atuar no seu clube de coração.

“Eu não tenho mais sonhos. Não vou mais falar do Real Madrid, talvez eles já não me queiram. Sinto que os clubes não se arriscam a chegar muito perto de mim para me levar. Vou seguir demostrando a quem me subestima o que eu posso fazer”, completou o gabonês.

 

Matéria originalmente publicada por:    https://www.foxsports.com.br

São Paulo – Brasil – 00:32

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

The Best – Neymar concorre com Cristiano Ronaldo e Messi a melhor do mundo

The Best: Neymar concorre com Cristiano Ronaldo e Messi a melhor do mundo

Neymar mais uma vez vai concorrer com Cristiano Ronaldo e Messi ao prêmio de melhor jogador do mundo. Assim como aconteceu há dois anos, em 2015, o craque brasileiro é o intruso da vez entre os dois grandes astros desta geração na disputa pela principal premiação do futebol. O anúncio foi feito na manhã desta sexta-feira pela FIFA no anúncio dos três finalistas do “The Best”, e o vencedor será conhecido dia 23 de outubro, em cerimônia de gala, em Londres.

Assim, Neymar volta a ter a oportunidade de interromper a incrível sequência imposta por Messi e Cristiano Ronaldo, que se alternam entre os vencedores do prêmio da FIFA desde 2008. O último a ser eleito melhor do mundo antes da dupla foi Kaká, após levar o Milan ao título da Liga dos Campeões em 2007, e o atual dono do posto é o português do Real Madrid.
O camisa 10 do PSG concorre pelo que fez em campo pelo Barcelona e seleção brasileira. Diferentemente do que era feito até 2016, o prêmio será entregue em outubro, não em janeiro do ano posterior, e a disputa leva em conta apenas o que foi feito na temporada 2016/17, com período de avaliação entre 20 de novembro do ano passado até 2 de julho do atual.
 
– Neymar começou o ano ajudando a Seleção a se tornar a primeira equipe a se classificar para a Copa do Mundo da Rússia. Ele foi também decisivo para o Barcelona na última temporada, muito embora sua marca de 20 gols tenha sido inferior aos 31 da temporada anterior e aos 39 da outra. Em contrapartida, anotou um recorde de assistências: 21. O brasileiro foi também um dos heróis da famosa “remontada” contra o PSG nas quartas de final da Liga dos Campeões, contribuindo com dois gols e uma assistência num jogo de volta inesquecível – disse a FIFA, ao apresentar sua escolha pelo brasileiro.
Neymar disputou com Cristiano Ronaldo e Messi pelo prêmio de 2015, ocasião em que o argentino levou a melhor (Foto: Reprodução)
Neymar disputou com Cristiano Ronaldo e Messi pelo prêmio de 2015, ocasião em que o argentino levou a melhor (Foto: Reprodução)

Apesar do sonho do brasileiro, Cristiano Ronaldo é o favorito para levar o FIFA The Best após vencer a Liga dos Campeões, o Campeonato Espanhol e o Mundial de Clubes com o Real Madrid entre novembro e julho. Além disso, o português foi o artilheiro da Champions com 12 gols, superando Messi com 11. Neymar fez quatro apenas, mas foi o maior garçom da competição continental, com oito assistências – brasileiro e argentino, porém, foram até as quartas e jogaram menos que o português (compare abaixo os números do trio ao longo da temporada).

 

Os penetras na briga de Messi e CR7

De 2007 a 2017, o argentino esteve sempre entre os três finalistas. Cristiano Ronaldo ficou fora apenas em 2010. Desde então, o astro do Barcelona venceu cinco vezes, e o craque do Real Madrid levou outras quatro. Tirando Kaká, que faturou o primeiro troféu, outros seis jogadores além de Neymar tentaram quebrar a soberania da dupla na premiação da Fifa, sem sucesso: Fernando Torres (2008), Xavi (2009, 2010 e 2011), Iniesta (2010 e 2012), Ribéry (2013), Neuer (2014) e Griezmann.

Os três melhores do mundo na Era Messi/CR7

Ano Primeiro Segundo Terceiro
2007 Kaká Messi Cristiano Ronaldo
2008 Cristiano Ronaldo Messi Fernando Torres
2009 Messi Cristiano Ronaldo Xavi
2010* Messi Iniesta Xavi
2011* Messi Cristiano Ronaldo Xavi
2012* Messi Cristiano Ronaldo Iniesta
2013* Cristiano Ronaldo Messi Ribéry
2014* Cristiano Ronaldo Messi Neuer
2015* Messi Cristiano Ronaldo Neymar
2016 Cristiano Ronaldo Messi Griezmann
 * nesses anos, o prêmio foi dado em conjunto com a Bola de Ouro da France Football

Melhor goleiro e melhor técnico

A primeira lista divulgada nesta sexta-feira foi de goleiros, com o italiano Buffon, da Juventus, o costarriquenho Navas, do Real Madrid, e o alemão Neuer, do Bayern de Munique, na disputa pelo troféu que será destinado ao vencedor dia 23 de outubro, em Londres. Entre os treinadores, os concorrentes são Allegri, Conte e Zidane pelo que fizeram com Juventus, Chelsea e Real, respectivamente, ao longo da temporada 2016/17.

Definido com base em votos de técnicos e capitães de seleções, jornalistas e torcedores, o prêmio “The Best” foi criado no ano passado, depois de seis anos em que a FIFA e a revista France Football entregaram a Bola de Ouro conjuntamente. A publicação francesa continua entregando o prêmio, mas a maior entidade do futebol criou novo troféu para o melhor jogador do mundo.

 

Os finalistas

Melhor jogador

  • Cristiano Ronaldo (Portugal/ Real Madrid)
  • Lionel Messi (Argentina – Barcelona)
  • Neymar (Brasil – Barcelona/Paris Saint-Germain)

Melhor jogadora

  • Deyna Castellanos (Venezuela – Santa Clarita Blue Heat/Florida State Seminoles)
  • Carli Lloyd (EUA – Houston Dash/Manchester City)
  • Lieke Martens (Holanda – Barcelona)

Melhor técnico

  • Massimiliano Allegri (ITA – Juventus)
  • Antonio Conte (ITA – Chelsea)
  • Zinedine Zidane (FRA – Real Madrid)

Melhor técnico de equipe feminina

  • Nils Nielsen (Dinamarca – Seleção dinamarquesa)
  • Gerard Precheur (França – Lyon)
  • Sarina Wiegman (Holanda – Seleção holandesa)

Goleiro

  • Gianluigi Buffon (Itália – Juventus)
  • Keylor Navas (Costa Rica – Real Madrid)
  • Manuel Neuer (Alemanha – Bayern de Munique)
 

Prêmio Puskás

  • Kevin-Prince Boateng (Las Palmas)
  • Alejandro Camargo (Universidad de Concepcion)
  • Deyna Castellanos (Venezuela Sub-17)
  • Moussa Dembele (Celtic)
  • Olivier Giroud (Arsenal)
  • Aviles Hurtado (Tijuana Xolos)
  • Mario Mandzukic (Juventus)
  • Oscarine Masuluke (Baroka FC)
  • Nemanja Matic (Chelsea)
  • Jordi Mboula (Barcelona Sub-19)

Melhor torcida

  • Borussia Dortmund
  • Celtic
  • Copenhague

Materia originalmente publicada por: globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 00:14

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Alemanha passa o Brasil e retoma a liderança no ranking mundial da FIFA

Campeã da Copa das Confederações, Alemanha está de volta à liderança do ranking da Fifa (Foto: REUTERS/Maxim Shemetov)

Campeã da Copa das Confederações, Alemanha está de volta à liderança do ranking da FIFA (Foto: REUTERS/Maxim Shemetov)

Apesar de seguir invicta sob o comando de Tite nas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, a seleção brasileira perdeu a ponta do ranking mundial da FIFA após as últimas partidas do torneio. A entidade máxima do futebol divulgou a edição de setembro da lista, que passa a ter a Alemanha como líder mais uma vez, empurrando o Brasil para a segunda colocação.

Como o ranking leva em conta não só as últimas partidas, mas o retrospecto desde 2014, o Brasil teve uma ligeira diminuição em sua quantidade de pontos, que caiu de 1604 para 1590. O time comandado por Joachim Löw, por sua vez, teve uma ascensão de 1549 para 1606 pontos – o suficiente para voltar a ser líder do ranking, como em outras oportunidades nos últimos anos.

Duas equipes menos badaladas tiveram boa ascensão e entraram no top 5 do ranking. Portugal ganhou três posições e chegou à terceira colocação, deixando para trás a Argentina, que passa a ser a quarta. A Bélgica, por sua vez, subiu quatro colocações e agora ocupa o quinto lugar na lista. Completam o top 10 Polônia, Suíça, França, Chile e Colômbia.

Com boa campanha na reta final das eliminatórias, a seleção peruana ganhou três colocações nesta edição do ranking e está na 12ª posição, atrás da Espanha e à frente de Gales, que subiu cinco posições. Times tradicionais como Inglaterra e Itália tiveram quedas: os ingleses perderam duas posições e agora estão na 15ª posição, enquanto os italianos caíram cinco colocações e foram para o 17º lugar.

 

Confira os 10 primeiros*

  1. Alemanha (1606)
  2. Brasil (1590)
  3. Portugal (1386)
  4. Argentina (1325)
  5. Bélgica (1265)
  6. Polônia (1250)
  7. Suíça (1210)
  8. França (1208)
  9. Chile (1195)
  10. Colômbia (1191)

pontuação entre parêntesis

 

O ranking da FIFA foi utilizado como critério para estabelecer os cabeças de chave nas duas últimas Copas do Mundo, em 2010 e 2014 – mas a entidade ainda não definiu se voltará a utilizá-lo para o mesmo objetivo no Mundial de 2018. Um porta-voz da organização afirmou que o critério de definição dos cabeças de chave “será comunicado no devido tempo”.

No regulamento da Copa do Mundo de 2018, a FIFA afirma que levará em consideração “fatores esportivos e geográficos” na hora de definir os cabeças de chave da competição.

A única certeza é que a Rússia, por ser o país-sede, ocupará o posto do Grupo A. Na prática, a FIFA quer atrasar o quanto pode a divulgação dos critérios, para poder “acomodar” o sorteio de acordo com as conveniências – “esportivas e geográficas”. O Brasil, pentacampeão mundial e atual líder do ranking da FIFA certamente será cabeça de chave.

 

 

Matéria originalmente publicada por:     https://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 00:26

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

 

Autor do atentado à equipe do Borussia Dortmund é acusado de tentativa de homicídio

Dortmund: autor do atentado de abril acusado de tentativa de homicídio

A Procuradoria de Dortmund acusou esta terça-feira o jovem russo-alemão Sergej W., autor do atentado contra o ônibus do Borussia Dortmund, na véspera de um jogo da Liga dos Campeões, de tentativa de homicídio

De acordo com um comunicado da Procuradoria, Sergej W., de 28 anos, é também acusado de delito com lesões graves e outro de execução de ataque com três explosivos, do qual resultaram feridos um policial e o jogador espanhol Marc Bartra.

A investigação concluiu que o suspeito teve como objetivo detonar os explosivos e afetar o Borussia Dortmund – o único clube alemão cotado em bolsa -, com uma queda nas ações, depois de ter apostado que isso aconteceria.

O homem foi detido dez dias após o ataque, que aconteceu em 11 de abril, e desde então se encontra em prisão preventiva.

Os incidentes aconteceram quando o ônibus se dirigia para o estádio, onde o Borussia iria enfrentar o Mônaco, nos quartas de final da Liga dos Campeões, e em resultado das explosões o espanhol Bartra fraturou o rádio do braço direito.

A equipe teve a partida adiada para o dia seguinte e acabou perdendo diante da equipe comandada por Leonardo Jardim por 3-2. Na segunda partida, em 19 de abril, voltou a perder, desta feita por 1-3 e foi eliminada da Champions.

 

 

São Paulo – Brasil – 23:16

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão