Archive for the ‘UEFA Europa League’ Category

Futebol Alemão – Temporada 2020/2021 da Bundesliga e 2.Bundesliga inicia em 18 de setembro

A DFB – Federação Alemã de Futebol, adotou um novo calendário geral para a temporada 2020/21. A Bundesliga e a 2.Bundesliga iniciarão a próxima temporada na sexta-feira, 18 de setembro de 2020.

Após a 13ª  rodada de ambas as ligas (18 a 21 de dezembro de 2020) e a segunda rodada subsequente da Copa da Alemanha (22/23 de dezembro de 2020), o campeonato não terá a pausa de inverno e já retorna no primeiro final de semana de janeiro. A 34ª rodada da Bundesliga está marcada para o sábado, 22 de maio de 2021. A última rodada da 2.Bundesliga acontece um dia depois.

Esse desenho do cronograma geral segue especialmente o modelo em relação ao início da temporada, às férias de inverno mais curtas, aprovadas principalmente pelos clubes da Bundesliga e da 2.Bundesliga.

Um novo calendário de estrutura se tornou necessário, porque os jogos da atual temporada 2019/20 durou mais do que o planejado originalmente, devido à suspensão provisória relacionada ao COVID 19.

Ao planejar a Bundesliga e a 2.Bundesliga, vários aspectos foram levados em consideração, além das datas da Copa da Alemanha e, acima de todas as outras rodadas da Liga dos Campeões da UEFA e da UEFA Europa League da atual temporada 2019/20, que será realizada em agosto, bem como os encontros de ambas as competições na próxima temporada. Outros fatores relevantes incluem os jogos da FIFA, bem como o adiamento de um ano da Eurocopa, que ocorrerá em 11 de junho de 2021.

Com base no cronograma aprovado, o DFL criará o calendário completo com os jogos para a temporada 2020/21 da Bundesliga e 2.Bundesliga, que será divulgado na sexta-feira, 07 de agosto de 2020.

Resumo das principais datas importantes da temporada 2020/21:

  • Bundesliga, 1ª Rodada: 18 a 21 de setembro de 2020
  • Bundesliga, 34ª Rodada: 22.05.2021
  • 2.Bundesliga, 1ª Rodada: 18 a 21 de setembro de 2020
  • 2.Bundesliga, 34ª Rodada: 23 de maio de 2021
  • Supercopa da Alemanha: 30 de setembro de 2020
  • Copa da Alemanha, 1ª Fase: 11 de setembro de 2020
  • Copa da Alemanha, Final: 13 de maio de 2021.

 

Fonte: https://www.bundesliga.com/de

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 14:00

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

 

A insustentável hesitação de Lucien Favre

Desde 2018, o suíço Lucien Favre comanda a equipe do Borussia Dortmund. Com fama de hesitante e obcecado pelos aspectos táticos, o treinador tem a missão de levar o clube ao título da temporada 2019/2020 da Bundesliga.

Lucien Favre

Favre é técnico do Borussia Dortmund desde 2018

 

Em abril de 2014, o Borussia Mönchengladbach realizava a sua convenção anual com os associados do clube. Quando Lucien Favre subiu ao palco, foi recebido com aplausos estrondosos. Visivelmente constrangido, o treinador respondeu com modestos acenos.

A equipe sob seu comando caminhava célere rumo à obtenção de uma vaga para a Liga Europa. Seria sua segunda participação nesse torneio em três anos. Desde 2011, quando o professor suíço salvou o clube do rebaixamento, era patente o desenvolvimento do time. Reinava a opinião praticamente unânime de que o papel do técnico foi fundamental nesse processo de crescimento.     

Já naqueles tempos, Favre era considerado um técnico do mais alto nível, mas também hesitante em momentos cruciais de uma partida, ou quando da contratação de reforços para uma nova temporada. À boca pequena comentava-se também que, vez ou outra, o suíço era tomado por crises agudas de pessimismo. Nessas horas cogitava até renunciar ao cargo que ocupava no momento.  

Foi exatamente o que aconteceu apenas um ano e meio mais tarde, no início da temporada 2015/2016. Após cinco derrotas consecutivas na Bundesliga, o até então festejado treinador simplesmente jogou a toalha. O Borussia Mönchengladbach estava em último lugar na tabela, e Favre achou por bem entregar o cargo. O pessimismo inerente à sua personalidade desde seus tempos de infância na pequena aldeia camponesa de Saint-Barthélemy, na Suíça, foi a mola propulsora de sua saída do clube.

Com o time segurando a lanterna, talvez ele já estivesse imaginando uma nova luta contra o rebaixamento tal qual em 2011. Era demais para sua cabeça. Preferiu ir embora. A ironia nessa história está no fato de que os “potros” acabaram se classificando para os playoffs da Champions League naquela temporada ao terminar a Bundesliga em quarto lugar.

Lucien Favre é um obcecado pelo jogo de futebol. Ele esmiúça e prepara seu time nos mínimos detalhes, peça por peça, setor por setor. Montar esquemas táticos é com ele mesmo. É a partir daí que desenvolve um plano que, uma vez posto em prática, deverá levar a equipe à vitória. O problema surge quando o plano pré-estabelecido não dá certo.

Inteligente como é, Favre percebe quando a teoria desanda na prática, e é justamente nessa hora que a hesitação do técnico vem à tona. Dificilmente ele faz alguma mudança na estratégia previamente traçada e demora uma eternidade até se decidir por uma substituição em campo.

Thorgan Hazard é apenas um exemplo desses momentos hesitantes do treinador. O meio-campista belga, pelo menos até agora, não mostrou a que veio. Está muito longe de ser um reforço que agrega valor ao ataque aurinegro. Mesmo assim, o professor suíço insiste em sua permanência no time titular. Foi assim contra Barcelona, Eintracht Frankfurt e Werder Bremen. Nessas três partidas, Julian Brandt só entrou para substituir Hazard faltando pouco mais de quinze minutos para o fim do jogo.

Outro que ainda não achou sua grande forma da temporada passada atende pelo nome de Jadon Sancho. Desde a terceira rodada, o jovem inglês não está rendendo à altura do seu indiscutível talento. A nota média que o portal Kicker conferiu ao atacante nas últimas quatro partidas da Bundesliga foi apenas 4,5 – muito aquém do seu potencial. 

Mesmo assim, Hazard e Sancho parecem ser titulares intocáveis no esquema do técnico suíço.

Outro claro sinal da hesitação de Favre ocorre quando sua equipe sofre um gol. Em vez de se levantar do banco e motivar seus comandados, via de regra ele puxa seu bloco de notas para fazer anotações com sua caneta esferográfica. Reação típica de um obcecado por aspectos táticos. Motivação não é mesmo o forte do treinador. Para ter certeza disso, basta presenciar suas coletivas de imprensa ou ouvir sua fala no vestiário. É um deserto de emoções. E isso num clube cuja torcida vive de fortes emoções.

Desde fins de maio, a diretoria do Borussia Dortmund não deixou nenhuma dúvida sobre qual passou a ser o objetivo do clube para a temporada 2019/2020. “Queremos o título da Bundesliga”, palavras de ordem proferidas à exaustão pelos dirigentes Watzke e Zorc antes mesmo de a nova campanha começar.

Curiosamente, a fala do técnico aurinegro que mais se aproximou do discurso otimista dos cartolas foi a de que “nós queremos sempre o máximo”. Os mais atentos certamente devem ter percebido a sutil diferença retórica entre as duas afirmações, além de deixar à mostra, mais uma vez, o lado hesitante de Lucien Favre.

Gerd Wenzel começou no jornalismo esportivo em 1991 na TV Cultura de São Paulo, quando pela primeira vez foi exibida a Bundesliga no Brasil. Desde 2002, atua nos canais ESPN como especialista em futebol alemão. Semanalmente, às quintas, produz o Podcast “Bundesliga no Ar”. A coluna Halbzeit sai às terças. Siga-o no TwitterFacebook e no site Bundesliga.com.br

 

 

Matéria originalmente publicada por:  https://www.dw.com/pt-br

São Paulo – Brasil – 13:24

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Lesão afasta Kevin Trapp, goleiro do Eintracht Frankfurt até ao fim de 2019

Foto: EPA

 

O goleiro do Eintracht Frankfurt Kevin Trapp vai ficar afastado dos gramados até ao final de 2019 devido a uma lesão num ombro, confirmou esta terça-feira o clube alemão.

“O diagnóstico inicial pós-jogo foi confirmado por um especialista em lesões no ombro na segunda-feira. O jogador tem de ser operado e vai perder o que resta desta metade inicial da temporada”, foi o que disse o comunicado publicado na página oficial do Eintracht.

O diretor esportivo da equipe já se pronunciou sobre a ausência de Trapp: “Infelizmente, não são boas notícias para o Kevin, nem para nós. Desejamos-lhe uma boa recuperação e estamos confiantes de que regressará em forma. Temos toda a confiança no Frederick Ronnow, que vai, certamente, substituir bem o Kevin.”

O goleiro, de 29 anos, é baixa confirmada já na próxima quinta-feira, na partida contra o Vitória de  Guimarães, para a disputa do jogo da segunda Rodada do grupo F da Liga Europa.

 

 

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 13:11

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

Chega de vices: entenda como o respaldo a Jürgen Klopp tornou o Liverpool um time campeão

Chega de vices: entenda como o respaldo a Jürgen Klopp tornou o Liverpool um time campeão

Foto: Kai Pfaffenbach/Reuters

 

Qual a chance de seu time manter um técnico depois de três temporadas sem conquistar título algum? Se no Brasil os treinadores costumam ser sacrificados ao primeiro grande tropeço, no Liverpool o respaldo a Jürgen Klopp foi fundamental para que o time do norte da Inglaterra desfilasse pelas ruas da cidade com o troféu da Liga dos Campeões, encerrando um jejum de 14 anos.

Até da decisão do último sábado, Klopp tinha perdido as últimas seis finais de mata-mata que havia disputado. Mas o estigma do vice não o impediu de manter-se nos cargos e desenvolver bons trabalhos a médio/longo prazo.

“Não me vejo como um perdedor. É assim que eu entendo a sorte: se você trabalha para ganhar títulos, mais cedo ou mais tarde você alcançará o objetivo “, disse o alemão de 51 anos, na véspera da final contra o Tottenham.

Foi com a confiança das diretorias por onde passou que Klopp construiu times competitivos e passou a ser reconhecido como um dos melhores técnicos da atualidade, ao lado de Pep Guardiola. Foram sete anos em cada clube que comandou na Alemanha.

No Mainz, onde fez a transição de jogador para treinador, conquistou acesso à elite e vaga para a Liga Europa. E seguiu no posto por mais uma temporada mesmo quando o time foi novamente rebaixado.

No Borussia Dortmund foi bicampeão da Bundesliga. Mas depois também amargou duas derrotas em finais da Copa da Alemanha e uma na Liga dos Campeões, diante do Bayern de Munique.

 

O fato é que a projeção na Alemanha atraiu o interesse do Liverpool quando o clube demitiu Brendan Rodgers com a temporada 2015/16 recém iniciada. Klopp pegou o bonde andando e conseguiu levar o clube a duas finais – e a dois vices – logo de cara, na Copa da Liga Inglesa e na Liga Europa. Era o início de uma construção de identidade do grupo.

“Eu sinto, sobretudo, alívio. Alívio pela minha família. As últimas seis vezes que saímos de férias apenas com a medalha de prata, eu não me senti tão bem”, disse Klopp, após o título com o Liverpool.

Jürgen Klopp em finais:

  • 2012: campeão da Copa da Alemanha (Borussia Dortmund)
  • 2013: vice da Liga dos Campeões (Borussia Dortmund)
  • 2014: vice da Copa da Alemanha (Borussia Dortmund)
  • 2015: vice da Copa da Alemanha (Borussia Dortmund)
  • 2016: vice da Copa da Liga Inglesa (Liverpool)
  • 2016: vice da Liga Europa (Liverpool)
  • 2018: vice da Liga dos Campeões (Liverpool)
  • 2019: campeão da Liga dos Campeões (Liverpool)

Desempenho do Liverpool de Klopp

Temporada – 2015/16

  • Premier League – 8º
  • Copa da Inglaterra – 4ª rodada
  • Copa da Liga Inglesa – vice-campeão
  • Liga Europa – vice-campeão

Temporada – 2016/17

  • Premier League – 4º
  • Copa da Inglaterra – 4ª rodada
  • Copa da Liga Inglesa – semifinais
  • O clube não disputou competições internacionais

Temporada – 2017/18

  • Premier League – 4º
  • Copa da Inglaterra – 4ª rodada
  • Copa da Liga Inglesa – 3ª rodada
  • Liga dos Campeões – vice-campeão

Temporada – 2018/19

  • Premier League – 2º
  • Copa da Inglaterra – 3ª rodada
  • Copa da Liga Inglesa – 3ª rodada
  • Liga dos Campeões – campeão

Isso é o que significa.

Elenco moldado à moda do chefe

O primeiro jogo de Klopp no comando do Liverpool curiosamente também foi contra o Tottenham. Dos 13 atletas escalados naquele empate sem gols, em outubro de 2015, só Origi jogou neste sábado em Madri.

O primeiro jogo oficial de Klopp pelo Liverpool teve: Mignolet, Clyne, Skrtel, Sakho, Moreno, Leiva, Can, Milner, Lallana (Allen), Coutinho (Ibe) e Origi

De lá para cá foram mais de 20 contratações, com um investimento total superior a 400 milhões de libras (mais de R$ 2 bilhões na cotação atual). Nem todas emplacaram – como Karius, o goleiro que teve a noite mais infeliz da carreira na final da Champions de 2017/18. Mas a base campeã em Madri teve o dedo do alemão em todos os setores.

Oito dos 14 jogadores que entraram em campo neste sábado pelo Liverpool foram contratados por indicação ou com aval de Klopp. Isso sem contar Alexander-Arnold, promovido das categorias de base pelo técnico. Só Origi, Firmino, Henderson, Milner e Joe Gomez já estavam no clube antes do alemão assumir o cargo.

Quando cada jogador chegou ao clube

Escalação contra o Tottenham na final da Champions (valores do site Transfermarkt.com em milhões de euros)

Titulares

  • Alisson – 19/07/2018 – Roma – 62,50 mi
  • Robertson – 21/07/2017 – Hull City – 9 mi
  • Van Dijk – 01/01/2018 – 84,65 mi
  • Matip – 01/07/2016 – Schalke 04 – custo zero (fim de contrato com Schalke 04)
  • Alexander-Arnold – promovido da base
  • Wijnaldum – 22/07/2016 – Newcastle – 27,50
  • Fabinho – 01/07/2018 – Monaco – 45 mi
  • Henderson* – 01/07/2011 – Sunderland – 8,5 mi
  • Firmino* – 01/07/2015 – Hoffenheim – 25 mi
  • Salah – 01/07/2017 – Roma – 42 mi
  • Mané – 01/07/2016 – Southampton – 41,20 mi

Reservas

  • Milner* – 01/07/2015 – City – custo zero (fim de contrato com Manchester City)
  • Joe Gomez* – 01/07/2015 – Charlton – 2,5 mi
  • Origi* – 30/07/2014 – Lille – 12,63 mi

Vendo as cifras acima você pode achar que é fácil montar um time capaz de brigar por qualquer troféu. Mas investimento alto não necessariamente se reverte em títulos. Vide os novos ricos Manchester City e Paris Saint-Germain, que têm elencos mais caros do que o do Liverpool e ainda estão na fila sonhando com a Orelhuda. E o Manchester United, que a levantou pela última vez em 2008, também tem jogadores mais valiosos no papel e anda em segundo plano mesmo na Inglaterra.

Klopp bateu o pé para que o clube abrisse o bolso para resolver problemas em posições-chave. Foi assim que Virgil Van Dijk tornou-se o zagueiro mais caro da história no início de 2018. Foi assim que Alisson tornou-se o goleiro mais caro da história seis meses depois. Com o holandês eleito o melhor jogador desta Premier League e o brasileiro fundamental no segundo tempo na final da Champions fica difícil algum torcedor questionar se valeu a pena o esforço.

O maior triunfo da carreira de Jürgen Klopp: Liverpool tem toda identidade do técnico — Foto: Sergio Perez/Reuters

O maior triunfo da carreira de Jürgen Klopp: Liverpool tem toda identidade do técnico — Foto: Sergio Perez/Reuters

Além da turma comprada a peso de ouro, o alemão também teve o mérito de fazer com que outros atletas crescessem sob seu comando. Salah foi finalista do prêmio The Best da Fifa depois de voar no Campeonato Inglês de 2017/18. Firmino ganhou o status de coringa e matador e conquistou uma vaga na Seleção para a Copa da Rússia. Alexander-Arnold, que até outro dia era boleiro em Anfield, virou um fenômeno na lateral e foi para a Copa aos 19 anos.

“Não posso mudar. Sinto a oportunidade. Sinto a pressão do jogo e do desenvolvimento dos jogadores. Não acho que tenha todo o tempo do mundo, mas não acho que duvidem de mim. Se está certo eu não sei, mas tenho totalmente liberdade para tomar as decisões para que eu e meu time nos desenvolvamos juntos”, disse o técnico.

Klopp cativa os comandados e desfila aquele jeito de “gente como a gente”, de quem ficou calejado por tantas vezes em que bateu na trave e precisou recomeçar. Se no ano passado ele teve forças para cantar com torcedores e seguir em frente após uma dura derrota em Kiev, imagine agora que finalmente conquistou o maior título para clubes da Europa. O contrato dele com o Liverpool vai até 2022. Seriam sete anos de uma história agora, sem sombre de dúvidas, feliz.

Matéria originalmente publicada por:  https://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 22:37

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

 

Ex-técnico do Mönchengladbach assume Hamburgo com meta de recolocar time na elite

Dieter Hecking

Dieter Hecking assume o comando do Hamburgo Foto: Sascha Steinbach/EFE

 

Depois de liderar o Borussia Mönchengladbach por dois anos e meio e mais recentemente na campanha em que o time terminou o último Campeonato Alemão em quinto lugar, Dieter Hecking foi anunciado oficialmente na última quarta-feira como novo técnico do Hamburgo. O treinador, que também já dirigiu o Wolfsburg, assumiu o cargo com a meta principal de recolocar o tradicional clube na elite do futebol da Alemanha.

Apresentado também nesta quarta como novo comandante do Hamburgo, Hecking conduziu o Mönchengladbach a uma vaga na próxima Liga Europa com a quinta posição no Campeonato Alemão, mas acabou sendo avisado pela direção do time que não teria o seu contrato renovado para a próxima temporada.

Único clube entre os fundadores da Bundesliga que ainda não havia sido rebaixado no Campeonato Alemão, o Hamburgo acabou caindo pela primeira vez à segunda divisão no ano passado, após 54 temporadas consecutivas na elite. E neste ciclo 2018/2019 acabou fracassando em sua tentativa de voltar ao primeiro escalão do futebol da Alemanha ao terminar a sua campanha na divisão de acesso apenas em quarto lugar.

Campeão europeu em 1983 e dono de seis títulos do Campeonato Alemão, além de outros três da Copa da Alemanha, o Hamburgo agora aposta as suas fichas em Hecking, de 54 anos, que é um dos mais experientes técnicos do país. Ele acumula 419 partidas como treinador na elite e outras 136 na segunda divisão.

O auge de sua carreira nesta função ocorreu quando esteve à frente do Wolfsburg, que ele dirigiu por três anos e levou ao título da Copa da Alemanha e ao vice-campeonato alemão na temporada 2014/2015.

 

 

Matéria originalmente publicada por:  https://esportes.estadao.com.br

São Paulo – Brasil – 11:22

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Pacotão do Dortmund: clube anuncia as contratações do irmão de Eden Hazard e de Julian Brandt

Thorgan Hazard, de 26 anos, assina por cinco temporadas com os aurinegros, mesmo período do ex-atacante do Bayer Leverkusen.

Pacotão do Dortmund: clube anuncia as contratações do irmão de Eden Hazard e de Julian Brandt

Foto: Divulgação

 

Enquanto Eden Hazard se prepara para a disputa da final da Liga Europa com o Chelsea – e também acerta, possivelmente, sua transferência para o Real Madrid -, seu irmão, Thorgan, já está de clube novo. Nessa quarta-feira o Borussia Dortmund oficializou a contratação do meia belga de 26 anos. Além do belga, o time alemão também confirmou nesta quarta-feira a chegada de outro reforço: trata-se do atacante Julian Brandt, de apenas 23 anos. Ele atuava pelo Bayer Leverkusen.

Depois de cinco temporadas no Borussia M’Gladbach, Thorgan Hazard assinou contrato com o Dortmund até junho de 2024. Os valores não foram revelados pelos clubes, mas especula-se que a transferência tenha girado em torno de 25,5 milhões de euros.

– Estou orgulhoso por poder jogar no Dortmund, um clube com torcedores incríveis – afirmou Thorgan Hazard.

Julio Brandt posa com a camisa do Borussia Dortmund — Foto: Reprodução

Julio Brandt posa com a camisa do Borussia Dortmund — Foto: Reprodução

 

Julian Brandt,que deu seus primeiros passos no futebol pelo SC Borgfeld, ganhou destaque com a camisa do Bayer Leverkusen e também da seleção da Alemanha. Assinou até junho de 2024 e comemorou a chance de defender um dos times mais tradicionais da Alemanha.

– No caso do Borussia Dortmund, eu tenho um sentimento muito bom, quero me desenvolver. Uma das minhas principais razões para a minha mudança é que o Borussia perdeu por pouco o título desta temporada, por isso há espaço para crescimento. Estou motivado e otimista – afirmou o jogador em entrevista ao site oficial do clube.

 

Matéria originalmente publicada por:  https://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 16:43

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Com Grafite e Josué, Wolfsburg faz festa e homenagens por dez anos do título da Bundesliga

Zaccardo, Grafitte, Magath, Caiuby, Josué e Rodrigo Alvim em Wolfsburg — Foto: Arquivo pessoal

Zaccardo, Grafitte, Magath, Caiuby, Josué e Rodrigo Alvim em Wolfsburg — Foto: Arquivo pessoal

O sábado foi de muita emoção e festa em Wolfsburg. Em campo, o time da casa atropelou por 8 a 1 o Augsburg, em jogo válido pelo Campeonato Alemão. Destaque para o atacante holandês Wout Weghorst, que marcou três gols. Fora de campo, homenagens para os ídolos do clube, entre eles Grafite e Josué, que há dez anos conquistaram a Bundesliga, a única na história da equipe.

Se há dez anos o Wolfsburg comemorava o título do Alemão, nesta temporada o clube fechou sua participação após a goleada deste sábado, em casa, com 55 pontos em 34 rodadas e na sexta posição na tabela. Disputará na próxima temporada a Liga Europa.

Estiveram presentes na comemoração do título de 2008/09 nomes como Zaccardo, Grafite, Felix Magath (treinador da época), Caiuby, Josué e Rodrigo Alvim. O clube também preparou uma revista com conteúdo especial sobre a conquista histórica. Na capa, o então capitão Josué com a Salva de Prata e Grafite, que foi artilheiro do Alemão naquela temporada com 28 gols.

Revista do Wolfsburg comemora título histórico — Foto: Reprodução

Revista do Wolfsburg comemora título histórico — Foto: Reprodução

 

 

Matéria originalmente publicada por:  https://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 01:13

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Depois de cair na Liga Europa, Eintracht Frankfurt é derrotado pelo Mainz 05

Depois de ser eliminado pelo Chelsea na semifinal da Liga Europa, o Eintracht Frankfurt parece ter sentido o baque da queda. Neste domingo, o time foi derrotado por 2 a 0 pelo Mainz 05, em casa, em partida válida pela 33ª rodada, a penúltima do Campeonato Alemão. O revés impediu que o time se aproximasse de confirmar a vaga para a Liga dos Campeões.

Os gols do jogo foram marcados por Anthony Ujah, duas vezes. O técnico Adi Hutter mandou a campo o que tinha de melhor, já que não tem mais outro campeonato para disputar na temporada, porém o time não conseguiu jogar bem e foi derrotado em plena Commerzbank-Arena.

O primeiro gol saiu em uma grande jogada de Maleta. O atacante recebeu em profundidade, aplicou dois lençóis em defensores rivais e serviu Ujah, que ficou na cara do gol e finalizou no contrapé do arqueiro. Na sequência, Gbamin fintou pela direita e cruzou rasteiro para Ujah, que fez bem o pivô, girou em cima da marcação e bateu cruzado rasteiro.

Com o resultado, o Eintracht estacionou na sexta colocação, com 54 pontos somados, um a menos do quarto colocado Borussia Mönchengladbach. Na última rodada, o time visita o Bayern de Munique, que precisa de um empate para confirmar o título, no sábado que vem, às 10h30. Enquanto isso, o Mainz foi à 12ª posição, com 40 pontos somados. O último compromisso do time na competição será contra o Hoffenheim, em casa, no mesmo dia e horário.

 

Matéria originalmente publicada por:  http://www.espn.com.br

São Paulo – Brasil – 22:56

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Com chuva de gols o Leverkusen goleia o Frankfurt

Bayer Leverkusen x Eintracht Frankfurt

O Bayer Leverkusen não tomou conhecimento dos reservas do Eintracht Frankfurt e goleou por 6 a 1, na tarde deste domingo, na Bay Arena, pelo Campeonato Alemão. Todos os gols foram marcados no primeiro tempo. Havertz, Brandt duas vezes, Aranguiz, Alario e Hinteregger contra marcaram para os donos da casa. Tah contra descontou.

Com o resultado, o Bayer chegou a 54 pontos e está na quinta colocação do Campeonato Alemão. A equipe de Leverkusen está empatada com o Eintracht, quarto lugar, mas perde n#o saldo de gols, apesar do placar elástico deste domingo.

A partida não poderia ter começado melhor para o Bayer. Com 12 minutos de jogo, o Leverkusen estava com dois gols de vantagem no placar, marcados por Havertz e Brandt. Mas logo após o segundo gol, o Eintracht conseguiu descontar com Tah contra e colocou fogo no confronto.

Os gols fizeram com que a partida ficasse ainda mais acelerada. Ambos os times buscaram o ataque o tempo todo, mas o Bayer foi mais envolvente com a bola no pé e quando chegou ao ataque foi eficiente e marcou mais duas vezes, com Brandt e Aranguiz.

A boa vantagem animou ainda o Bayer, que buscou tirar a diferença do saldo de gols entre as equipes na tabela. Ainda no primeiro tempo, o Leverkusen marcou mais dois gols, com Alario e Hinteregger contra. No intervalo, a partida estava 6 a 1 para os donos da casa.

Após um primeiro tempo eletrizante, o ritmo da etapa final diminuiu drasticamente. O Bayer seguiu com um grande controle da posse de bola, teve algumas oportunidades ampliar ainda mais, porém não conseguiu balançar as redes novamente. Já o Frankfurt se fechou na defesa e não teve tantas chances nos contra-ataques.

O Eintracht volta a campo nesta quinta-feira, contra o Chelsea, pela semifinal da Liga Europa. Já o Leverkusen, só retorna no próximo sábado, contra o Schalke, pelo Campeonato Alemão.

 

Matéria originalmente publicada por:  https://www.lance.com.br/

São Paulo – Brasil – 20:08

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

O Werder Bremen vence o Freiburg e fica mais perto dos Campeonatos Europeus

Resultado de imagem para O Werder Bremen vence o Freiburg

O Werder Bremen recebeu e venceu, no último sábado, o Friburg por 2 a 1. Klaassen e Gebre Selassie fizeram os gols da equipe da casa, enquanto Waldschimdt reduziu para os visitantes já nos acréscimos.

Três pontos preciosos para o Werder Bremen, que subiu para o sétimo lugar da Bundesliga e fica mais próximo dos Campeonatos Europeus. Já o Friburg é 13.º classificado.

Por sua vez, o Stuttgart perdeu em casa para o Bayer Leverkusen, por 1 a 0,  com golo de Havertz.

A vida segue complicada para o Stuttgart que continua na zona do rebaixamento, 16ª posição. Já o Leverkusen é o oitavo na tabela.

 

 

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 23:36

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão