Posts Tagged ‘DFB-Pokal – Entendendo a Copa da Alemanha’

DFB-Pokal – Entendendo a Copa da Alemanha

Tradição, entusiasmo, paixão, qualidade e suas próprias regras: assim, é a DFB-Pokal. Confira 32 fatos sobre a fascinação ao redor da DFB-Pokal.

1. História: O título da Copa foi concedido pela primeira vez em 1935. A partir de 1944, a competição descansou durante oito anos para ser reiniciada no início da temporada 1952/1953, agora sob a designação oficial DFB-Pokal.

2. Realização da Final: Desde 1985, o Estádio Olímpico de Berlim é um local completo para a final da DFB-Pokal, sendo considerado o “Wembley alemão”. Até então, grande parte das finais havia sido realizada em Hannover (8).

3. A Forma: Os vencedores da DFB-Pokal tem seis rodadas para sobreviverem. Cada jogo é um jogo de nocaute. Cada equipe tem 90 minutos para sair vencedora e, se necessário, a partida vai para a prorrogação e pênaltis. Só a vitória garante o direito de seguir na competição.

4. Datas: A primeira rodada da DFB-Pokal 2013/2014 será realizada entre os dias 2 a 5 de Agosto. Até o inverno teremos mais duas rodadas, em 24-25 de Setembro e 3-4 de Dezembro. No próximo ano, continua em 11-12 de Fevereiro, com as quartas-de-finais. As semifinais serão em 15-16 de Abril. A final será no sábado, 17 de maio. Com exceção da primeira rodada, todas as rodadas das finais serão realizadas durante a semana (terça e quarta).

5. Cobertura de TV: Nesta temporada, todos os 63 jogos da DFB-Pokal serão exibidos ao vivo pela Sky.

6. Participantes: Serão 64 equipes no primeiro turno. Entre elas estão as 18 da Bundesliga (1ª divisão) e 17 da segunda divisão. A 3ª Liga tem oito clubes na DFB-Pokal 2013/2014. As outras 21 equipes vem das categorias amadoras.

7. Amadores: Liderando as fileiras dos estreantes nesta temporada, 13 equipes da liga regional. Sete participantes da DFB-Pokal estão em suas classes mais altas no estado. O caçula dos amadores é o Neckarsulmer Sport-Union (5ª divisão), que subiu no verão, da Federação Liga Württemberg (6ª Divisão).

8. O estreante: As equipes da terceira divisão FV Illertissen, FSV Optik Rathenow e SV Lippstadt 08, estão pela primeira vez na DFB-Pokal. O mesmo se aplica ao SSV Schott Jena, Die Sportfreunde Baumberg, Die SG Aumund-Vegesack e Die Neckarsulmer Sport-Union.

9. Sorteio: Os pênaltis foram introduzidos na DFB-Pokal na temporada de 1970/1971. Até então, com um empate após o tempo extra, havia um jogo de volta e, caso o empate persistisse, o vencedor era definido através de sorteio. O último sorteio aconteceu na partida entre o Alemannia Aachen e o Werder Bremen, na segunda rodada da temporada 1969/1970.

10. Penalidades: o primeiro vencedor em uma disputa de pênaltis na Copa da Alemanha foi o FC Schalke 04. A equipe de Gelsenkirchen derrotou o VfL Wolfsburg por 3-1 na primeira rodada da temporada 1970/1971. Até a temporada de 91/92, ainda existia a regra de um jogo de volta em caso de empate, com a regra de troca de casa, e caso houvesse um novo empate, somente aí o uso dos pênaltis poderia acontecer. Desde 1991, o resultado é alcançado pela disputa de pênaltis em todos os jogos da copa que terminam empatados após o tempo extra. Esta regulamentação entrou em vigor pela primeira vez no Nordeste, durante o jogo de qualificação entre Motor Eberswalde e Aktivist Schwarze Pumpe (3-4, 1-1 n.V.) A primeira disputa de pênaltis em uma final da Copa da Alemanha foi em 1984, na partida  entre Bayern de Munique e Borussia Mönchengladbach (7-6, 1-1 n.V.)  – com a participação do lendário Lothar Matthäus, em seu último jogo com a camisa do Gladbach, antes de mudar mais tarde para o Bayern.

11. Defensor de títulos: O FC Bayern de Munique venceu na temporada passada todos os campeonatos que disputou, inclusive a DFB-Pokal, na final, em Munique, por 3-2 contra o VfB Stuttgart.

12. Registro de Campeão: E mais uma vez os bávaros. O Bayern de Munique venceu a Copa em 16 de suas 19 aparições. O número dois é – com uma distância respeitável – SV Werder Bremen. A Liga Hanseática conquistou o título seis vezes. O FC Schalke 04 segue com cinco vitórias na Copa.

13. Duplo: Cinco clubes foram campeões da Bundesliga e da DFB-Pokal no mesmo ano. O Bayern conseguiu isso na temporada passada, pela nona vez. Borussia Dortmund, Schalke 04, Werder Bremen e FC Köln foram vencedores de cada duplo uma vez.

14. Vencedor surpresa: O Hannover 96 é o único clube que venceu a DFB-Pokal estando na segunda divisão. O triunfo ocorreu em 1992 contra o Borussia Mönchengladbach por 4-3, nos pênaltis. O Kickers Offenbach veio em 1970 na segunda divisão para a final, mas após a pausa voltou à liga principal. O OFC foi, portanto, campeão já na 1ª liga, quando ganhou contra o FC Colônia por 2-1, sendo este o seu único título.

15. Finalistas surpresa: 1993 foi a primeira e única vez em que um time amador foi para a final da DFB-Pokal. Os amadores do Hertha BSC (então na Oberliga, 3ª divisão alemã) foram derrotados no Estádio Olímpico de Berlim pelo grande favorito, Bayer Leverkusen, por 1-0. A lenda dos garotos do Hertha pemaneceu, de qualquer forma. Pela divisão regional, o Union Berlin foi derrotado em 2001, (0-2 contra o Schalke 04) e o Energie Cottbus em 1997 (0-2 contra o VfB Stuttgart), na final.

16. Taça dos Campeões Europeus: Quatro vencedores da DFB-Pokal também venceram a Copa dos Campeões da Europa. Tudo começou com o Borussia Dortmund, em 1966. Com a vitória no Campeonato Alemão, os aurinegros venceram a Liga Europa com uma vitória por 2-1 na prorrogação, sobre o Liverpool, na final em Glasgow. O Bayern de Munique venceu um ano depois por 1-0 contra o Rangers, o Hamburgo SV em 1977 por 2-0 contra o RSC Anderlecht e o Werder Bremen em 1992 por 2-0 sobre o AS Mônaco, conquistando assim a Taça da Europa. Houve também um quinto vencedor alemão nesta competição, o 1.FC Magdeburg, que venceu em 1974, na final de Roterdã por 2-0 contra o AC Milan. Em 1999/2000, a Copa dos Campeões da Europa foi abolida após 50 anos. Os vencedores da Taça Nacional se qualificam para a UEFA Cup, desde então, ou agora para a Liga Europa.

17. Troféu:  A taça da DFB-Pokal tem exatamente 52 centímetros de altura, pesa aproximadamente 5,6 kg e é muito valiosa. Para os especialistas, o troféu tem um valor material em torno de € 100.000, mas o ideal é muito maior. A taça tem sido utilizada desde 1965 e foi projetada pelo ourives Wilhelm Nagel, da cidade de Colônia. No pedestal ainda há espaço para as gravações até 2020.

18. Dinheiro: Cada clube participante recebe na primeira rodada cerca de € 110.000 de receitas de marketing e televisão. O montante dos dividendos por clube pode aumentar no decorrer da competição. Portanto, há na segunda rodada cerca de € 250.000 para cada clube. Os oito finalistas recebem cerca de € 540.000, os que avançam para as quartas-de-finais são recompensados com quase 1,2 milhões de euros. Para as semifinais, há 1,75 milhão. Para o vencedor da DFB-Pokal, o prêmio é de mais de seis milhões de euros. Além disso, em cada rodada, as receitas de bilheteria são divididas: 50% para o clube da casa e 50% para o clube visitante.

19. Potes de sorteio: Desde a temporada 2000/2001, dois potes tem sido usados no sorteio para a primeira rodada. No primeiro pote estão as 18 equipes da 1ª Divisão e as 14 melhores da Bundesliga 2 da temporada anterior. As 32 equipes restantes – as quatro últimas da Bundesliga 2, as quatro primeiras da 3ª Liga e 24 representantes das associações nacionais – são colocados no chamado “pote-amador”.  Serão sorteados para a primeira rodada sempre uma equipe do “pote-amador” e uma equipe do “pote-profissional”.

20. Queda dos favoritos: Na primeira rodada da temporada 2012/13, seis equipes da Bundesliga foram eliminadas contra equipes inferiores. Quatro jogos foram decididos no tempo regular, dois na prorrogação. A eliminação de seis equipes da Bundesliga só havia acontecido antes na temporada 1987-1988. Naquela época, no entanto, ocorreram cinco conflitos diretos entre times da  Bundesliga na primeira rodada.

21, Trauma da final: MSV Duisburg é o mais infeliz dos finalistas da história da DFB-Pokal. Tendo alcançado quatro vezes a final da competição, nas quatro vezes foi derrotado.

22, Sensações: A primeira e única vez que a equipe SSV Ulm, da quinta divisão, passou para a segunda rodada: a ex-equipe da liga bateu em 26 de Agosto de 2001, o FC Nuremberg, da Bundesliga, por 2-1. Os gols do SSV Ulm foram marcados por Skowranek e Trkulja. Os amadores do VfB Stuttgart foram bem sucedidos na primeira rodada da temporada 2000/01. Foi a maior conquista de um time amador contra um clube da Bundesliga. Os suábios bateram o Eintracht Frankfurt por 6-1. Na segunda rodada, a segunda equipe foi batida pelo time profissional do próprio VfB por  0-3.

23, Exigência de participação:  Em 23 de Outubro 1999, o Conselho Consultivo da DFB determinou oficialmente que todos os clubes da Bundesliga são obrigados a participar da DFB Pokal.

24. Restrição de participação: Desde a temporada 2008/09, apenas a primeira equipe de um clube pode participar da DFB-Pokal. As segundas equipes de clubes profissionais, portanto, não estão representadas na Copa desde então.

25. Vitórias:  A maior vitória da história da DFB-Pokal foi do Stuttgarter Kickers, na temporada 1940/1941. Eles ganharam por 17-0 contra o VfB 05 Knielingen. A maior vitória fora de casa foi do Bayern de Munique, 16-1 contra o DJK Waldberg, em 1997. Os mais notáveis ​​sucessos em uma final da DFB-Pokal foram contabilizados para o FC Schalke 04. A equipe de Gelsenkirchen venceu em 1972 contra o FC Kaiserslautern e em 2011 contra o MSV Duisburg, por 5-0 em ambas as partidas.

26. Série de vitórias: A maior série de vitórias na DFB-Pokal não pertence ao FC Bayern de Munique. Esta marca pertence ao Fortuna Dusseldorf. De agosto de 1978 a fevereiro de 1981, a equipe venceu 18 jogos da DFB-Pokal em sequência. Nesse intervalo, o Fortuna foi campeão da DFB-Pokal duas vezes, até que O Hertha BSC colocou um fim a essa sequência, vencendo o Dusseldorf nas quartas-de-finais da temporada 1980/1981, por 2-1.

27. Recorde de participações:  O maior participante da DFB-Pokal foi Mirko Votava. Ele tem 79 participações pelo Borussia Dortmund e pelo Werder Bremen. É seguido pelo veterano do Eintracht Frankfurt, Karl-Heinz Körbel (70 jogos) e por Oliver Kahn (68).

28. Maiores goleadores: Só pode haver um. É claro que essa classificação é liderada por Gerd Muller. O “Bomber” marcou para o Bayern de Munique 78 gols em 62 jogos da DFB-Pokal. Dieter Müller segue de longe como o segundo (48 gols). A maior quantidade de gols marcados em um jogo pertence a Carsten Jancker. Na vitória por 15-0 do FC Kaiserslautern contra o FC Schönberg, na primeira rodada da temporada 2004, ele marcou seis vezes.

29. Maiores vencedores: Oliver Kahn e Bastian Schweinsteiger, cada um, trouxe seis vezes a DFB-Pokal para casa, junto ao Bayern de Munique. Ambos estiveram em campo em sete finais. Schweinsteiger ainda tem chances de ser o detentor de um recorde único. Outro jogador possui o recorde de ser o único a vencer a DFB-Pokal três vezes seguidas: Kurt Sommerlatt ganhou o título em 1955 e 1956 com o Karlsruher SC, e em 1957 com o FC Bayern.

30. Treinadores recordistas: Karl-Heinz Feldkamp, ​​Hennes Weisweiler, Ottmar Hitzfeld, Udo Lattek, Otto Rehhagel e Thomas Schaaf venceram a DFB-Pokal três vezes. Apenas Feldkamp comemorou seu sucesso com três clubes (Bayer Uerdingen, em 1985, Eintracht Frankfurt, em 1988 e 1 FC Kaiserslautern, em 1990). Louis Janda, Aki Schmidt, Thomas Schaaf e Jupp Heynckes combinam a proeza de ter ganho a DFB-Pokal como jogador e treinador.

31. Recorde de público: O jogo com maior público na história da DFB-Pokal foi a semi-final entre Borussia Dortmund e Carl Zeiss Jena, em 18 de Março de 2008. A vitória por 3-0 em Dortmund, no Signal Iduna Park, foi vista por 80 078 espectadores.

32. Árbitros: As 70 finais da DFB-Pokal foram conduzidas por 63 árbitros diferentes. Albert Shower (1954, 1957, 1960) e Gerhard Schulenburg (1959, 1966, 1970) apitaram três finais. O árbitro da final de 2013, entre Bayern de Munique e Stuttgart (3-2), foi Manuel Gräfe.

Fonte: http://www.dfb.de

São Paulo – Brasil –  23:16

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Tradução livre por Natascha Galvão