Posts Tagged ‘Dortmund’

Campeonato Alemão – Borussia Dortmund pretende recuperar liderança do campeonato

Com uma vitória por dois gols de diferença, o Borussia Dortmund poderá recuperar a liderança na tabela de classificação do campeonato alemão, temporada 2015/2016. Sob o comando do novo técnico Thomas Tuchel, os Auri-negros tiveram um começo espetacular na Bundesliga com duas vitórias por 4 a 0, respectivamente sobre o Borussia M’Gladbach e o Ingolstadt. Na Liga Europa, o time está na fase de grupos e teve sorte no sorteio: terá adversários relativamente fáceis, ao menos teoricamente.

Neste domingo, a partir das 10:30, o Dortmund recebe a visita do Hertha Berlin no seu lendário Westfalenstadion (Signal Iduna Park) e Tuchel está confiante: “Vamos fazer de tudo para vencer esta partida. A liderança na tabela representa a confirmação do nosso bom desempenho”, declarou o jovem técnico.

Enquanto isso, o Hertha Berlin também busca um bom resultado e costuma dar sorte em Dortmund: das últimas três partidas que jogou no “caldeirão” Auri-negro, perdeu apenas uma e ganhou as outras duas.

Prováveis escalações:

Borussia Dortmund: Bürki – Ginter, Subotic, Hummels e Schmelzer – Weigl e Gündogan – Reus, Kagawa e Mkhitaryan – Aubameyang

Hertha Berlin: Kraft – Pekarik, Langkamp, Brooks e Plattenhardt – Skjelbred e Lustenberger – Beerens, Darida, Stocker – Haraguchi

Árbitro: Guido Winkmann
Local: Signal Iduna Park, Dortmund
Data: Domingo, 30 de agosto, 10:30

Por Gerd Wenzel

Fonte:    http://www.bundesliga.com.br/

São Paulo – Brasil – 01:41

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Azerbaijão não permite entrada de armênios e cria um problema para o Dortmund na Liga Europa

Mkhitaryan, do Borussia Dortmund (Foto: AP)

Do ponto de vista técnico, o Borussia Dortmund pode comemorar o sorteio de grupos da Liga Europa. Está no Grupo C ao lado do Paok (GRE), do Krasnodar (RUS) e do Qäbälä (AZE) e deve passar de fase sem grandes problemas. Por outro lado, essa chave criou um impasse geopolítico porque um dos principais jogadores do clube alemão é o armênio Henrikh Mkhitaryan, e sua viagem para o Azerbaijão está em xeque por causa das relações diplomáticas quase inexistentes entre a Armênia e o governo azeri.

Independentes, ou seja, quando não faziam parte da União Soviética, os dois países tiveram apenas breves períodos de amizade. Entre 1988 e 1994, às vésperas da queda do Muro de Berlim e da derrota dos soviéticos, entraram em conflito por causa de Nagorno-Karabakh, que oficialmente faz parte do território do Azerbaijão, mas se tornou independente e tem população majoritariamente armênia. Tecnicamente, as duas nações ainda estão em guerra e não há relacionamento diplomático. Por isso, o Azerbaijão costuma recusar a emissão de visto para armênios.

A situação fica ainda pior se o cidadão em questão tiver visitado Nagorno-Karabakh, como mostra o aviso no site da embaixada do Azerbeijão na Romênia: “Esses cidadãos são incluídos em uma lista de ‘persona non grata’, cuja entrada no território da República do Azerbaijão é proibida”. Sim, caso você já esteja se perguntando, Mkhitaryan visitou a região três vezes. “Queríamos ajudar a Armênia e a República de Nagorno-Karabakh, as famílias dos soldados da liberdade, para ser mais exato, porque acho que precisam dessa iniciativa”, disse, em 2010, quando foi à região no Natal entregar presentes.

Tudo isso veio à tona logo depois do sorteio dos grupos, quando ficou claro que Mkhitaryan teria que visitar o Azerbaijão para defender o Borussia Dortmund. A imprensa dos dois países começaram a questionar se seria permitida a presença de uma das figuras públicas mais conhecidas da Armênia no Azerbaijão. Em entrevista ao site alemão SPORT1, o porta-voz do Dortmund, Sascha Fligge disse que torce para que Mkhitaryan não seja proibido de jogar. “No momento, Henrikh é um jogador super importante para nós, com exibições brilhantes nas últimas semanas”, disse.

É verdade. MKhitaryan marcou oito vezes e deu seis assistências nas primeiras sete partidas da temporada e sem dúvida qualifica-se como um dos principais jogadores do time. Vale ressaltar que um visto especial para missões diplomáticas, culturais ou para jogador de futebol não é algo tão raro assim. Por exemplo, no começo do mês, Israel permitiu que um clube da Faixa de Gaza passasse por território israelense para enfrentar outro na Cisjordânia, e vice-versa, embora nem tudo tenha corrido bem.

Não se sabe o que o governo do Azerbaijão fará no caso de Mkhitaryan, um jogador de futebol de renome internacional. Mas seria uma pena se tivesse que ficar em casa enquanto seus companheiros viajam para enfrentar o Qäbälä. Para o Borussia Dortmund e para a liberdade.

Fonte:     http://trivela.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 02:01

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Futebol Alemão – Temporada 2015/2016 – Resultados da 2ª rodada da Bundesliga

Darmstadt 98 - zur Startseite

A 2ª rodada da Bundesliga pode ser considerada a rodada da economia, as quatro primeiras partidas terminaram empatadas em 1 a 1. Com exceção do Borussia Dortmund que venceu o Ingolstadt por 4 a 0, todos os outros placares foram bem reduzidos.

Na sexta-feira, o Werder Bremen visitou o Hertha Berlin na capital alemã, para a abertura da rodada. Para surpresa dos 56 376 torcedores que foram ao Estádio Olímpico, a equipe da casa não conseguiu sair do empate. Os donos da casa saíram melhor na partida e abriram o placar aos cinco minutos com o gol de Valentin Stocker, mas Anthony Ujah, não deixou barato e igualou para os Verdes, aos 26 minutos, em uma bela jogada construída desde o campo de defesa até a ponta esquerda do ataque. Garcia fez um cruzamento na medida para o nigeriano Anthony Ujah, recém-contratado do Colônia, que subiu sozinho e cabeceou a bola. Ela sobrou na pequena área e depois de disputar com a zaga, o nigeriano deu um toque sutil de direita para balançar as redes.

Após o gol o panorama da partida se inverteu, com o Werder dominando as ações ofensivas, porém, sem alterar o placar até o intervalo.

Após o intervalo, o Berlin passou sufoco e quase viu os visitantes virarem o placar. Em duas belas oportunidades o Werder foi parado pelas traves do Estádio Olímpico. Aos 35 minutos, o time de Bremen cobrou falta para dentro da área, o goleiro Kraft saiu mal de sua meta, a bola tocou na cabeça de Langkamp, defensor do time de Berlin, e bateu no travessão.

Dois minutos depois, após cobrança de escanteio, o dinamarquês Jannik Vestergaard subiu mais alto que a zaga e cabeceou, a Torfabrik acertou em cheio a trave esquerda do arqueiro, que deu um tapa para afastar o perigo.

Na terceira rodada da Bundesliga o Werder Bremen receberá no domingo da semana que vem (30.08) o Borussia Mönchengladbach no Weserstadion, em Bremen, às 12h30. O Hertha Berlin visitará no mesmo dia e horário o Borussia Dortmund no Signal-Iduna-Park, em Dortmund.

Eintracht Frankfurt recebeu o Augsburg e as duas equipes também empataram em 1 a 1. Este empate deixa a equipe de Frankfurt na 12ª posição da tabela com um ponto, enquanto o Augsburg que na primeira rodada perdeu para o Hertha Berlin por 1 a 0, segue na 14ª posição do campeonato, também com um ponto.

Os visitantes abriram o placar, com Caiuby, aos 23 minutos, e conseguiram segurar os donos da casa até os 86, quando Marco Russ, empatou para o Frankfurt.

Na 3ª rodada, o Augsburg recebe a equipe do Ingolstadt 04, enquanto o Eintracht Frankfurt visita o Stuttgart.

Na intenção de manter os 100% de aproveitamento no campeonato, após vencer o Stuttgart na primeira rodada por 3 a 1, o Colônia recebeu o Wolfsburg mas os vice-campeões alemães estragaram o bom momento do time da casa e conseguiram o empate por 1 a 1 no final da partida.

No  primeiro tempo da partida, o Colônia mostrou o poder do seu ataque. O brasileiro Leonardo Bittencourt e a  dupla de ataque Zoller e Modeste deram trabalho para a defesa do Wolfsburg  e aos 30 minutos, Simon Zoller abriu o placar para os Bodes. Em cobrança de tiro de meta do goleiro Horn, a bola sobrou livre para Zoller encobrir o goleiro e cabecear para o fundo das redes.

Atrás no placar, o Wolfsburg teve de se abrir mais para buscar o empate, entretanto, a defesa dos donos da casa conseguiu neutralizar bem as ações ofensivas do adversário, levando o placar de 1 a 0 para o intervalo

No retorno para a segunda etapa, a tônica da partida mudou, o Colônia passou a levar mais perigo nos primeiros minutos com a dupla de ataque Zoller e Modeste. Os dois jogadores quase chegaram ao segundo gol e o goleiro dos Lobos precisou trabalhar para evitar que os donos da casa ampliassem o placar. Já na segunda metade do segundo tempo, o Wolfsburg  acordou e passou a pressionar mais o time da casa em busca do empate, Bas Dost e Luiz Gustavo perderam boas chances frente ao goleiro do Colônia, mas não conseguiram marcar.

Faltando sete minutos para o término da partida Nicklas Bendtner marcou o gol de empate dos Lobos. O empate deixou as duas equipes mais ligadas e ambas buscaram a reversão do marcador, mas o resultado do embate terminou mesmo em 1 a 1.

Outra partida que também ficou na igualdade, foi entre o  Schalke 04 e o Darmstad. Jogando na Veltins Arena, em Gelsenkirchen, com o apoio de sua torcida, os Azuis Reais não passaram do empate por 1 a 1. Konstantin Rausch marcou para os visitantes aos nove minutos, mas Julian Draxler conseguiu o empate aos 47.

No próximo final de semana, o Schalke 04 visita o Wolfsburg, enquanto o Darmstadt 98 recebe o Hoffenheim.

O Bayer Leverkusen venceu o Hannover por 1 a 0 e vai para a partida contra a Lazio, pelo jogo de volta dos playoffs da Champions League fortalecido.

Com a vitória, o Leverkusen chega a seis pontos e ocupa a 3ª posição do campeonato. Já o Hannover segue na 13ª posição.

O Bayern de Munique quase tropeçou diante do Hoffenheim. A equipe bávara viajou até Sinsheim e para surpresa de sua torcida, tomou o primeiro gol dos donos da casa aos oito segundos de jogo. Volland aproveitou a bobeira de Alaba e bateu firme na saída de Neuer. 

O Bayern sentiu o gol, mas mesmo assim seguiu firme no ataque e pressionou muito. De tanto tentar, finalmente chegou ao empate. Aos 41 minutos da primeira etapa, Douglas Costa carregou a bola pela ponta esquerda e bateu forte. O goleiro Baumann espalmou para frente e deu nos pés de Thomas Müller que não desperdiçou.

Aos 26 minutos do segundo tempo, Boateng fez falta na entrada da área e levou cartão amarelo. Na cobrança, a bola explodiu em sua mão, e o árbitro Tobias Stieler não pensou duas vezes, marcou pênalti e expulsou o jogador. Polanski cobrou para os donos da casa, mas a trave era bávara e o Hoffenheim perdeu a sua grande chance.

Mesmo com um homem a menos, o Bayern seguiu bombardeando a meta de Baumann e conseguiu o seu gol da virada.  Aos 45 minutos da segunda etapa, uma jogada perfeita de Douglas Costa e falha feia da defesa mandante, deixou Lewandowski livre de marcação. O polonês só precisou tocar a bola para o fundo do gol e dar números finais à partida.

Apesar de seguir líder absoluto no campeonato, o Bayern de Munique perdeu a 1ª colocação para o Borussia Dortmund no saldo de gols.

O Hamburgo finalmente conseguiu a sua primeira vitória na temporada. Os Dinos receberam o Stuttgart e venceram por 3 a 2, para alegria de sua torcida. Com a vitória, o Hamburgo conquistou os seus três primeiros pontos e segue na 10ª posição do campeonato. Já o Stuttgart, que ainda não conseguiu pontuar, segue na vice-lanterna da competição.

Os Suábios abriram o placar, aos 23 minutos, com Daniel Ginczek. O mesmo Daniel voltou a marcar aos 42. Mas o Hamburgo brigou até o último minuto e conseguiu reverter o resultado. Ivo Ilicevic empatou aos 34 minutos, Pierre-Michel Lasogga voltou a empatar aos 84 e Johan Djourou virou aos 89 minutos.

Na 3ª rodada, o Stuttgart encara o Eintracht Frankfurt diante de sua torcida e tentará reverter a má fase. Já o Hamburgo enfrenta o Colônia, fora de casa.

Definitivamente, em Dortmund tempo ruim é coisa do passado. Sob a batuta de Thomas Tuchel o Borussia Dortmund visitou o Ingolstadt 04 e venceu por 4 a 0. A vitória garante a equipe de Dortmund a liderança do campeonato. Apesar do mesmo número de pontos do Bayern de Munique e Bayer Leverkusen, os Amarelos e Negros levam vantagem no saldo de gols.

Diferente da última temporada, quando atuava sob o comando de Jürgen Klopp, o Dortmund foi ofensivo desde os primeiros minutos de bola rolando. As jogadas rápidas pelos lados do campo, principalmente entre Marco Reus e Henrik Mkhitaryan, prendeu o Ingolstadt em seu próprio campo.

Apesar das várias finalizações e total domínio do jogo, os Aurinegros só marcaram o seu primeiro gol na segunda etapa da partida. Aos 55 minutos, Mkhitaryan mandou para Ginter que estava livre pelo lado direito. O zagueiro puxou para o pé esquerdo e chutou colocado no cantinho. 1 a 0 para os visitantes.

Logo em seguida, aos 60, em uma jogada clara de gol, Schmelzer foi derrubado dentro da área e o juiz assinalou o pênalti. Reus cobrou com força no canto direito do goleiro Nyland e apesar do esforço do arqueiro que chegou a tocar na bola, a defesa foi impossível.

Mesmo com a vantagem de dois gols no marcador, o  Dortmund seguiu pressionando e a pressão surtiu efeito. Aos 84, foi a vez de  Shinji Kagawa anotar o seu na partida. Kagawa recebeu a bola, cortou para o pé canhoto e bateu firme, no canto esquerdo do gol.

Perdidos em campo com o resultado do marcador, os donos da casa seguiam presos em seu campo de jogo e sem esboçar muita reação. Prato cheio para os visitantes, que aos 91, marcou o seu quarto gol com Pierre-Emerick Aubameyang. O Dortmund finalizou 18 vezes, contra apenas três do Ingolstadt. 

O Dortmund apresenta uma clara superioridade neste início de temporada, com jogadas mais seguras e equilibradas a equipe Aurinegra vem desenvolvendo um trabalho com maior planejamento e visão do jogo. Sem muita pressa de jogar, mas exercendo a velocidade quando necessária, os comandados de Tuchel se organizam em seu campo de jogo e de pé em pé, com muita tranquilidade e habilidade, chegam ao seu objetivo final, a meta adversária. Alegria total para os apaixonados pelo Campeonato Alemão, que podem desfrutar de um espetáculo que não é dominado apenas por um reino. A Bundesliga continua sendo um campeonato de muitos talentos, que vença a melhor equipe!

Na próxima rodada, o Ingolstadt enfrenta o Augsburg fora de casa. Já o Borussia Dortmund recebe o Hertha Berlin, no Signal Iduna Park, em Dortmund.

Quem não anda com a vida muito fácil na atual temporada é o Borussia M’Gladbach. Os Potros receberam o Mainz 05 e perderam por 2 a 1. Sem pontuar os donos da casa caíram para a lanterna na tabela do campeonato. Já o Mainz 05, com três pontos, ocupa a 8ª posição.

Mesmo com a superioridade em campo e sem dar muitas chances ao M’Gladbach, o Mainz só conseguiu abrir o placar aos 42 minutos de jogo, com o gol de Jairo Samperio. Os visitantes partiram para  intervalo com a vantagem no marcador.

No retorno para a segunda etapa, Patrick Herrmann empatou para os mandantes aos 52 minutos. Mas para tristeza da torcida local, Christian Clemens marcou aos 79, dando números finais a partida.

Na 3ª rodada, o Borussia M’Gladbach visita o Werder Bremen, no Weserstadion, em Bremen e vai tentar com todas as suas forças deixar a lanterna da competição. Já o Mainz 05 recebe a visita do Hannover.

Assim encerramos a 2ª rodada do Campeonato Alemão. Esperamos você no próximo final de semana, para juntos vivenciarmos mais um belo espetáculo, deste que sem dúvida é o mais belo campeonato do planeta!

Auf wiedersehen! 

Veja os resultados da rodada e a tabela de classificação:
Temporada 2015/ 2016

2ª Rodada

Sex – 21.08.–15:30

Hertha Berlin 1 x 1 Werder Bremen
Sáb – 22.08.–10:30
Eintracht Frankfurt 1 x 1 Augsburg
1 FC Köln 1 x 1 Wolfsburg
Schalke 04 1 x 1 Darmstadt 98
Hannover 96 0 x 1 Bayer Leverkusen
1899 Hoffenheim 1 x 2  Bayern de Munique

Sáb – 22.08.–13:30

Hamburgo 3 x 2  VfB Stuttgart

Dom –23.08.–10:30 

Ingolstadt 04 0 x 4 Borussia Dortmund

Dom –23.08.–12:30

Borussia M’Gladbach 1 x 2 Mainz 05

Classificação

Pos. Clube J V E D Gols Saldo Pontos Obs.
1 Borussia Dortmund 2 2 0 0     8:0 8 6 CL*
2 Bayern de Munique 2 2 0 0     7:1 6 6 CL*
3 Bayer Leverkusen 2 2 0 0     3:1 2 6 CL*
4 Schalke 04 2 1 1 0     4:1 3 4 CL* Qual.
5 1 FC Köln 2 1 1 0     4:2 2 4 EL* Qual.
6 Wolfsburg 2 1 1 0     3:2 1 4 EL* Qual.
7 Hertha Berlin 2 1 1 0     2:1 1 4
8 Mainz 05 2 1 0 1     2:2 0 3
9 Ingolstadt 04 2 1 0 1     1:4 -3 3
10 Hamburgo 2 1 0 1     3:7 -4 3
11 Darmstadt 98 2 0 2 0     3:3 0 2
12 Eintracht Frankfurt 2 0 1 1     2:3 -1 1
Hannover 96 2 0 1 1     2:3 -1 1
14 Augsburg 2 0 1 1     1:2 -1 1
15 Werder Bremen 2 0 1 1     1:4 -3 1
16 1899 Hoffenheim 2 0 0 2     2:4 -2 0 ZR
17 VfB Stuttgart 2 0 0 2     3:6 -3 0 ZR*
18 Borussia M’Gladbach 2 0 0 2     1:6 -5 0 ZR*
CL – Classificados diretamente para a Champions League 2014/2015
CL* Qual. – Classificado para torneio de qualificação da Champions League 2014/2015
EL* Qual. – Classificados para Liga Europa 2014/2015
ZR – Zona de repescagem – joga com 3º colocado da 2ª divisão
ZR* – Zona de rebaixamento para a 2ª divisão

#WeAreGermany

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

São Paulo – Brasil – 23:15

Por Josy Galvão

Futebol Alemão – Borussia Dortmund parece revitalizado, e as expectativas para a temporada são boas

Borussia Dortmund parece mais forte nesta temporada

A última temporada foi decepcionante para o Borussia Dortmund. Após o primeiro turno horrível na Bundesliga, o time conseguiu se recuperar e evitar o pior, mas só levou uma vaga na Liga Europa. E o pior veio nas outras competições. O clube sofreu uma eliminação vexatória na Champions League e uma triste derrota para o Wolfsburg na despedida de Jürgen Klopp, na final da Copa da Alemanha, depois de eliminar o Bayern de Munique na semifinal.

No entanto, a expectativa e o clima para o novo ciclo de competições é totalmente diferente de 2014/15. Apesar de um novo goleiro, o elenco não sofreu tantas modificações, tendo apenas três contratações e dois jogadores que voltaram de empréstimo. E com exceção de Ciro Immobile, emprestado ao Sevilla, nenhum titular de destaque saiu – sendo que o italiano foi um dos símbolos da decepção na última temporada e sua saída era desejada. A mudança, porém, não está somente na movimentação do mercado, mas, principalmente, na mudança do comando técnico.

Depois de muitas glórias e um trabalho fenomenal, Jürgen Klopp deixou o BVB. O sentimentalismo geralmente toma conta das análises quando um ídolo histórico – e com tanto carisma – está envolvido, mas era a hora certa de sair. Não por relacionamento desgastado ou crise, mas porque o clube precisava disso. Klopp é um grande treinador, mas parecia estar acomodado no Dortmund, que jogava da mesma maneira e no mesmo 4-2-3-1 desde 2010.

Getty Images

Não existiam variações e modificações, e mesmo sem ter os mesmos jogadores que fizeram o Borussia renascer no cenário europeu, o treinador quis manter o mesmo estilo de jogo e esquema tático mesmo com atletas diferentes. Obviamente, isso não funcionou. Para ficar apenas em um exemplo, Immobile nunca daria certo no BVB com o time atuando como se Lewandowski ainda estivesse por lá. Os dois são completamente diferentes. Grande parte do fracasso do italiano na Alemanha se deve a ele próprio, mas uma boa parcela de sua passagem frustrante também se explica por isso.

Klopp, porém, ficou no passado, e será – e deve ser – lembrado como um dos maiores da história do clube, que fez um trabalho sensacional e o Dortmund renascer na Europa.

O novo Borussia

Para o lugar do treinador, foi escolhido Thomas Tuchel, que como seu antecessor, fez um trabalho interessante no Mainz 05. E Tuchel, mesmo com pouco tempo no cargo, parece ter conquistado a diretoria, os torcedores e, o mais importante, o grupo de jogadores.

Entre várias declarações dos atletas, destaca-se a de Hummels, que revelou que só decidiu continuar no Borussia Dortmund após conversar com o novo comandante. Outros jogadores muito cobiçados no mercado como Gündogan, Reus e Aubameyang também continuaram no clube.

Getty Images

O jovem treinador vem fazendo um trabalho muito interessante e, ainda que não sirva de parâmetro pelo nível das partidas, os Aurinegros apresentaram variações interessantes e um bom futebol na pré-temporada. Até mesmo jogadores muito contestados nos últimos anos, como Mkhitaryan, renderam muito bem. O camisa 10, inclusive, foi um dos destaques do time no último mês, jogando como nunca jogou no BVB.

Shinji Kagawa, excelente e talentoso meia japonês, que foi mal na última temporada, também parece estar com o astral renovado e foi bem nas partidas em que atuou. O nipônico inclusive resolveu voltar a usar a camisa 23 que usou em sua primeira passagem no Borussia, quando brilhou intensamente, já que em 2014/15, com o número 7, decepcionou.

Além do bom trabalho de Tuchel, o astral que parece renovado, o clima melhor e mais leve e alguns jogadores voltando a apresentar o nível que se espera, o Dortmund chama atenção por ter um elenco interessante.

Weidenfeller, que tem sido muito contestado, deve começar a temporada no banco, e o contratado Roman Bürki, suíço que veio do Freiburg, deve ser o titular. O goleiro de 24 anos foi uma ótima acquisição e barata para os padrões do mercado: R$ 15 milhões. Ele fez boa pré-temporada e foi muito bem em sua ex-equipe. O Freiburg, apesar de rebaixado, passou longe de ter uma das piores defesas da última Bundesliga e não sofreu gols em nove partidas ao longo do campeonato. Muito disso se deve a Bürki, que tem mostrado muito talento já há algum tempo.

Thomas Tuchel possui várias opções para armar o time. Mostramos três delas (Crédito das imagens: Goal Brasil)

 

Na defesa, Hummels é um dos melhores zagueiros do mundo e com o astral renovado que vem demonstrando, deve atuar no nível que se espera. Subotic parece estar mais inteiro fisicamente, enquanto Sokratis é uma boa opção. Também existe o garoto Ginter, que foi mal na temporada passada, mas tem muito talento e potencial. Se Tuchel trabalhar da maneira certa com ele, o jovem poderá dar um retorno enorme ao Borussia dentro de campo.

Nas laterais, Piszczek e Schmelzer estão longe de mostrar o melhor que já mostraram, mas ainda assim, são melhores que a maioria dos jogadores da posição no Campeonato Alemão. Já no meio-campo, além de Mkhitaryan e Kagawa, existem várias e excelentes opções.

Os contratados Gonzalo Castro e o jovem Julian Weigl foram muito bem na pré-temporada. O garoto tem apenas 19 anos, mas um talento enorme. É uma grata surpresa e uma aposta que pode dar muito certo e atua tanto como volante quanto mais avançado. Já o experiente meia proporciona novas e boas possibilidades para Tuchel. Além deles, Hofmann voltou muito bem do empréstimo ao Mainz 05, Kampl parece estar melhor que em 2014/15 e ainda existem as opções de Kuba e Grosskreutz.

Isso sem falar na dupla Marco Reus e Aubameyang que dispensa apresentações. Os dois podem desequilibrar qualquer partida e seguem na equipe. Resta ver como Adrián Ramos vai se sair. O colombiano é bom atacante, mas como todo o elenco, decepcionou na temporada passada. Agora, com o astral renovado, pode ser uma excelente opção, quem sabe, no melhor dos cenários, virando o atacante titular e deslocando Aubameyang para os lados do campo, como o gabonês tanto gosta de jogar. Ou pelo menos sendo uma boa alternativa no banco de reservas.

Quanto a dupla de volantes, Gündogan e Nuri Sahin, se estiverem inteiros fisicamente, formam uma das melhores da Europa. Ambos são muito técnicos, têm qualidade no passe, visão de jogo, batem bem na bola e chegam bem ao ataque. São volantes modernos e que dão muito ao time. No entanto, Bender é confiável e Leitner, que voltou de empréstimo do Stuttgart, é um jogador que, apesar da corneta, agrada.

Expectativa

Com tudo isso, a expectativa para a temporada do Borussia Dortmund é ótima. O time vive uma nova era que começou bem com Thomas Tuchel, o clima parece excelente e a equipe tem potencial e muito talento, no entanto, alguns pontos precisam ser observados.

Nas últimas temporadas, os Aurinegros sofreram muito com as lesões de seus principais jogadores. É verdade que existem boas opções na zaga, meio-campo e ataque, mas o nível cai consideravelmente se muitos dos destaques (Hummels, Gündogan, Reus e Aubameyang, por exemplo) desfalcam o time – principalmente em grandes partidas. É importante que o Borussia esteja inteiro fisicamente. Do contrário, é difícil imaginar o BVB brigando por alguma coisa.

Outra questão é o nível de atuação e as apostas. Com seus principais jogadores (pode-se considerar também Kagawa, Mkhitaryan, Nuri Sahin e outros além do quarteto já citado) atuando no nível esperado, é muito provável que o Dortmund brigue até mesmo pelo título da Bundesliga. No entanto, se o time for instável de um jogo para o outro e pior, durante as partidas, como foi nas últimas temporadas, qualquer esperança vai por água abaixo.

O fato é que o Borussia Dortmund ainda é uma incógnita. O potencial é enorme e a expectativa, atualmente, é grande. Existe talento e condição até mesmo de brigar pelo título e dar alegrias para a fanática torcida Aurinegra que tanto merece, apesar do Wolfsburg estar mais pronto e o Bayern ainda ser o melhor time do país em todos os quesitos. Tenho um bom pressentimento, inclusive, e a equipe é uma das forças da Liga Europa. Para isso, porém, o bom trabalho feito até aqui precisará ser repetido e ampliado desde a primeira rodada da Bundesliga.

Por Gabriel Pazini

Fonte:   http://www.goal.com/br

São Paulo – Brasil –23:47

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Futebol Alemão – Conheça 5 trunfos do Borussia Dortmund para a temporada

Facebook oficial BVB

Após perder o técnico Jürgen Klopp depois de sete temporadas e não se classificar para a Champions League, o Borussia Dortmund parecia desacreditado. A pré-temporada dos auri-negros, no entanto, serviu para mostrar ao mundo que o time não está morto. Muito mais: está com muita sede de conquistas.

A temporada 2015-2016 promete muito para o torcedor Auri-negro. Após um período turbulento, repleto de altos e baixos como foi a temporada passada, o Borussia Dortmund parece ter aprendido com os erros e tem tudo para brigar por coisas boas na Bundesliga, Copa da Alemanha e Europa League.

Conheça 5 trunfos que o time alemão traz para esta temporada:

Manutenção da “espinha dorsal” – Jogadores como o zagueiro campeão do mundo com a Alemanha, Mats Hummels, são importantes em qualquer time. No Dortmund, então, nem se fala. Além do xerifão ter anunciado sua permanência em Dortmund por ao menos mais uma temporada, o volante Gündogan, o meia-atacante Marco Reus – craque do time –, além do atacante gabonês Aubameyang, artilheiro da equipe na temporada passada, vão permanecer. Os três últimos, inclusive, estenderam seus vínculos com o Borussia.

Novo treinador – Tá certo que nenhum torcedor do Borussia Dortmund queria a saída de Jürgen Klopp, então porque a troca de comando pode ser considerada um trunfo? Simples: por conta do novo ânimo ao elenco. Mesmo tendo uma identificação muito grande no clube, Klopp já estava desgastado, não conseguia fazer o time render mais. Ele mesmo usou isso como justificativa ao anunciar sua saída uma temporada mais cedo que o previsto. O novo treinador, Thomas Tuchel, ex- Mainz 05 e “pupilo” de Klopp, chega ao Dortmund trazendo uma nova proposta de jogo que pode dar muito certo nesta temporada.

Liga Europa – Ok, não é a Champions League, mas é um torneio internacional. Aqui no Brasil costumam brincar dizendo que a Europa League é a “Sul-Americana da Europa”, mas não é bem assim. Ao menos não para os jogadores. Por mais que seja considerada uma disputa inferior tecnicamente que a Champions, a Europa League é muito bem vista no velho continente. Por ser teoricamente mais fraca, a chance do Borussia Dortmund conquistá-la é bastante grande, o que daria um ânimo extra ao time, por se tratar de uma competição internacional. Classificado para os playoffs da competição após eliminar com goleada o Wolfsberger, da Áustria, o Borussia vai enfrentar agora o Odd, da Noruega, antes de entrar na fase de grupos da competição.

Reforços – Na temporada passada, os reforços que chegaram em Dortmund não foram assim tão empolgantes. Dos principais, a volta de Kagawa e a contratação do italiano Immobile eram as que mais prometiam. Ledo engano. O japonês oscilou muito e até o banco de reservas teve de amargar. O italiano, por sua vez, nunca conseguiu repetir o mesmo futebol do Torino, quando fez 23 gols em 34 partidas. Hoje foi emprestado ao Sevilla, da Espanha. O meia-atacante Kampl também foi outra decepção.

Já este ano, o Borussia trouxe alguns nomes menos badalados, mas que prometem ser bastante efetivos. Para o lugar do goleiro reserva Langerak, a diretoria auri-negra trouxe Roman Bürki, ex-Freiburg. Para o meio, fora duas peças: Julian Weigl, ex-1860 Munique e Gonzalo Castro, ex-Bayer Leverkusen. O primeiro é uma promessa, já o segundo chega com status de experiente e polivalente dentro de campo, pode atuar em mais de uma função. O jogador de 28 anos nunca havia saído do Bayer até então em toda a sua carreira. Marvin Ducksch, Jonas Hofmann e Moritz Leitner também desembarcaram no clube.

Torcida – Falar de trunfos do Borussia Dortmund e não mencionar a sua apaixonada torcida é praticamente impossível. Conhecida como “Muralha Amarela”, o setor atrás do gol sul do Signal Iduna Park, ou Westfalenstadion para os mais íntimos, promete tremer ainda mais nesta temporada. Ao todo, os alemães já garantiram 55 mil carnês para todos os jogos do time na Bundesliga. Só não compraram mais porque o time parou de vender, pensando também naqueles torcedores que não conseguem em ir em todos os jogos e precisam de tickets esporádicos durante a temporada, bem como turistas torcedores do Dortmund.

Mas quem pensa que isso será um empecilho para os fanáticos torcedores lotarem o estádio, está muito enganado. Essa prática de encerrar as vendas após um limite já é padrão no time do Vale do Ruhr, mas mesmo assim, o Borussia Dortmund tem a maior média de público do planeta. Sim, do planeta! São cerca de 88 mil torcedores em todos os jogos do time na temporada, seja em partidas da Bundesliga, Copa da Alemanha ou Champions League.

Neste ano, sem a Champions League, o torcedor do Borussia ficará menos empolgado com a Europa League? Não. Definitivamente não. Na goleada contra o Wolfsberger na última quinta, pela fase preliminar da competição, o público foi de 65.190 torcedores, somente o terceiro maior público da história da competição. A liderança segue sendo do Dínamo de Kiev, que colocou 67.533 fãs em seu estádio contra o Everton, em março deste ano.

Mas cá entre nós: será que vai ser difícil para o torcedor auri-negro, que coloca 88 mil torcedores por jogo em média na Alemanha, bater o recorde da Europa League? Só o tempo dirá.

Por Rogério Lagos

Fonte:     http://torcedores.com/

São Paulo – Brasil – 01:04

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Futebol Alemão – Dortmund vence na Áustria;

Hofmann comemora gol marcado pelo Borussia Dortmund

O Borussia Dortmund esteve longe de empolgar, mas começou a temporada com vitória. Em seu primeiro jogo oficial em 2015-16, a equipe superou o Wolfsberger, da Áustria, por 1 a 0 no Wörthersee Stadion, nesta quinta-feira. O jogo foi válido pela ida da terceira fase preliminar da Liga Europa, a penúltima antes da etapa de grupos. Hofmann, que voltou ao clube após ficar um ano emprestado ao Mainz 05, fez o único gol.

O jogo marcou a estreia oficial do técnico Thomas Tuchel, que é o substituto de Jurgen Klopp no Dortmund. Além dele, o goleiro Burki, que deixou Weidenfeller no banco, o volante Weigl e o meio-campista Gonzalo Castro também defenderam o time aurinegro pela primeira vez, sem contar os amistosos. Os dois primeiros foram titulares, e o último entrou na segunda etapa.

A equipe alemã obteve o domínio territorial da partida na primeira etapa e abriu o placar aos 14 minutos. Aubameyang fez o passe no meio da área para Hofmann, que só teve o trabalho de completar para o gol aberto.

Na etapa final, os mandantes até conseguiram levar algum perigo e animaram sua torcida com quatro lances de perigo. No melhor deles, Mkhitaryan salvou em cima da linha ao cortar finalização após cobrança de escanteio. Mais tarde, Burki ainda trabalhou ao fazer boa defesa à queima-roupa em novo escanteio.

Apesar dos sustos e de não ter feito uma grande atuação, o time alemão conseguiu administrar a vantagem construída. Mkhitaryan ainda balançou a rede após aproveitar o rebote do goleiro Kofler, mas a arbitragem anulou de forma correta ao assinalar o impedimento de Kagawa no lance.

O confronto de volta ocorrerá já na próxima quinta-feira, às 15h30 (de Brasília), no Signal Iduna Park, em Dortmund.

Sampdoria é atropelada em casa

Em outro jogo do dia, a Sampdoria recebeu o Vojvodina Novi Sad no estádio Luigi Ferraris, em Gênova, e se complicou na Liga Europa ao perder por 4 a 0. Ivanic, Stanisavljevic e Ozegovic (duas vezes) marcaram os gols do atropelo do time sérvio.

Já o Southampton atuou em casa, no St. Mary’s Stadium, e abriu boa vantagem diante do Vitesse, da Holanda, ao ganhar por 3 a 0. Pelle e Tadic (de pênalti) encaminharam a vitória dos ingleses ainda no primeiro tempo, e Long ampliou a vantagem no fim.

Veja os resultados dos jogos de ida da terceira fase preliminar da Liga Europa:

Kairat Almaty-CAZ 2 x 1 Aberdeen-ESC
Elfsborg-SUE 2 x 1 Odd Grenland Skien-NOR
Slovan Liberec-RTC 2 x 1 Hapoel Ironi Kiryat-ISR
Apollon Limassol-CHP 1 x 1 Qabala-AZE
Rheindorf Altach-AUT 2 x 1 Vitoria de Guimarães-POR
Krasnodar-RUS 2 x 0 Slovan Bratislava-ESQ
Sturm Graz-AUT 2 x 3 Rubin Kazan-RUS
Solna-SUE 1 x 3 Atromitos Athens-GRE
PAOK-GRE 1 x 0 Spartak Trnava-ESQ
FC Zurique-SUI 0 x 1 Dinamo Minsk-BLR
Zilina-ESQ 2 x 0 Vorskla Poltava-UCR
AZ Alkmaar-HOL 2 x 0 Istanbul BB-TUR
Thun-SUI 0 x 0 Vaduz-LIE
Rabotnicki-MAC 1 x 0 Trabzonspor-TUR
Brondby-DIN 0 x 0 Omonia Nicosia-CHP
Targu Mures-ROM 0 x 3 Saint Étienne-FRA
Debreceni-HUN 2 x 3 Rosenborg-NOR
Perparimi Kukes-ALB x Legia Varsóvia (suspenso)
Standard de Liège-BEL 2 x 1 Zeljeznicar-BOS
Bordeaux-FRA 3 x 0 AEK Larnaca-CHP
Charleroi-BEL 0 x 2 Zorya Luhansk-UCR
West Ham-ING 2 x 2 Astra Ploiesti-ROM
Athletic Bilbao-ESP 2 x 0 Inter Baku-AZE
Belenenses-POR 2 x 1 IFK Gotemburgo-SUE
Sampdoria-ITA 0 x 4 Vojvodina Novi Sad-SER
Hajduk Split-CRO 2 x 0 Stromsgodset-NOR
Southampton-ING 3 x 0 Vitesse-HOL
Wolfsberger-AUT 0 x 1 Borussia Dortmund-ALE

Fonte:     http://espn.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:52

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Futebol Alemão – Hummels revela porque quis continuar no Borussia Dortmund

Hummels é uma das estrelas do Borussia Dortmund

Zagueiro e capitão do Borussia Dortmund, Mats Hummels revelou que quase deixou o clube, mas que decidiu continuar nos Aurinegros por um motivo especial: o novo técnico Thomas Tuchel.

Na última temporada, o Dortmund teve um péssimo início, ficando na zona de rebaixamento no primeiro turno da Bundesliga. O clube se recuperou e terminou a campanha na zona de classificação para a Liga Europa, e na Champions League foi eliminado pela finalista Juventus, além de chegar na final da Copa da Alemanha. No entanto, a sensação de que poderia ter feito mais e apresentado um futebol melhor do ponto de vista coletivo e individual abalou Hummels.

O zagueiro admitiu que estava desiludido com o Borussia e com ele mesmo, e que queria deixar o clube. No entanto, após a despedida emocionante de Jürgen Klopp e a chegada de Thomas Tuchel, o defensor sentiu que deveria seguir no Westfallenstadion após uma conversa com o novo treinador.

Getty Images

“A metade inicial da temporada 2014/15 foi um desastre para mim em relação ao meu peso. Eu tenho a tendência de comer muito quando estou frustrado. Existiam dias em que queria deixar o clube e dias em que queria continuar”, admitiu Hummels.

“Mas se eu fosse me transferir, precisaria estar com 100% de certeza. Eu preciso saber se vai dar certo em todos os níveis, e não era o caso neste ano”, completou.

“Eu tive uma conversa com Tuchel durante a fase em que estava considerando meu futuro. Eu realmente gostei de sentar com ele e ver como ele me queria no clube e como ele me disse isso. Se um técnico quer me convencer a ficar, eu realmente gostaria que ele não tentasse usar o lado emocional, mas sim palavras claras”, revelou.

“Depois da conversa, senti que trabalhar com ele me faria ficar forte novamente. Agora, eu realmente estou pesando menos e tenho uma forma muito melhor que em 2014”, concluiu.

Getty Images

Hummels ainda mostrou confiança, afirmando que Tuchel é capaz de levar o Borussia ao título de novo, já que ele não tem medo do Bayern de Munique.

“Na Alemanha, muitos clubes têm muito medo do Bayern de Munique, dentro e fora de campo. Tenho a impressão de que muitos times perdem suas partidas para o Bayern antes mesmo de entrar em campo, mas quando Tuchel estava no Mainz, ele nunca fez isso”, exaltou o defensor.

Com moral junto ao elenco, o novo técnico do Borussia Dortmund comanda o time em uma pré-temporada que tem se mostrado promissora. Apesar de terem sido apenas amistosos, os aurinegros apresentaram um futebol de brilhar os olhos e conseguiram grandes vitórias. A expectativa para a temporada é boa, e o clube tentará voltar a tirar a salva de prata da Bundesliga das mãos do favorito Bayern de Munique. Após o bicampeonato do Dortmund, os Bávaros conquistaram três títulos em sequência.

Fonte:   http://www.goal.com/br

São Paulo – Brasil – 00:11

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Futebol Alemão – Camisa do Borussia Dortmund fica mais cara

Divulgação/Borussia Dortmund
Dortmund lançou oficialmente sua camisa para a próxima temporada

A nova camisa do Borussia Dortmund é muito bonita, talvez a mais bonita das últimas temporadas. A campanha para anunciar a nova criação da Puma também ficou em altíssimo nível, assim como nos últimos anos. Mas o preço mudou, o uniforme ficou mais caro.

Na loja oficial do clube, o uniforme que antes custava €74,95 agora custa €79,95. O aumento de cinco euros não tem nada de simbólico, e deve ser usado para levantar uma questão que atinge os torcedores de todos os clubes: está muito caro se vestir com as cores do seu clube.

Carsten Cramer, diretor de marketing do Borussia, defendeu a decisão do clube. “Esse é o primeiro aumento em três anos e ainda estamos com um preço mais baixo do que muitos outros clubes”, explicou. Schalke 04 e Wolfsburg, por exemplo, cobram o mesmo valor em suas atuais camisas. O Bayern de Munique, por uma camisa com as mesmas especificações, pede €84,95. Na mesma faixa de preço se encontram camisas de Barcelona, Real Madrid e outros grandes europeus.

O Dortmund está na média? Sim, está. Mas isso não o absolve das críticas, nem os outros clubes. O periódico Ruhr Nachrichten fez uma pesquisa interessante, perguntando aos torcedores qual seria o preço justo a ser pago em uma camisa do seu clube do coração; a maioria ficou entre 50 e 60 euros.

Fazendo uma conversão monetária simples, o preço atual dos uniformes corresponde a cerca de 275 reais. O aumento de 5 euros equivale a um aumento de 17 reais. No bolso de cada torcedor o peso não é tanto, mas o retorno dos fornecedores para o clube acaba sendo significativo. 

Divulgação/Borussia Dortmund

Divulgação/Borussia Dortmund
Loja do clube iniciou as vendas à meia-noite do dia 1º de julho: torcida comprou, mas não deixou de reclamar

O problema seria menor caso os altos preços se limitassem apenas às camisas, mas qualquer produto licenciado tem ficado mais caro nos últimos anos. Como consequência disso, o mercado paralelo de réplicas, em sua maioria feitas na China e na Tailândia, se populariza, com aparência muito próxima dos materiais originais e preços muito mais baixos.

Enquanto houver futebol vai existir um torcedor querendo uma camisa do seu clube, do seu ídolo, e a cada ano que passa fica mais caro esse amor a camisa, os clubes tendem a deixar de ganhar muito. Hoje o Dortmund está na média, mas nos outros clubes essa média sobe a cada ano, e isso é o mais alarmante.

Fonte:     http://espnfc.espn.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 00:27

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Futebol Alemão – Immobile pode voltar para a Itália

Immobile

O treinador português da Fiorentina, Paulo Sousa, procura um reforço para o ataque e o atacante Ciro Immobile (Dortmund) está entre as possibilidades.

De acordo com a Imprensa italiana, Immobile pretende sair do Dortmund, onde sentiu graves problemas de adaptação, tendo apenas marcado três gols no campeonato e quatro na Liga dos Campeões, pelo que pondera regressar a Itália.

Diante deste cenário, a Fiorentina tem grande interesse no jogador, mas não está sozinha, visto que o Nápoles também pensa a mesma coisa.

Fonte:    http://www.abola.pt/

São Paulo – Brasil – 01:54

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Alemanha – Gündogan não está interessado em jogar no PSG

Gundogan

A Imprensa alemã publicou que o meia Ilkay Gündogan (Dortmund) teria rejeitado uma proposta do Paris Saint-Germain.

De acordo com o Bild, embora o clube parisiense tivesse oferecido um contrato em que Gündogan iria receber cerca de 10 milhões de euros por ano, o jogador rejeitou a possibilidade de trocar o Dortmund pelo PSG.

Fonte:    http://www.abola.pt/

São Paulo – Brasil – 23:02

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão