Posts Tagged ‘vicente del bosque’

Mourinho aproveita escândalo e questiona FIFA por premiação de 2012

Jose Mourinho Chelsea Titulo Campeonato Ingles 03/05/2015© REUTERS/John Sibley Jose Mourinho Chelsea Titulo Campeonato Ingles 03/05/2015

A FIFA sofre com várias denuncias de inúmeros casos de corrupção nas últimas semanas, que culminou com a prisão de sete dirigentes e posteriormente com a renúncia de Joseph Blatter. O treinador do Chelsea, José Mourinho, reiterou que foi vítima também de um ‘roubo’ na eleição d melhor treinador do ano 2012.

Na ocasião, o português dirigia o Real Madrid e ficou na segunda posição, atrás de Vicente del Bosque, comandante da seleção espanhola. Revelados os votos dos treinadores e capitães das seleções nacionais, Mourinho começou a questionar a eleição e repetiu as palavras ditas aquela época ao jornal Sunday Times.

“Após os votos, um capitão de uma seleção nacional ligou dizendo que votou em mim, mas seu voto foi computado para outro treinador. Minutos depois, foi a vez de um amigo português, treinador nacional, e outro treinador me ligarem dizendo que o voto da lista da FIFA não correspondia ao voto real deles,” afirmou o treinador, que no entanto não deseja ir a frente na busca por uma mudança.

“Não é um drama. Drama são outras coisas e não vou voltar atrás…mas é óbvio que algumas coisas aconteceram”, ressaltou o comandante, que venceu o prêmio de técnico do ano em 2010 e foi finalista em 2011 e 2012.

Fonte: http://www.msn.com/

São Paulo – Brasil – 17:46

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Del Bosque elogia as atuações de Xabi Alonso no Bayern

Del Bosque elogia as atuações de Xabi Alonso no Bayern

O treinador da Seleção Espanhola, Vicente del Bosque, elogiou a forma como Xabi Alonso vem atuando no Bayern de Munique, desde que saiu do Real Madrid ao final da última temporada.

O jogador de 32 anos se transformou em uma figura importante no Bayern e o técnico acredita que o seu país deve ter orgulho do que o ex-jogador da seleção realiza em campo.

“Xabi é quase como um técnico em campo. Ele é o eixo da equipe, muitos jogadores o procuram”, disse Del Bosque ao Sport Bild.

“Ele é um jogador extraordinário. É absolutamente louco que ele tenha estreado no Bayern contra o Schalke apenas 48 horas depois de ter se juntado ao time. Isso é mais uma prova de sua inteligência. A Espanha deve ter orgulho dele.”

Quem assumiu a posição de Xabi no Real Madrid foi Toni Kroos, que fez o caminho inverso ao sair do time alemão no início da temporada. O espanhol também está animado com o começo promissor de sua carreira no Santiago Bernabéu.

“Kroos joga de maneira similar ao Alonso. Eles também sempre o procuram em Madri. Ele joga um pouco mais atrás do que no Bayern, mas 80% dos seus passes chegam até um companheiro.”

“Kroos é um jogador muito elegante. Ele muda o ritmo do jogo, faz passes curtos e então lança bolas longas. Ele é extraordinário também”, completou o técnico.

Fonte: http://www.goal.com/

São Paulo – Brasil – 22:13

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

A Roja na encruzilhada pós Copa

A Roja na encruzilhada pós Copa

© FIFA.com

Após um período de seis anos impecáveis, no qual recebeu o aplauso unânime de crítica e público, fazendo escola com seu jogo de troca de passes e conquistando uma sequência inédita de títulos (Eurocopa, Copa do Mundo, Eurocopa), a seleção espanhola encontra-se atualmente em um ponto de inflexão.

O estrepitoso fracasso sofrido no Brasil 2014, ao qual chegou como campeã e depois só conseguiu vencer a Austrália, sendo humilhada por Holanda e derrotada pelo Chile, marcou o fim de uma era para o futebol espanhol. As eliminatórias para a Euro 2016, que começam em breve, serão uma prova de fogo. Não apenas para o técnico Vicente del Bosque, mas também para a nova geração e mesmo para os remanescentes da equipe que encantou o mundo nos últimos anos.

“Estamos começando uma nova etapa”, reconheceu o treinador no início de uma reapresentação que incluía oito novidades em relação ao grupo que viajou ao Brasil. “Antes tínhamos que administrar o sucesso, o que também era difícil, e agora vamos administrar uma derrota, que é o fato de não termos correspondido às expectativas. Vamos ver se teremos o mesmo êxito que nas outras ocasiões”, acrescentou Del Bosque antes de começar a preparação para o amistoso contra a França.

Sangue novo para não morrer
A aposentadoria do zagueiro Puyol e a saída de cena de outros pesos pesados como Xavi Hernández, David Villa e Xabi Alonso foram os primeiros passos rumo a uma mudança geracional necessária e imprescindível.

Na primeira convocação pós-Mundial, não estão Fernando Torres, Pepe Reina ou Juan Mata. Consequentemente, aparecem várias caras novas, como Kiko Casilla, Mikel San José, Dani Carvajal, Raúl García e Paco Alcácer, enquanto outros voltam com a intenção de permanecer, como é o caso de Ander Iturraspe, Marc Bartra e Isco Alarcón.

“Nós, novatos, estamos muito entusiasmados, mas trata-se de uma grande responsabilidade”, comentou Raúl García, do Atlético de Madri. “Viemos com a maior alegria do mundo para que não se notem as baixas que tivemos.”

O fim do tiki-taka?
Na administração do sucesso, Del Bosque optou por não mexer no que estava funcionando, preferindo fazer apenas alguns retoques e ajustes na máquina espanhola. Agora se abre um novo leque de possibilidades. Mudam apenas os jogadores ou também o estilo de jogo?

Além da inevitável reposição das peças, parece natural que o sistema evolua para se adaptar aos novos elementos incorporados e, principalmente, para encontrar alternativas capazes de aliviar as pressões que os adversários aperfeiçoaram a fim de sufocar o esgotado jogo de posse de bola e troca de passes.

Um dos primeiros sinais de mudança é o resgate do centroavante clássico na figura de Diego Costa. Apesar de sua estreia ruim no Brasil e de sua demora para anotar o primeiro gol com a camisa da Roja, o atacante do Chelsea é depositário de grandes esperanças.

O que se pode dizer por enquanto é que o caminho que leva à França 2016 começou em Paris com uma derrota para a anfitriã por 1 a 0 em um amistoso no qual se viram poucas novidades além dos jogadores em campo. A Espanha teve muita posse de bola, mas pouca claridade no ataque, embora tenha buscado um pouco mais o jogo direto e os passes em profundidade.

“Este é o início de um novo projeto e acho que começamos bem, apesar da derrota, que faz parte de qualquer renovação”, comentou o otimista Cesc Fàbregas após o primeiro teste. “Os novos jogadores se adaptaram de maneira incrível. Temos um grande grupo e é isso que importa. Parece bom o que o professor quer fazer. Esta nova geração já provou nas categorias de base que sabe o que faz e que tem muita qualidade. A partir de agora, temos que reunir os jogadores, treinar, competir juntos cada vez mais e assim alcançaremos um ótimo nível.”

A estrada até a próxima Euro, em que os espanhóis voltarão a defender o título, tem paradas na Macedônia (na próxima segunda-feira, dia 8), Ucrânia, Bielorrússia, Eslováquia e Luxemburgo. Pode parecer uma agenda generosa, mas, ainda que possíveis vitórias não venham a exaltar o orgulho do futebol nacional, as derrotas poderão piorar a situação.

“Temos que começar um novo ciclo, esquecer o passado e tentar voltar a ser o que fomos”, afirmou Sergio Ramos, promovido a segundo capitão. “Acreditar novamente que é possível conquistar coisas importantes.”

E não podemos esquecer o que nos lembrou o técnico francês, Didier Deschamps: “A Espanha tem novidades. Uma equipe não se constrói de um dia para o outro (…) É complicado quando você vê que não tem jogadores como Piqué, Xabi Alonso, Iniesta e Xavi, que contavam com mais de cem partidas internacionais e jogavam com os olhos fechados. Del Bosque é um grande treinador, mas não é um mago.”

Os ex-campeões mundiais precisam de tempo. E nesta encruzilhada que vê à frente, é preciso acertar o caminho e trabalhar para que os resultados os levem novamente ao topo.

 

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 01:18

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Guardiola tentou impedir Kroos no Real e vê como positivo Del Bosque seguir na Espanha

Guardiola bebe água no banco de reservas durante o jogo contra o Real Madrid
Guardiola tentou impedir a saída de Kroos e defendeu a manutenção de Del Bosque

Técnico do Bayern de Munique, Josep Guardiola revelou nesta quinta-feira que tentou impedir a ida do meio-campista Tony Kroos, campeão da Copa do Mundo com a Alemanha, para o Real Madrid e também aprovou a manutenção de Vicente del Bosque como técnico da seleção espanhola, apesar do vexame no Mundial.

“Tentamos convencê-lo para que seguisse no clube, mas o compreendo. É jovem e quer encarar novos desafios, foi a sua decisão e temos que respeitá-la. Espero que esteja contente em Madri”, afirmou o treinador sobre o jogador de 24 anos.

Sobre a continuidade de Del Bosque à frente da Espanha, que chegou como campeã e eliminada ainda na primeira fase da Copa do Mundo no Brasil, Guardiola avaliou como uma decisão correta.

“A consequência mais importante é que o treinador segue. A Federação Espanhola colocou a sua inteligência à prova, ninguém será capaz de repetir o que esta equipe fez nos últimos 12 anos. Mas claro, agora os jogadores são 12 anos mais velhoe e é necessários fazer uma renovação”, disse Guardiola.

Para o treinador, a nova geração espanhola está bem servida. “Tem talento e qualidade enormes. Com Del Bosque, a ideia seguirá. Sempre espero o melhor para a Espanha, mas neste tipo de torneio [Copa do Mundo], bastam apenas dois jogos ruins para ser eliminado”, encerrou.

Até o momento, as contratações do Bayern para 2014/2015 são o atacante polonês Robert Lewandowski, que veio do Borussia Dortmund, o meio-campista alemão Sebastian Rode, ex-Eintracht Frankfurt, e o lateral-esquerdo espanhol Juan Bernat, ex-Valencia.

Fonte: http://espn.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:53

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Brasil 2014 – Com base de 2010, Espanha tenta provar que “tiki-taka” ainda é eficaz

Quatro anos envelhecida e taticamente questionada, seleção espanhola chega ao Brasil dependendo dos passes de Andrés Iniesta e da recuperação de Diego Costa. Em caso de título, Del Bosque vai fazer história.

 

No Brasil, Espanha quer consagrar sua melhor geração

Com a mesma base, mas quatro anos envelhecida e taticamente desgastada, a Espanha busca repetir a façanha de Itália e Brasil – ser bicampeã mundial em duas Copas seguidas. Mas os últimos quatro anos da Fúria não foram tão espetaculares quanto os que antecederam a conquista na África do Sul, em 2010. A seleção de Vicente Del Bosque conquistou também a Eurocopa de 2012, mas seu estilo de jogo, o famoso “tiki-taka”, não parece ter mais a mesma eficiência.

Contra a Holanda, em 2010, a Espanha entrou em campo com: Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevilla; Xabi Alonso, Busquets, Xavi e Iniesta; Villa e Pedro. Quatro anos depois, Del Bosque fez poucas alterações na equipe. Caso consiga ser bicampeão, ele vai igualar Vittorio Pozzo (campeão mundial com a Itália em 1934 e 1938) como o único treinador a conquistar por duas vezes o torneio.

O time de 2014 mantém a mesma base, mas com algumas alterações. Na defesa, saem o aposentado Carles Puyol e o lateral Capdevilla, para as entradas de Azpilicueta na lateral direita – Sergio Ramos sai da direita para a zaga central – e Jordi Alba na esquerda.

O meio-campo permanece idêntico e no ataque há grandes nomes, mas nenhum que convence. Tanto é que a grande esperança espanhola é que o brasileiro naturalizado Diego Costa se recupere a tempo de uma lesão e consiga atuar na Copa. Fernando Torres não convence há algumas temporadas. David Villa não é mais tão decisivo como antes e. com sua transferência para a Major League Soccer, dá indícios que sua carreira está na descendente.

Diego Costa - Fußballspieler - Spanien NationalmannschaftSe recuperado da lesão, o brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa é titular absoluto na Furia 

O ataque já vem sendo há um bom tempo a principal dor de cabeça de Del Bosque. Na Eurocopa, a Espanha jogou com um “falso nove”, Fàbregas, e foi o suficiente. E com a contusão de Diego Costa e do veloz ponta Jesús Navas (cortado da lista), o técnico precisa que Torres volte a ser decisivo como foi na Eurocopa de 2008 e nos tempos de Liverpool. Algo bastante improvável.

Motivo a mais para questionar as ausências de Álvaro Negredo, que começou bem a temporada no Manchester City (mas perdeu a titularidade no decorrer para Edin Dzeko), e Fernando Llorente, que foi uma das principais peças no título italiano da Juventus, mas que perdeu espaço na seleção espanhola depois de ter amargado o banco de reservas na temporada anterior, no Athletic Bilbao.

Assim, o plano tático para a Espanha em 2014 passa muito mais em povoar o meio-campo e apostar as fichas no único jogador ofensivo mais lúcido do setor, Andrés Iniesta. A tendência também é que a “nova” Espanha conte muito mais com as investidas dos laterais e fixe mais os volantes Xabi Alonso, Xavi e Busquets, com funções mais de cobertura defensiva. Com Azpilicueta e Alba, Del Bosque tem dois alas velozes e com boa chegada à área adversária.

Interaktiver WM-Check 2014 Keyplayer Spanien Iniesta

Andrés Iniesta, autor do gol do título em 2010, é a grande esperança para o bicampeonato mundial

A base da seleção espanhola, apesar do insucesso na temporada, permanece sendo o Barcelona. Com seis atletas, o time catalão tem apenas um convocado a menos que Real Madrid e Atlético de Madrid, finalistas da Liga dos Campeões juntos.

Parte disso se deve ao fato de as equipes da capital terem muitos estrangeiros. Por outro lado, porém, os 23 convocados mostram a preferência de Del Bosque pela continuidade. Tanto é que ficaram de fora atletas como Gabi, do Atlético de Madrid, o próprio Llorente e Daniel Carvajal, do Real, mesmo sendo mais regulares que Juan Mata, Javi Martínez, Santi Cazorla e Torres.

Não houve a reformulação necessária para dar continuidade à melhor geração de futebol da história Espanha. Se na metade dos anos 2000 surgiram nomes como Fàbregas, David Silva, Iniesta, Piqué, Casillas, entre outros, a nova geração continua tendo sucesso nas competições nas categorias de base, mas não recebe o respaldo de Del Bosque na seleção principal. Gerard Deulofeu, Joselu, Marc Batra, Álvaro Morata, Isco, Iker Muniain e Rodrigo mal tiveram oportunidades. E Thiago Alcântara foi cortado da lista para a Copa por lesão.

Essa lacuna entre os antigos campeões e a nova geração pode custar caro à Espanha. E a defesa do título mundial já começa com uma prova de fogo. A estreia é justamente contra a outra finalista de 2010, a Holanda. A partida será em 13 de junho, na Arena Fonte Nova. Depois, a Fúria enfrenta a segunda pedreira do Grupo B: o Chile, no dia 18, no Maracanã, e fecha a participação na primeira fase contra os australianos, no dia 23, em Curitiba.

Fußball WM Finale Spanien Niederlande Weltmeisterschaft Siegerehrung

Com praticamente o mesmo time titular, a Espanha pretende repetir este gesto no Maracanã, em 13 de julho

Os 23 convocados:

Goleiros:

Iker Casillas (Real Madrid)
Pepe Reina (Napoli/ITA)
David de Gea (Manchester United/ING)

Defensores:

Sergio Ramos (Real Madrid)
Gerard Piqué (Barcelona)
Jordi Alba (Barcelona)
Cesar Azpilicueta (Chelsea/ING)
Juanfran (Atlético de Madrid)
Javi Martínez (Bayern de Munique/ALE)
Raúl Albiol (Napoli/ITA)

Meio-campistas:

Sergio Busquets (Barcelona)
Xavi Hernández (Barcelona)
Andrés Iniesta (Barcelona)
Cesc Fàbregas (Barcelona)
Xabi Alonso (Real Madrid)
David Silva (Manchester City/ING)
Santi Cazorla (Arsenal/ING)
Koke (Atletico de Madrid)
Juan Mata (Manchester United/ING)

Atacantes:

Diego Costa (Atlético de Madrid)
David Villa (New York City FC/EUA)
Pedro Rodríguez (Barcelona)
Fernando Torres (Chelsea/ING)

Fonte: http://www.dw.de/

São Paulo – Brasil – 01:25

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Brasil 2014 – Diego Costa e Torres na lista de Del Bosque

Diego Costa e Torres na lista de Del Bosque
© Getty Images

Acabou o mistério que movimentou a Espanha na última semana. O brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa foi convocado em definitivo por Vicente del Bosque para disputar a Copa do Mundo da FIFA. O treinador divulgou a lista completa na manhã deste sábado.

Diego Costa está com um micro ruptura na coxa direita, lesão agravada ao disputar a final da UEFA Champions League no último sábado pelo Atlético de Madri. Sem condições de jogo, o atacante deixou a partida aos dez minutos de primeiro tempo e colocou sua participação no Mundial em dúvida. A previsão inicial era de que o jogador estaria liberado para treinar com bola somente na semana da abertura da competição.

O restante da lista de Del Bosque não teve surpresas. O comandante repetiu 16 atletas que conquistaram, com ele, o título mundial em 2010 – um recorde de um campeão do mundo de uma Copa para a outra. O treinador não chamou nenhum nome que não estava na lista inicial de 30 pré-convocados, apenas cortando sete nomes: Fernando Llorente (Juventus), Alvaro Negredo (Manchester City), Jesús Navas (Manchester City), Antonio Carvajal (Real Madrid), Alberto Moreno (Sevilla) e Ander Iturraspe (Athletic Bilbao), além do lesionado Thiago Alcántara (Bayern de Munique), ficaram de fora da Copa do Mundo.

Com a ausência de Carvajal, substituto natural do lesionado e agora aposentado da seleção Alvaro Arbeloa, Del Bosque revelou a pretensão de aproveitar Cesar Azpilicueta tanto na lateral-esquerda quanto na lateral-direita, como faz Mourinho com o jogador no Chelsea.

Confira abaixo a lista definitiva de convocados da Espanha para a Copa do Mundo:

Goleiros: Iker Casillas (Real Madrid), Pepe Reina (Napoli) e David De Gea (Manchester United)

Defensores: Cesar Azpilicueta (Chelsea), Sergio Ramos (Real Madrid), Gerard Piqué (Barcelona), Raul Albiol (Napoli), Juanfran (Atlético de Madri), Javi Martínez (Bayern de Munique) e Jordi Alba (Barcelona)

Meio-campistas: Sergio Busquets (Barcelona), Xabi Alonso (Real Madrid), Koke (Atlético de Madri), Juan Mata (Manchester United), David Silva (Manchester City), Santi Cazorla (Arsenal), Xavi (Barcelona), Andrés Iniesta (Barcelona) e Cesc Fábregas (Barcelona)

Atacantes: Diego Costa (Atlético de Madri), Fernando Torres (Chelsea), Pedro (Barcelona) e David Villa (Atlético de Madri)

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 21:19

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Brasil 2014 – Del Bosque espera por Diego Costa e Navas até sábado

Del Bosque espera por Diego Costa e Navas até sábado
© AFP

Cresce entre os atuais campeões mundiais a expectativa em torno de Diego Costa. O atacante naturalizado luta contra o tempo para se recuperar de uma lesão muscular na perna e se garantir na seleção espanhola. Nesta quinta-feira, em entrevista coletiva, o técnico Vicente Del Bosque afirmou que vai esperar até sábado para divulgar sua lista oficial apra a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014.

Os jogadores da Fúria chegaram a Sevilla pela manhã, onde foram recepcionados calorosamente por dezenas de pessoas que estavam na estação de trem de Santa Justa.No entanto, grande parte da imprensa preferiu dar atenção ao ídolo do Atlético de Madri, que foi sucinto, mas teve boas notícias ao ser questionado sobre sua recuperação física: “Estou melhor”.

Outra dúvida no setor ofensivo permanece quanto ao veloz ponteiro Jesús Navas. O jogador do Manchester City está em processo de reabilitação depois de ter sofrido uma torção no tornozelo. “As expectativas são boas. Costa e Navas serão submetidos a exames distintos”, afirmou Del Bosque, em entrevista coletiva mais tarde. “No sábado pela manhã daremoss a lista definitiva.”

A Espanha tem amistoso marcado contra a Bolívia nesta sexta-feira, em Sevilha, no estádio Ramón Sánchez-Pizjuán, considerado uma espécie de talismã para a equipe. “Utilizaremos todos os jogadores que podemos. Ninguém tem de demonstrar nada porque estão aqui justamente por terem feito uma grande temporada”, disse o treinador, que terá uma biografia lançada na Espanha. “Me dá um pouco de receio que escreveam sobre mim, mas o livro conta a vida de um garoto humilde de Salamanca.”

Na Copa do Mundo da FIFA 2014, tentando defender seu título, a Fúria vai estrear contra a Holanda, dia 13 de junho, na Arena Fonte Nova, em Salvador – justamente a reedição da última final. Chile e Austrália são os outros integrantes do Grupo B.

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 23:50

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Feras da bola entrevistam Vicente Del Bosque

As luzes das câmeras, os flashes das máquinas e um turbilhão de jornalistas curiosos fazem parte do cotidiano de qualquer treinador de futebol de alto nível. No entanto, assim como no campo de jogo, surpresas acontecem.

 

Que o diga Vicente Del Bosque. O técnico da seleção espanhola levou um susto ao se sentar para uma habitual conversa  e descobrir que, diferentemente das entrevistas anteriores, as perguntas seriam feitas por “repórteres” muito especiais: três técnicos adversários na Copa do Mundo da FIFA 2014 e dois de seus próprios jogadores no elenco nacional.

 

Os colegas em questão eram Paulo Bento (Portugal), Alberto Zaccheroni (Japão) e Jürgen Klinsmann (Estados Unidos), enquanto Xavi Hernández e Sergio Ramos completaram o quinteto, arrancando um sorriso de seu comandante.

 

“Pega leve”
Entre as peculiares respostas de Del Bosque, não faltaram predisposição e bom humor. “Considerando que apenas um treinador conseguiu ganhar a Copa do Mundo duas vezes seguidas, eu deveria ter feito um favor à seleção espanhola e deixado outra pessoa assumir o comando”, disse ele em resposta à questão de Zaccheroni sobre as mudanças no elenco da atual campeã do mundo.

 

Paulo Bento, por sua vez, quis saber como o espanhol se sentia por já ter conquistado os títulos europeu e mundial. Já Klinsmann preferiu perguntar sobre o segredo para manter viva a vontade de vencer dos jogadores e ainda lhe pediu um favor: “Pega leve, é hora de deixar alguma coisa para os outros!”

 

E mais. Após confessar que o olhar dos jogadores havia mudado após tantas vitórias consecutivas – “isso acontece com todos nós, não somos os mesmos quando temos 18 ou 30 anos” -, o ex-jogador e ex-técnico do Real Madrid respondeu a duas perguntas finais. “Para alguém que conquistou tudo, o que foi melhor: ser campeão como jogador ou treinador?”, indagou Xavi. Sergio Ramos, fiel a seu estilo, preferiu voltar no tempo para descobrir o que passou pela cabeça de seu comandante na Euro 2012 quando ele deu uma cavadinha na disputa de pênaltis contra Portugal. Quer saber a resposta? Assista ao vídeo!

 

 

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 23:16

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

 

Brasil 2014 – Del Bosque chama 19 para amistoso com Bolívia

Fernando Torres arrisca voleio na vitória 'sem graça' da Espanha sobre o Haiti
Fernando Torres ganhou uma chance com Vicente del Bosque

O técnico da seleção espanhola, Vicente Del Bosque convocou neste domingo 19 jogadores para o amistoso da próxima sexta-feira contra a Bolívia, entre eles o Gérard Deulofeu, de 20 anos, que tem contrato com o Barcelona e atuou na última temporada emprestado ao Everton.

Além de Deulofeu, compõem a relação figuras tarimbadas como seus companheiros de Barcelona Xavi, Busquets, Iniesta, Piqué e Fàbregas, e outras presenças constantes nas convocações da ‘Fúria’ como David Silva, do Manchester City, e Fernando Torres, do Chelsea. Também estão no grupo nomes menos chamados, como o meia Ander Iturraspe, do Athletic Bilbao, de 25 anos, e o lateral Alberto Moreno, do Sevilla, de 21.

Quem esperava que o treinador anunciasse os 23 que pretende levar à Copa do Mundo se decepcionou. Del Bosque revelou ainda precisar de testes para anunciar os escolhidos e disse que não quer apostar em jogadores que não estão em boas condições físicas – o que pode ser um sinal de preocupação para o atacante Diego Costa. A final da Liga dos Campeões entre Real Madrid e Atlético de Madrid também obrigou Del Bosque a adiar a lista definitiva para o Mundial, que, como estava previsto, seria divulgada hoje. Apenas os 19 jogadores convocados neste domingo pelo técnico vão jogar ou ficar no banco no amistoso.

“Só chamamos 19 jogadores por razões óbvias. É uma lista difícil. Ontem houve a final, e aí temos oito potenciais jogadores que se unirão a estes e somarão 27. No dia seguinte à partida com a Bolívia, deixaremos a lista em 23”, disse.

O treinador preferiu esperar a final da Liga dos Campeões para saber mais sobre o estado físico dos oito jogadores do Atlético de Madrid e do Real Madrid que ontem disputaram a final da Liga dos Campeões e que estavam pré-convocados por ele para a Copa do Mundo (Iker Casillas, Sergio Ramos, Dani Carvajal, Xabi Alonso, Juanfran, Koke, David Villa e Diego Costa).

Entre esses oito, Juanfran, com um problema em um tornozelo, e Diego Costa, que deixou a partida de ontem com menos de dez minutos de bola rolando, reclamando de dores musculares – e que já vinha de lesão na coxa esquerda – são os que mais preocupam Del Bosque. O limite da Fifa para que os treinadores anunciem seus elencos para o Mundial é o dia 2 de junho.

“Gostaria que no dia 2 todos os jogadores chamados possam treinar. O Mundial começa na primeira partida, e queremos todos os jogadores bem e podendo chegar à partida contra a Holanda no dia 13 de junho. Gostaria que no dia 2 estejam todos aptos para treinar. Não podemos levar para a Copa jogadores sem condições físicas”, declarou.

Veja a lista de convocados para o amistoso com a Bolívia:

Goleiros: Pepe Reina (Napoli) e David De Gea (Manchester United);
Defensores: César Azpilicueta (Chelsea), Gérard Piqué (Barcelona), Jordi Alba (Barcelona), Alberto Moreno (Sevilla), Javi Martínez (Bayern de Munique) e Raúl Albiol (Napoli);
Meio-campistas: Juan Mata (Manchester United), Santi Cazorla (Arsenal), David Silva (Manchester City), Xavi (Barcelona), Cesc Fàbregas (Barcelona), Sergio Busquets (Barcelona), Andrés Iniesta (Barcelona) e Ander Iturraspe (Athletic Bilbao);
Atacantes: Pedro Rodríguez (Barcelona), Fernando Torres (Chelsea) e Gérard Deulofeu (Barcelona).

 

 

Fonte: http://espn.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 21:30

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Brasil 2014 – Diego Costa entre pré-convocados de Del Bosque

Diego Costa está entre os pré-convocados
© AFP

O técnico Vicente del Bosque divulgou nesta terça-feira a lista dos pré-convocados da seleção espanhola para a disputa da Copa do Mundo da FIFA. Diego Costa, brasileiro naturalizado espanhol, foi lembrado pelo comandante e deve defender a Espanha no Mundial do Brasil.

No total, a lista anunciada por Del Bosque conta com 30 nomes. O treinador, no entanto, não confirmou os 23 que de fato disputarão a competição. Assim, Diego Costa concorrerá por uma vaga no ataque com os centroavantes David Villa, seu companheiro de Atlético de Madri, Fernando Torres, do Chelsea-ING, Álvaro Negredo, do Manchester City-ING e Fernando Llorente, da Juventus-ITA.

A maior surpresa do anúncio é a ausência de Álvaro Arbeloa entre os 30 nomes. O lateral direito de 31 anos, campeão mundial em 2010 e bi da Eurocopa em 2008 e 2012, embora mantivesse expectativa de jogar a Copa, ainda se recupera de um problema de joelho e não viajará ao Brasil. Para seu lugar, foi chamado o jovem Daniel Carvajal, de 22 anos, que o substituiu também no Real Madrid.

Del Bosque só irá divulgar a lista definitiva, com os 23 que buscarão o bicampeonato da seleção espanhola, após a final da UEFA Champions, que acontece no próximo dia 24 de maio, entre Atlético de Madri e Real Madrid, que formam a base dos convocados da Espanha.

Lista dos pré-convocados da Espanha:

Goleiros
Casillas (Real Madrid), Reina (Napoli) e De Gea (Manchester United).

Defensores
Sergio Ramos (Real Madrid), Piqué (Barcelona), Albiol (Napoli), Javi Martínez (Bayern), Juanfran (Atlético de Madri), Azpilicueta (Chelsea), Jordi Alba (Barcelona), Carvajal (Real Madrid) e Alberto Moreno (Sevilla).

Meio-campistas
Xavi (Barcelona), Xabi Alonso (Real Madrid), Iniesta (Barcelona), Koke (Atlético de Madri), Busquets (Barcelona), Cazorla (Arsenal), Iturraspe (Athletic Bilbao), Cesc Fábregas (Barcelona), Thiago Alcantara (Bayern de Munique), Mata (Manchester United) e David Silva (Manchester City).

Atacantes
Jesús Navas (Manchester City), Pedro (Barcelona), Diego Costa (Atlético de Madri), Villa (Atlético de Madri), Torres (Chelsea), Negredo (Manchester City) e Llorente (Juventus).

*As relações de cada seleção só se tornarão oficiais quando forem confirmadas e publicadas pela FIFA no dia 16 de maio, às 7h da manhã (horário de Brasília) / 12h CET

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 00:11

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão