Arquivo do Autor

Justiça alemã arquiva processo sobre possível fraude do Mundial 2006

Justiça alemã arquiva processo sobre atribuição do Mundial 2006

A justiça alemã tornou público, esta segunda-feira, o arquivamento do processo por alegada fraude contra três antigos dirigentes do futebol alemão, por suspeitas de corrupção na escolha da Alemanha para sediar o Mundial de 2006.

O Ministério Público tem, a partir de hoje, uma semana para solicitar a reabertura do processo contra os ex-presidentes da Federação Alemã em causa, Wolfgang Niersbach e Theo Zwanziger, além do ex-vice-presidente do comité organizador da prova, Horst Rudolf Schmidt.

O trio é suspeito de ter apresentado uma declaração de impostos falsa, com o objetivo de esconder um fundo de dez milhões de francos suíços, ou seja, cerca de 6,7 milhões de euros.

Um fundo que, de acordo com o caso revelado em 2015 pelo semanário alemão Der Spiegel, terá sido usado para a compra de votos em favor da organização alemã do Mundial 2006.

 

 

Fonte:   https://maisfutebol.iol.pt

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 23:17

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

Anúncios

Lothar Matthäus quer a saída de Neuer da equipe de Joachim Löw

Neuer - Alemanha

No último sábado, a Alemanha sofreu uma de suas piores derrotas nos últimos anos ao ser derrotada pela Holanda por 3 a 0, em partida válida pela Liga das Nações. Com um desempenho bem abaixo do esperado, os alemães receberam muitas críticas pela atuação e na opinião de Lothar Matthäus, um dos maiores ídolos da seleção da Alemanha e campeão do Mundo em 1990, a primeira mudança tem que acontecer no gol.

“Neste momento, Manuel Neuer não tem a segurança que tinha antes da grave lesão que sofreu e que tirou ele de campo por tanto tempo. Na minha opinião, ele não recuperou a condição que o levou a ser considerado o melhor goleiro do mundo e isso está afetando o seu desempenho”, destacou Matthäus em entrevista publicada no site do canal alemão Sky Sports.

Além de criticar as últimas atuações de Neuer, o lendário jogador alemão também já opinou quem seria o substituto ideal para a possível vaga aberta que ficaria na seleção da Alemanha. Para Matthäus, Ter-Stegen. atualmente no Barcelona, seria um excelente nome para dar força ao grupo comandando por Joachim Löw.

” Ele (Ter-Stegen) é um goleiro de nível mundial, como tem demonstrado no Barcelona e nos últimos anos defendendo também a seleção da Alemanha. Creio que ganhou a oportunidade de estar em jogo importante como titular, mesmo que Neuer esteja disponível para defender o país”, ressaltou o ex-jogador.

Por causa da lesão, Neuer ficou muito perto de não fazer parte dos 23 convocados por Löw para a Copa do Mundo, realizada na Rússia. O arqueiro fez tratamento intensivo para se recuperar fisicamente e no “apagar das luzes” conseguiu melhorar o suficiente para ser titular nos três jogos da Alemanha no Mundial.

Matéria originalmente publicada por:  https://www.gazetaesportiva.com

São Paulo – Brasil – 23:01

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Torsten Frings não vai treinar o Vancouver Whitecaps por enquanto

Resultado de imagem para Torsten FRings 2018Diferentemente do que noticiou o jornal alemão “Bild”, Torsten Frings não está de volta ao Canadá por enquanto. Segundo o “Bild” o ex-jogador do Werder Bremen era um forte candidato ao cargo de treinador do clube canadense Vancouver Whitecaps, que faz parte da MLS.

Mas segundo apurou o DeichStube, não existe nenhuma informação circulando sobre o assunto. Frings jogou pelo Toronto FC, também do Canadá, na temporada 2011/2012, ao retornar para a Alemanha trabalhou como assistente técnico da equipe sub 23 do Werder Bremen (2013/2015), depois na equipe principal dos Verdes (2014/2015 e 2015/2016). Mais recentemente, o treinador de 41 anos assumiu o comando do Darmstadt 98, hoje na 2.Bundesliga, deixando o cargo em dezembro de 2017.

Desde então, Frings está sem clube. No entanto, o seu contrato em Darmstadt vai até o final da atual temporada.

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 23:46

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

O futebol alemão de pernas para o ar

O atacante Mark Uth, da seleção da Alemanha, na derrota por 3 a 0 para a Holanda — Foto: Piroschka Van de Wouw/Reuters

O atacante Mark Uth, da seleção da Alemanha, na derrota por 3 a 0 para a Holanda — Foto: Piroschka Van de Wouw/Reuters

Centros de treinamento modernos, alta tecnologia a serviço das comissões técnicas na preparação das equipes, uma liga nacional respeitada como modelo esportivo e de negócios, trabalho a longo prazo na seleção, que tem o mesmo técnico há 12 anos… O futebol na Alemanha é levado a sério e tratado quase como uma ciência. Mas ainda é futebol, e às vezes o imponderável entra em campo. Até na Alemanha.

O fracasso da seleção na Copa do Mundo da Rússia ligou o alerta: a geração campeã mundial em 2014 – quando todos aqueles atributos ali de cima foram exaltados como o futuro do futebol – parecia ter entrado em declínio. A Federação Alemã acreditou ter havido apenas um tropeço, e apostou na permanência do técnico Joachim Löw para seu quarto ciclo, visando à Copa de 2022, no Catar.

Os resultados pós-Mundial da Rússia, no entanto, parecem dizer o contrário. Após a eliminação na primeira fase da Copa, a Alemanha venceu apenas um dos seus três jogos no segundo semestre, um amistoso contra o Peru. Os outros dois foram pela Liga das Nações, a nova competição criada pela UEFA, onde a equipe de Joachim Löw repete o desempenho melancólico da Copa.

Na estreia, em setembro, empate em casa por 0 a 0 com a campeã mundial França. No sábado, a derrota por 3 a 0 para a Holanda, em Amsterdã, soou como aviso final. Com apenas um ponto, a Alemanha é a terceira – no caso, última – colocada no grupo 1. Pelo regulamento da Liga das Nações, a pior seleção de cada chave será “rebaixada” na temporada seguinte para o segundo nível da competição, a chamada Liga B.

O risco da humilhação já faz a imprensa alemã cogitar a saída do técnico Joachim Löw. Uma derrota na próxima terça, contra a França, em Paris, pode ser a gota d’água – restaria apenas um jogo a mais para a Alemanha, na última rodada, contra a Holanda, quando já poderia até chegar rebaixada à Liga B. Löw reconheceu, após a derrota deste sábado, que sua situação não é boa:

O técnico Joachim Löw, que está sob risco no comando da seleção da Alemanha — Foto: Piroschka Van de Wouw/Reuters

O técnico Joachim Löw, que está sob risco no comando da seleção da Alemanha — Foto: Piroschka Van de Wouw/Reuters

Entendo que existe um debate e tenho que lidar com isso. Nos próximos dois dias, vou me concentrar completamente em preparar a equipe para o jogo contra a França, e não no debate na opinião pública – afirmou Löw.

O treinador de 58 anos alcançou neste sábado o recorde de 168 jogos à frente da seleção alemã, superando Sepp Herberger como o técnico que mais dirigiu a equipe nacional. O desgaste, porém, pode ser medido pelos resultados abaixo do normal obtidos este ano: nas dez partidas que fez em 2018, a Alemanha venceu apenas três (um amistoso contra a Arábia Saudita, antes da Copa, o 2 a 1 sobre a Suécia no Mundial da Rússia e o amistoso de setembro contra o Peru). Perdeu cinco e empatou duas.

Para os críticos, falta renovação no elenco da seleção. Contra a Holanda, Löw escalou sete jogadores que estiveram em campo na derrota para a Coreia do Sul que eliminou a Alemanha como última colocada no grupo F da Copa. Cinco deles – o goleiro Neuer, os zagueiros Boateng e Hummels, o dublê de lateral e volante Kimmich e o meia-atacante Müller – são do Bayern de Munique.

Hexacampeão alemão, o time se acostumou a ser a base da seleção nos últimos anos. Mas agora é visto como um dos “motivos” para a crise. Afinal, o até então imbatível o esquadrão bávaro tem o seu pior começo de Bundesliga desde a temporada 2010/11. Após sete rodadas, ocupa uma surpreendente sexta colocação, com 13 pontos.

E assim como na seleção, o treinador Niko Kovac está no olho do furacão. A diferença é que o croata chegou este ano ao clube. Mas quando os dirigentes precisam sair em defesa do técnico, é sinal de que o futebol científico e organizado pode estar perdendo o jogo para o calor dos resultados.

– Vou defender Niko Kovac até a última gota de sangue – prometeu o presidente do Bayern, Uli Hoeness, dando suporte ao “prestigiado” treinador.

 

 

Matéria originalmente publicada por:      https://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 23:03

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

 

Holanda desperta e humilha Alemanha na Liga das Nações

O monstro desperta: Holanda humilha Alemanha na Liga das Nações

Uma exibição tremenda de Memphis Depay e uma lição de organização tática de Ronald Koeman devolveram a Holanda às grandes noites europeias. 3-0 diante da vizinha e velha rival Alemanha em Amesterdã, em jogo do Grupo 1 da UEFA Nations League, numa exibição que chegou a roçar a humilhação.

Esta Holanda de Koeman começa a cumprir as promessas. Van Dijk e De Ligt formam uma dupla de qualidade top, Memphis Depay é o elemento desequilibrador no ataque, De Jong-Wijnaldum são meias de excelência. 

O JOGO: 

Van Dijk aproveitou um cabeceamento de Ryan Babel ao travessão para fazer o 1-0 no rebote, aos 30 minutos; Depay, com passe de Promes num lance de contra-ataque, e Wijnaldum, num remate rasteiro e colocado, completaram o marcador já nos minutos finais. 

A Alemanha pode lamentar um pênalti não marcado quando ainda perdia por 1 a 0, mas Löw tem problemas graves para resolver, depois de um Mundial desastroso. 

FICHA DE JOGO: 

Árbitro: Cuneit Çakir (Turquia)

HOLANDA: Cilessen; Dumfries, De Ligt, Van Dijk e Blind; De Roon, De Jong (Aké, 77) e Wijnaldum; Bergwijn (Promes, 68), Depay e Babel (Groeneveld, 68). 

Técnico: Ronald Koeman

ALEMANHA: Neuer; Ginter, Boateng, Hummels e Hector; Kimmich; Muller (Sané, 57), Emre Can (Draxler, 57), Kroos e Timo Werner; Mark Uth (Brandt, 68). 

Técnicor: Joachim Löw

Gols: Virgil van Dijk (30), Memphis Depay (86) e Georginio Wijnaldum (90)

 

 

Fonte:   https://maisfutebol.iol.pt

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 20:51

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

Kovac tentou levar dois jogadores para o Bayern, mas clube recusou os nomes

False

Niko Kovac vem sendo bastante contestado no comando do Bayern de Munique. No entanto, de acordo com o jornal alemão Sport Bild, o treinador não é o único responsável pelo momento vivido pela equipe. O treinador solicitou a contratação de dois reforços para a equipe durante o mercado de verão europeu, mas ambos foram recusados pela diretoria por considerarem inadequados para o clube.

Ante Rebic, vice-campeão do mundo com a seleção da Croácia e um dos destaques do Eintracht Frankfurt, foi um dos nomes solicitados pelo comandante. Com seis jogos oficiais na temporada, o atacante marcou três gols pelo seu clube. O jogador também é um velho conhecido do treinador, que já comandou o Frankfurt.

O outro indicado por Kovac foi o defensor Keving Vogt, do Hoffenheim. Revelado pelo Bochum, da segunda divisão da Bundesliga, o zagueiro de 27 anos já passou por Ausburg e Köln antes de chegar à sua equipe atual. Nos Hoffes, o alemão conquistou a braçadeira de capitão, iniciando sua terceira temporada como titular absoluto.

Além de não contratar os reforços solicitados por Niko Kovac, o Bayern ainda negociou um trio de jogadores, reduzindo as alternativas para o comandante. Arturo Vidal foi vendido ao Barcelona, Sebastian Rudy com o Schalke 04 e Juan Bernat com o Paris Saint-Germain.

 

Matéria originalmente publicada por:  https://www.foxsports.com.br

São Paulo – Brasil – 16:00

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

A resposta de Kroos às críticas de Ballack

Michael Ballack se mostrou bastante crítico ao voto de confiança da Federação Alemã em Joachim Low, na sequência da fraca campanha da seleção no Mundial da Rússia (foi eliminada na fase de grupos, com duas derrotas e uma vitória). Toni Kroos não ficou indiferente às palavras do ex-jogador germânico.

“Ele entende que deveria haver uma mudança. De repente está interessado no lugar. Haverá sempre opiniões distintas. Há quem pense que a melhor hora para sair de cena é depois de um grande sucesso, outros acreditam que é depois de um grande fracasso”, sublinhou o meia, em conferência de imprensa.

Considera Toni Kroos que Joachim Löw é o homem certo, no lugar certo.

“Löw se questionou e encontrou novos estímulos. Estou convencido de que vamos ter sucesso”, perspectivou o jogador do Real Madrid.

 

Fonte:  https://www.abola.pt

#WeAreGermany

São Paulo – Brasil – 14:05

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:  ‏@Batom_efutebol

Follow the Batom and Futebol on Twitter, home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão