Archive for maio \31\UTC 2013

Van Gaal anuncia que vai sair da seleção holandesa após a Copa

Louis van Gaal Holanda (Foto: EFE)Van Gaal quer trabahar na Inglaterra após deixar a seleção holandesa (Foto: EFE)

A Copa do Mundo de 2014 será o último torneio de Louis van Gaal no comando da seleção da Holanda. Nesta sexta-feira, o treinador anunciou que vai deixar a equipe após a competição e não descartou uma aposentadoria, a menos que receba uma proposta do futebol inglês.

– Eu assumi como técnico da seleção com a ambição de ir para uma Copa do Mundo ou uma Eurocopa. Nunca fiz isso antes e estou fazendo de tudo para me certificar de que posso alcançar o objetivo. Depois, vou sair – afirmou Van Gaal, em entrevista coletiva.

Segundo ele, o fato de não poder trabalhar diariamente com seus jogadores é algo que o incomoda, já que os treinos quando a seleção holandesa se reúnem são raros.

– Agora eu estou constantemente pegando emprestados os jogadores de outros técnicos. Não gosto disso – admitiu.

Premier League na mira

Aos 61 anos, Van Gaal também considera abandonar a carreira. Uma oferta da primeira divisão inglesa é a única que atrairia o treinador.

– Eu posso tirar um tempo para descansar, a menos que um clube atraente da Premier League me procure – completou.

Esta é a segunda passagem de Van Gaal no comando da Holanda. Anteriormente, ele trabalhou na equipe entre 2000 e 2002, mas não conseguiu classificar a seleção para a Copa do Mundo. Ele retornou ao cargo em 2012. Em clubes, Van Gaal passou por Ajax, Barcelona, AZ e Bayern de Munique.

Fonte:  http://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 23:52

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

JGalvão

Fifa decide, e racismo agora pode render até rebaixamento

Balotelli passou em branco contra a Inter de Milão

Balotelli foi um dos principais alvos de atos racistas na temporada 2012/2013 – Getty
Após várias ações irrisórias, como multas insignificantes, a Fifa tomou uma atitude concreta contra o racismo. Agora, uma ação discriminatória pode render várias punições, a mais pesada delas o rebaixamento de divisão.
Foi o que a entidade adotou nesta sexta-feira, por meio de resolução, durante seu Congresso nas Ilhas Maurício – no Oceano Índico. Foram 204 votos a favor do documento e apenas um contra.
“Em uma primeira infração, por menor que seja, haverá um aviso; depois, jogos com portões fechados (sem torcida)”, diz o texto da resolução, que continua com a sequência de punições previstas.
“Em caso de repetição de ofensa ou infração séria, dedução de pontos, exclusão de competição ou rebaixamento serão as punições recomendadas”, prossegue o documento.
“Qualquer pessoa (jogador, técnico, árbitro…) que cometer uma infração pode ser suspenso por até cinco jogos, incluindo banimento do estádio”, explica, ainda, a resolução.
Presidente daFifa, Joseph Blatter falou sobre o assunto. “Estamos mandando um fortedinal aos racistas de que o tempo deles acabou… Eu estou falando de política do ódio, que é racismo, ignorância, discriminação, intolerância”, continuou.Os casos de racismo têm aumentado consideravelmente nos últimos anos, principalmente na Europa. O atacante italiano Mario Balotelli, do Milan, por exemplo, sofreu bastante na última temporada, principalmente em um jogo do Italiano contra a Roma.Outro atleta do time de Milão, o ganês Kevin-Prince Boateng também foi vítima de racismo em um amistoso contra o Pro Patria, da terceira divisão, em janeiro, que culminou com o abandono de campo da equipe rossonera.

Fonte:  http://espn.estadao.com.br

São Paulo – Brasil –  23:18

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

JGalvão

Crouch: “Preparação para o futuro”

Crouch: "Preparação para o futuro"

© Getty Images

Com 22 gols em 42 partidas pela seleção inglesa e participações em duas edições da Copa do Mundo da FIFA, o atacante Peter Crouch superou as próprias expectativas jogando pelo país, algo que ele acredita ter evoluído a partir da exposição conquistada na Copa do Mundo Sub-20 da FIFA de 1999.

Ainda na primeira temporada pelo Tottenham, Crouch fez parte da seleção de Chris Ramsey que esteve no torneio disputado na Nigéria, onde debutou nos palcos internacionais. Mesmo não tendo sido favorável para a Inglaterra, que terminou a primeira fase em último lugar do grupo, a experiência haveria de ser notada por Crouch nos anos seguintes.

“Sou muito grato de ter estado lá, foi uma experiência ótima”, afirma o goleador com passagens por Liverpool e Portsmouth. “Gostei bastante de participar de uma grande competição como a Copa do Mundo, mesmo na categoria sub-20. Nunca tinha visto um ambiente como aquele, com os estádios lotados. Eu tinha 18 anos na época, e foi maravilhoso.”

O selecionado inglês estreou no país africano na cidade de Kano, no então novíssimo Estádio Sani Abacha, com 19 mil empolgados torcedores dando as graças na partida de abertura do Grupo D contra os Estados Unidos. O jogo terminou com a vitória dos americanos por 1 a 0, o que não impediu Crouch de sentir o calor da torcida no país anfitrião, numa jornada em um território ainda desconhecido para os jovens jogadores.

“Estávamos rumando ao desconhecido”, conta o centroavante. “Eu nunca havia estado na África, muito menos na Nigéria, e os torcedores eram insanos. Foi uma experiência incrível. Era possível perceber que estavam muito contentes por sediar a competição e que isso significava muito para eles. Nos estádios, a atmosfera era nervosa, mas era sensacional e muito bom estar participando de tudo aquilo. Tivemos um choque ao desembarcar e ver que havia pessoas nos recebendo… Acho que não tínhamos percebido a dimensão do evento até chegar lá. Mas todo mundo acabou levando a sério, e a competição provavelmente colocou muitos de nós em um bom caminho para o futuro.”

Para Crouch, o futuro reservaria passagens pelos Mundiais da Alemanha, em 2006, e da África do Sul, em 2010, jogando pela seleção principal. Por sinal, o atacante começaria a última edição do torneio em grande estilo, apesar da estranha partida inaugural contra Trinidad e Tobago. “Esperávamos uma vitória contra Trinidad e Tobago, mas já havíamos jogado mais de uma hora e nada de o gol sair, até que consegui marcar”, relembra Crouch. “Com certeza, a vitória foi um grande alívio. Contudo, quando reflito um pouco, vejo que ter marcado um gol em um Mundial representou, com certeza, um ponto alto na minha carreira.”

Crouch garante que ter vivenciado uma competição da FIFA antes da participação na Alemanha também foi um diferencial, graças à semelhança com a estreia internacional de sete anos antes. “Foi muito parecido com a Copa do Mundo Sub-20”, compara. “Sem dúvida tinha maior visibilidade, mas foi uma honrar participar dessas competições”, resume.

“Os Mundiais da Alemanha e da África do Sul foram dois torneios bem diferentes”, acrescenta Crouch. “Na Alemanha, tivemos azar e fomos desclassificados nos pênaltis por Portugal. Contudo, foram duas ótimas experiências e sou muito grato por ter participado. Ser empurrado por um país inteiro, vivenciar a atmosfera nos estádios e saber que os amigos e a família estão nos assistindo jogar é uma experiência sensacional, que considero como uma das melhores coisas que já vivenciei na vida.”

Bons conselhos
Tais recordações da Copa do Mundo da FIFA fazem parte de um currículo impressionante pela seleção inglesa. Com a camisa do English Team, Crouch contabilizou mais de um gol a cada dois jogos, o que faz dele o sétimo artilheiro de toda história do país, além de fazer parte do seleto grupo dos jogadores que marcaram mais de três gols em uma só partida pela Inglaterra. “Foi muito prazeroso balançar as redes e sou muito contente pela quantidade de gols que marquei pela Inglaterra”, diz o atacante. “Sempre que entrei em campo, nunca perdi a vontade. Marquei gols e aproveitei muito o tempo que joguei pelo meu país. Eventualmente, no fim da carreira, um jogador olha para trás e relembra os gols que fez e as experiências que teve. Quando eu fizer isso, me sentirei um privilegiado.”

A Inglaterra está pronta para disputar a primeira fase da Copa do Mundo Sub-20 da FIFA Turquia 2013 no Grupo E, junto com as seleções de Chile, Egito e Iraque. Para Crouch, os jovens jogadores devem aproveitar essa chance de jogar em palcos internacionais. “Pode ser a primeira competição deles, mas eu diria para irem e aproveitarem a oportunidade, pois foi isso que fiz”, explica. “Se você participar, não sabe se irá jogar outra competição internacional. Portanto, você quer deixar a sua marca, fazer o seu melhor e tentar dar valor à oportunidade. Obviamente, o mais importante são as partidas. Assim, esteja preparado, tenha certeza de que está pronto e aproveite.”

Mesmo que a participação em um torneio de base não garanta uma carreira no nível mais alto do esporte, vários dos jogadores que estiveram naquela seleção de 1999 — e alguns colegas de equipe de Crouch no Stoke — provam que essas competições podem ser a pedra fundamental de uma carreira em um grande clube e em gramados internacionais. “Alguns dos jogadores daquela seleção sub-20 acabaram jogando pela seleção principal e em alto nível, como Ashley Cole, Andy Johnson e Matt Etherington, com quem tenho conversado sobre isso desde que cheguei ao Stoke.”

No Stoke, além de Crouch e Etherington, também estavam Matthew Upson e o recém-aposentado Michael Owen, os quais também participaram do Mundial Sub-20 em 1997. “Jogar por um clube e por uma seleção são duas coisas complemente diferentes, mas acredito que jogar por uma seleção de base também ajude”, avalia Crouch. “Desses três jogadores, todos, menos Matty Etherington, que não teve muita sorte, acabaram jogando pela seleção principal. Não acho que seja nenhuma coincidência, pois é uma boa preparação para as competições profissionais.”

Fonte: http://pt.fifa.com

São Paulo – Brasil –  23:04

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

JGalvão

PSG apela contra punição de Leonardo

Leonardo, diretor do PSG

Leonardo, diretor do PSG – Getty

O Paris Saint-Germain apelou contra a punição de nove meses imposta ao seu diretor esportivo, Leonardo. O clube francês não achou justa a medida e lançou um comunicado oficial apoiando o brasileiro.

“O PSG considera esta decisão injustificada e extremamente dura. Em consequência, e em solidariedade ao nosso diretor esportivo, o PSG apelará contra esta decisão”, diz o comunicado do equipe francesa.
A redução da pena de Leonardo, que a recebeu por ter empurrado um árbitro após uma partida, seria interessante tanto para o PSG quanto para o Real Madrid.
Segundo o jornal “L’Equipe”, o PSG pensa em converter Leonardo de dirigente a técnico caso Carlo Ancelotti saia para treinar o Real Madrid. Se a pena não for reduzida, o também ex-jogador Claude Makelele, assistente de Ancelotti, poderia comandar o time francês.

Fonte:  http://espn.estadao.com.br

São Paulo – Brasil –  22:30

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

JGalvão

Heynckes diz que liberou brasileiros, mas critica CBF

Jupp Heynckes coletiva (Foto: Reuters)Heynckes durante a entrevista coletiva (Foto: Reuters)

Se Karl-Heinz Rummenigge, executivo-chefe do Bayern de Munique, não gostou de ter liberado Dante e Luiz Gustavo para a seleção brasileira, o técnico Jupp Heynckes tentou minimizar o episódio. Durante entrevista coletiva nesta sexta-feira, o treinador afirmou que aconselhou a dupla a se apresentar no Brasil. Ainda assim, afirmou não entender a postura da CBF.

– Eu, pessoalmente, fiz questão que eles fossem para casa. Eles estão para disputar uma Copa do Mundo no próprio país. Eu sei que a CBF sempre agiu assim, mas o procedimento, neste caso, não fazia sentido. Dante e Luiz Gustavo trabalharam a temporada inteira e viveram para o sucesso. E, de repente, faltando dois dias para a final, precisam viajar para casa. É uma grande decepção para os jogadores – explicou Heynckes, que confirmou também a conversa por telefone com Luiz Felipe Scolari.

O Bayern entra em campo neste sábado para enfrentar o Stuttgart, na final da Copa da Alemanha. Caso conquiste o título, o time bávaro chegará à Tríplice Coroa, já que também faturou a Liga dos Campeões e o Campeonato Alemão.

A polêmica aconteceu porque a CBF exigiu que Dante e Luiz Gustavo se apresentassem até sábado à seleção, já que, pelas regras da Fifa, os jogadores que vão disputar a Copa das Confederações devem estar à disposição das equipes nacionais 14 dias antes do início do torneio.

Para o duelo, Heynckes adiantou ainda que Dante será substituído por Daniel van Buyten na defesa. Apesar do desagrado com a situação, ele afirmou que sua equipe não terá problemas por conta do desfalque.

– Já tivemos uma situação similar antes do jogo de volta contra o Barcelona e conseguimos lidar bem com isso. Acho que iremos bem no sábado.

Fonte:  http://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 21:55

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

JGalvão

BMW e Pininfarina mostram seu cupê conceito Gran Lusso

Foi a primeira parceria entre a montadora alemã e o estúdio italiano de estilo

BMW Pininfarina Gran Lusso Coupé: motor V12, sem especificações reveladas

BMW Pininfarina Gran Lusso Coupé: motor V12, sem especificações reveladas – Divulgação

Da parceria inédita entre a BMW e o estúdio italiano de estilo Pininfarina surgiu o belo Gran Lusso Coupé, um dos carros conceito revelados no último fim de semana, durante o Concurso de Elegância Villa d’Este, tradicional encontro de automóveis antigos e raridades realizado anualmente à beira do Lago Como, no extremo norte da Itália. Apesar da beleza de suas linhas, o protótipo de cupê não deve entrar em produção tão cedo.

BMW Pininfarina Gran Lusso Coupé: motor V12, sem especificações reveladas

Poucas informações foram divulgadas sobre ele. Entre elas está a gama de materiais usados em sua construção e que inclui couro de alta qualidade no revestimento do teto e peças metálicas escurecidas e de acabamento cromado. O interior exibe ainda componentes feitos do tronco do kauri, uma árvore encontrada na Nova Zelândia. Segundo a BMW, entre as várias propriedades do kauri estão as diferentes tonalidades de sua madeira, entre elas dourado, vermelho e marrom, e que depende da incidência da luz.

BMW Pininfarina Gran Lusso Coupé: motor V12, sem especificações reveladas

A cabine do Gran Lusso Coupé acomoda confortavelmente quatro ocupantes em bancos individuais. O painel é inspirado em sedãs grandes da marca bávara, como o Série 5 e o Série 7. O motor que impulsiona o protótipo é um V12, cujas especificações não foram reveladas. As rodas são de liga leve e medem 21 polegadas.

BMW Pininfarina Gran Lusso Coupé: motor V12, sem especificações reveladas

 

BMW Pininfarina Gran Lusso Coupé: motor V12, sem especificações reveladas

 

BMW Pininfarina Gran Lusso Coupé: motor V12, sem especificações reveladas

 

Fonte:  http://veja.abril.com.br

São Paulo – Brasil –  20:43

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

JGalvão

Assistente do Real confirma ida de Mourinho para o Chelsea

José Mourinho orienta jogadores durante a eliminação do Real na Champions League

José Mourinho orienta jogadores durante a eliminação do Real na Champions League – Getty

Depois de acertar sua saída do Real Madrid, José Mourinho está de volta ao Chelsea. O ex-assistente do técnico português no Real, Aitor Karanka, confirmou à “Sky Sports” que o “Special One” está retornando ao clube inglês depois de 6 anos.

Mourinho chegou ao Chelsea em 2004 logo após conquistar a Champions League com o Porto. No time londrino, o português ganhou a Premier League em 2005 e 2006, alpem da FA Cup em 2007.
Após sair do Chelsea, José Mourinho foi para a Inter, onde ficou entre 2008 e 2010. Depois da Inter, ele foi contratado pelo Real Madrid, clube no qual trabalhou até este mês.

Fonte:  http://espn.estadao.com.br

São Paulo – Brasil –  20:26

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  ‏@Batom_efutebol

JGalvão