Cinco números, cinco histórias: o Campeonato Alemão retorna amanhã e promete

Cinco números, cinco histórias: o Campeonato Alemão promete

© Getty Images
 

Emoção em estado puro, estádios cheios e um futebol de muita qualidade é o que a torcida pode esperar da nova temporada do Campeonato Alemão, que começa nesta sexta-feira, 22 de agosto, com o encontro entre o atual campeão Bayern de Munique e o Wolfsburg.

 

Os analistas destacam que, acima de tudo, desta vez pode haver um maior equilíbrio. Depois de a Alemanha conquistar a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™, as estatísticas mostram que o time bávaro terá dificuldades para levar mais um título neste ano.

 

Confira cinco interessantes números sobre o torneio que explica por que a temporada que se avizinha promete ser emocionante.

 
Seis  recém-sagrados campeões mundiais voltaram à atividade com o Bayern – Toni Kroos agora veste a camisa do Real Madrid – e terão pela frente uma “missão impossível”. Sempre que aAlemanha ganhou uma Copa do Mundo (em 1954, 1974 e 1990), o poderoso clube de Munique fracassou na tentativa de conquistar o título nacional na temporada seguinte. No entanto, todas as esperanças recaem sobre Pep Guardiola, que sabe como fazer isso. Afinal, não foi por nada que o premiado técnico catalão triunfou à frente do Barcelona no Campeonato Espanhol e na Liga dos Campeões da UEFA de 2010-11 – isto é, depois de a Fúria ganhar o Mundial.
 
Trinta gols e 23 assistências é o que Marco Reus acumula nas duas temporadas em que vem vestindo a camisa do Borussia Dortmund. Seu treinador, Jürgen Klopp, deve recorrer às grandes qualidades de seu brilhante atacante desde o primeiro minuto de jogo, ainda mais depois do artilheiro Robert Lewandowski ter trocado o time pelo Bayern, seguindo os mesmos passos de Mario Götze no ano passado. Reus, de 25 anos, tentará esquecer a todo custo sua ausência da Copa do Mundo, provocada por uma inoportuna lesão um dia antes de partir para o Brasil. No aspecto esportivo, foram as férias mais tristes de sua vida. “O desfecho da Copa faz o fato de eu não ter podido estar lá me doer em dobro”, declarou o craque em entrevista à revista kicker. Na conversa, ele também confessou não ter visto o momento em Götze mostrou uma camiseta com seu nome ao término da final. “Sinceramente, já tinha desligado a TV e ido dormir”. Será que Reus reagirá mostrando o melhor futebol de sua carreira?
 
Quarenta e um anos foi tempo que Thomas Schaaf passou no Werder Bremen. Primeiro nas categorias de base, depois como jogador profissional (17 temporadas) e, por último, como técnico histórico (14 campeonatos). A partir de agora, os torcedores precisarão se acostumar com as novas cores do treinador de 53 anos, que trocou o uniforme alviverde por um rubro-negro. Depois de um descanso de um ano, Schaaf decidiu começar vida nova à frente do Eintracht Frankfurt. Mas por que sua personalidade tranquila, tão característica do norte da Alemanha, se encaixa tão bem no clube do centro do país? Porque Karl-Heinz Körbel, jogador que mais partidas disputou no Campeonato Alemão, completou seus 602 encontros na elite do futebol germânico entre 1972 e 1991 com a camisa do Eintracht, demonstrando assim que a continuidade também é um valor importante na frenética e ambiciosa metrópole às margens do Rio Meno.
 
Cinco  jogos na primeira divisão alemã é o que Uwe Hünemeier tem no currículo. Com esta experiência, o defensor de 28 anos será o capitão do recém-promovido Paderborn, que jogará pela primeira vez em sua história na elite. O técnico da equipe, André Breitenreiter, de 40 anos, também enfrentará um desafio apaixonante, porque nunca se esteve à frente de um time da Bundesliga. “Somos o adversário mais fraco da história do Campeonato Alemão. É só ver nossas chances e nossas condições, afundaremos no fundo da tabela de classificação”, afirmou o técnico em uma entrevista para a página t-online. Como irá o estreante, originário de uma cidade de 140 mil habitantes e praticante de um futebol valente e ofensivo, será uma das perguntas mais interessantes da nova temporada.
 
Cinco caras novas do Campeonato Alemão atrairão muitos olhares. Enquanto o ambicioso Wolfsburg confia em que o extrovertido dinamarquês Nicklas Bendtner volte a mostrar seu faro de gols no mais alto nível, o Hertha Berlim aposta na experiência e na solidez defensiva do holandês John Heitinga. Por sua vez, o Hamburgo, que se salvou por pouco do que seria o primeiro rebaixamento de sua história, tem certeza de que o suíço Valon Behrami dará à equipe a estabilidade necessária no meio de campo. O Borussia Mönchengladbach sonha que o belga Thorgan Hazard seja capaz de replicar as atuações de seu irmão maior, Eden, no Chelsea. Por último, oBorussia Dortmund espera que o artilheiro italiano Ciro Immobile faça a torcida se esquecer de Lewandowski.
 

Dê sua opinião!
Será que o surpreendente Mainz conseguirá lutar por uma vaga nos torneios continentais em mais uma temporada? Bayer Leverkusen, Schalke 04 ou Wolfsburg conseguirão se firmar como terceira força na busca do título? O Colônia, que volta à primeira divisão, presenteará a torcida com muitos triunfos? Diga o que você espera de seu clube preferido e troque opiniões com outros torcedores!

 

Confira as partidas da 1ª rodada:
 
 
                                                              Temporada 2014/ 2015
                                                                         1ª Rodada
                                                                 Sex – 22.08. –  15:30                                      
Bayern de Munique         x                                Wolfsburg
                                                                 Sáb – 23.08. –  10:30
1899 Hoffenheim         ×                                Augsburg
Hannover 96         ×                                Schalke 04
Hertha Berlin         ×                                Werder Bremen
Eintracht Frankfurt         ×                                Freiburg
1 FC Köln         ×                                Hamburgo
                                                                Sáb – 23.08. –  13:30     
Borussia Dortmund         ×                                Bayer Leverkusen
                                                                Dom – 24.08. – 10:30      
SC Paderborn 07         ×                                Mainz 05
                                                                Dom – 24.08. – 12:30        
Borussia M’Gladbach         ×                                VfB Stuttgart
Pos. Clube J V E D Gols Saldo Pontos Obs.
1 Hannover 96 0 0 0 0   0:0 0 0 CL*
2 Bayern de Munique 0 0 0 0   0:0 0 0 CL*
3 Schalke 04 0 0 0 0   0:0 0 0 CL*
4 Bayer Leverkusen 0 0 0 0   0:0 0 0 CL* Qual.
5 Wolfsburg 0 0 0 0   0:0 0 0 EL* Qual.
6 Borussia M’Gladbach 0 0 0 0   0:0 0 0 EL* Qual.
7 Mainz 05 0 0 0 0   0:0 0 0  
8 Augsburg 0 0 0 0   0:0 0 0  
9 1899 Hoffenheim 0 0 0 0   0:0 0 0  
10 Borussia Dortmund 0 0 0 0   0:0 0 0  
11 Hertha Berlin 0 0 0 0   0:0 0 0  
12 Werder Bremen 0 0 0 0   0:0 0 0  
13 Eintracht Frankfurt 0 0 0 0   0:0 0 0  
14 Freiburg 0 0 0 0   0:0 0 0  
15 VfB Stuttgart 0 0 0 0   0:0 0 0  
16 Hamburgo 0 0 0 0   0:0 0 0 ZR
17 1 FC Köln 0 0 0 0   0:0 0 0 ZR*
18 SC Paderborn 07 0 0 0 0   0:0 0 0 ZR*
                   
CL – Classificados diretamente para a Champions League 2014/2015
CL* Qual. – Classificado para torneio de qualificação da Champions League 2014/2015
EL* Qual. – Classificados para Liga Europa 2014/2015
ZR – Zona de repescagem – joga com 3º colocado da 2ª divisão
ZR* – Zona de rebaixamento para a 2ª divisão

Fonte: http://www.bundesliga.de

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 23:38

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Schweinsteiger nega aposentadoria da seleção e diz que fica até Eurocopa 2016

Schweinsteiger Coletiva Alemanha Final Copa do Mundo 12/07/2014
Após a aposentadoria de Lahm, Mertesacker e Klose da seleção, Schweinsteiger diz que fica

Bastian Schweinsteiger negou nesta quinta-feira a aposentadoria da seleção alemã. Em entrevista ao jornal Bild, o meia desmentiu rumores de que deixaria a equipe nacional e garantiu que continua até a Eurocopa de 2016, que será realizado na França. O título europeu é o único que o atleta ainda não conquistou com a Alemanha.

“Ninguém tem razão para se preocupar. Até 2016 continuarei a serviço da seleção”, afirmou o atleta do Bayern de Munique, que atualmente se recupera de uma lesão no joelho esquerdo e só deve voltar aos gramados em algumas semanas.

Os rumores do abandono de Schweinsteiger surgiram a partir da saída dos compatriotas Philipp Lahm, Miroslav Klose e Per Mertesacker, que anunciaram que não voltariam a defender os campeões de mundo, mas o meia fez questão de desmentir os boatos.

Schweinsteiger já fez 108 partidas pela Alemanha e marcou 23 gols. O jogador do Bayern estreou entre os selecionáveis em 2004 e foi um dos pilares do time na conquista da Copa do Mundo de 2014, no Brasil.

Fonte: http://espn.uol.com.br/

São Paulo – Brasil – 23:25

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

As promessas do futebol alemão

A seleção sub-19 da Alemanha também convenceu e conquistou a Eurocopa da categoria, na Hungria. Quem será o próximo Bastian Schweinsteiger ou Mario Götze?

O artilheiro

O atacante David Selke, do Werder Bremen, chamou a atenção na Eurocopa Sub-19. Ao abrir o marcador na semifinal contra a Áustria, Selke se consolidou na liderança da artilharia do torneio, com seis gols marcados. Na Bundesliga, o jovem de 19 anos de idade atuou em três partidas, mas ainda não balançou as redes. Já na seleção sub-19 alemã, Selke possui a incrível marca de 14 gols em 15 jogos.

 

A segunda tentativa

Marc Stendera (e), do Eintracht Frankfurt, passou por um longo período de sofrimento. Por meses, o talentoso meio-campista ficou afastado dos gramados devido ao rompimento do ligamento cruzado do joelho direito. Na Eurocopa Sub-19, Stendera mostrou que está plenamente recuperado e torce agora por uma temporada livre de lesões na Bundesliga.

 

O neto de uma lenda

Na temporada passada, Levin Öztunali trocou o Hamburgo pelo Bayer Leverkusen. Na equipe da multinacional do setor químico, o meia participou de nove jogos na Bundesliga. Na Eurocopa Sub-19, Öztunali foi uma das peças fundamentais para a conquista do título. Talvez a resposta esteja nos genes – Öztunali é neto do lendário atacante Uwe Seeler, vice-campeão da Copa do Mundo de 1966.

 

O autor do gol do título

A Alemanha conquistou o título europeu sub-19 graças a Hany Mukhtar. O seu gol, aos 39 minutos do primeiro tempo, determinou a vitória por 1 a 0 contra a seleção de Portugal, na final disputada em Budapeste. O meio-campista de descendência sudanesa atua pelo Hertha Berlim e já possui dez participações em jogos do time principal.

 

O sonho do capitão

Niklas Stark, do Nürnberg, não é apenas o capitão da seleção como também o organizador da equipe: o zagueiro é responsável pela estabilidade defensiva. Há dois anos, Stark esteve presente quando a seleção alemã perdeu a final da Eurocopa Sub-17, nos pênaltis, para a Holanda. Desta vez, em Budapeste, realizou o sonho de ser campeão europeu.

 

A muralha

O goleiro Oliver Schnitzler, que joga pelo VfR Aalen, da segunda divisão da Bundesliga, sofreu apenas dois gols em todo a competição. Na final, Schnitzler evitou o empate de Portugal, aos 23 minutos do segundo tempo, quando venceu o duelo de um contra um com o atacante brasileiro, mas naturalizado português, Marcos Lopes.

 

O especialista da defesa

Com 19 anos, Kevin Akpoguma pulou na temporada passada do time reserva para o elenco profissional do Hoffenheim. O lateral-direito também esteve em campo na final perdida para a Holanda na Eurocopa Sub-17, dois anos atrás. Agora Akpoguma volta para o Hoffenheim como campeão europeu e na espera de conseguir a sua primeira participação na Bundesliga.

 

Da 3ª divisão ao título europeu

Joshua Kimmich acabou de subir com o RB Leipzig para a 2ª divisão da Bundesliga no final da temporada passada e, de quebra, se tornou campeão europeu sub-19. O volante foi formado na categorias de base do Stuttgart. Agora Kimmich atua em Leipzig, numa equipe financiada por uma empresa produtora de bebidas energéticas, e quer dar o passo seguinte: novo acesso e jogar na primeira divisão.

 

Até a Juventus está de olho

Marc-Oliver Kempf (d.) já pôde acumular a experiência de cinco atuações na Bundesliga. Agora Kempf pretende jogar com mais regularidade na elite do futebol alemão. Por isso, o zagueiro optou por deixar o Eintracht Frankfurt e atuar pelo Freiburg na nova temporada. No início da temporada anterior, Kempf recusou uma oferta da poderosa Juventus, da Itália.

 

A promessa

Julian Brandt é tido como um dos maiores talentos no futebol da Alemanha. Em 12 participações na Bundesliga, o meio-campista do Bayer Leverkusen já anotou dois gols. Até na Liga dos Campeões Brandt já somou alguns minutos em campo. Com apenas 18 anos, o valor de mercado dele já está avaliado em 5 milhões de euros.

Fonte: http://www.dw.de/

São Paulo – Brasil – 23:14

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Müller garante estar motivado por novos títulos, mas admite: “Não há muito mais a ganhar”

Mais conquistas?

Thomas Müller, craque do Bayern de Munique, garante que ainda possui fome de títulos, mas admitiu que já conseguiu conquistar quase tudo em sua carreira.

Além de seu recente troféu com a Alemanha, a Copa do Mundo 2014, o craque venceu também a Liga dos Campeões, três títulos da Bundesliga, o Mundial de Clubes e a Supercopada da UEFA.

“Não há muito mais a ganhar, isso está correto”, concordou. “Mas de qualquer maneira eu não posso dizer que eu não quero mais jogar futebol. Eu amo o futebol. É claro que há apenas a repetição, mas é por isso que eu não posso parar agora”, acrescentou.

Müller passou então a comentar sobre sua expectativa em relação à equipe: “Eu sempre abordo as tarefas positivamente. Temos todas as condições de jogar uma boa temporada com o Bayern. É por isso que eu sou otimista.”

“Se vencermos por 3 a 0 na Bundesliga, em seguida, o público pensa, oh, hoje não era nada. Isto acontece por causa do sucesso que alcançamos”, concluiu o craque.

Fonte: http://www.goal.com

São Paulo – Brasil –23:02

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Futebol Feminino – Vitórias de estilos opostos para as finalistas Nigéria e Alemanha

Vitórias de estilos opostos para as finalistas Nigéria e Alemanha
© Getty Images

Os detalhes básicos são os seguintes: a Nigéria enfrentará a Alemanha na final da Copa do Mundo Feminina Sub-20 da FIFA Canadá 2014 depois de derrotarem Coreia do Norte e França, respectivamente. No entanto, esses meros resultados representam só a última página de uma fascinante história escrita nas semifinais do torneio, que exibiram dois tipos de jogo de futebol diferentes, mas igualmente emocionantes.

A primeira partida do dia foi de uma equipe só, já que a Nigéria realizou um impiedoso trabalho de demolição de uma Coreia do Norte que vinha animada com a eliminação das atuais campeãs mundiais. A nigeriana Asisat Oshoala sem dúvida terminou como craque do dia, iluminando o encontro em Moncton com quatro gols e quebrando todo tipo de recordes.

Já Montreal testemunhou um encontro de estilo bem diferente, com dois pesos-pesados europeus disputando o jogo mais envolvente e imprevisível até o momento no torneio. Embora a França tenha dominado e criado de longe as melhores chances, foi a eficiência da Alemanha nas finalizações e sua notória vontade de vencer que garantiram a classificação do conjunto para aquela que promete ser uma final clássica.

Resultados
Semifinais
Coreia do Norte 2 x 6 Nigéria

Alemanha 2 x 1 França

O gol mais bonito
Coreia do Norte x Nigéria, 1 x 4, Asisat Oshoala (15/2ºT)
Responsável por uma considerável porcentagem dos gols do dia, Oshoala poderia se sentir ofendida, e com razão, se qualquer um de seus quatro chutes certeiros não pudesse aparecer nesta seção. Mas foi sem dúvida seu segundo que não teve igual em nenhum dos dois estádios usados na rodada. A jovem craque nigeriana se livrou sem problemas de Jon So-Yon antes de bater com efeito da intermediária no ângulo direito da meta norte-coreana. Foi o ápice de uma atuação que está entre as melhores que este torneio jamais viu e que contou com a marca pessoal de uma atacante que vivia o grande momento de sua carreira.

Momentos marcantes
Pressa nigeriana
A Nigéria chegou para as semifinais com a fama de marcar rápido. Afinal, a equipe vinha de registrar o primeiro e o segundo gols mais rápidos da história da competição, graças a Courtney Dike e Oshoala, respectivamente. A Coreia do Norte deveria estar avisada, mas ainda assim, quando o cronômetro marcava menos de dois minutos, as africanas já estavam à frente no placar, com o terceiro gol mais rápido desta edição do Mundial Sub-20, marcado por Dike e armado por Oshoala. Uchechi Sunday também confirmou sua condição de substituta de maior impacto da competição, marcando apenas um minuto depois de sair do banco pelo segundo jogo consecutivo.

Especialistas em semifinais
Quando uma equipe dá cinco chutes contra os 22 das adversárias e sua goleira é eleita a melhor jogadora em campo, isso resume bem como foi a partida. Mas quando questionado a respeito da suposta inferioridade alemã em todas as estatísticas exceto o placar, o técnico da França, Gilles Eyquem, foi taxativo. “Não dá para dizer que elas inventaram este resultado”, afirmou, destacando que, embora sua seleção tivesse mostrado mais técnica, as vencedoras contavam com jogadoras capazes de realizar a tarefa primordial do jogo. A França, é claro, não é a primeira equipe a topar com uma Alemanha tão impiedosa em tais circunstâncias. De fato, não é surpresa alguma que um time que combina regularidade e talento com uma excepcional habilidade de arrancar resultados com muito esforço já tenha vencido quatro semifinais de Mundiais Femininos Sub-20 – mais do que qualquer outra seleção na história do torneio.

Jogo limpo, futebol incrível
Este foi o Dia do Fair Play do Canadá 2014, que contou com as capitãs de cada selecionado lendo uma curta declaração e com as equipes adversárias se unindo para revelar uma faixa com uma mensagem. Mas embora as partidas tenham sido indubitavelmente disputadas em um ambiente ideal, a personalidade das jogadoras esteve à altura de sua qualidade. Nigéria e Coreia do Norte deram a tônica ao oferecer o maior placar de uma semifinal na história da competição, superando com folga os 5 a 1 que a Alemanha havia marcado na Coreia do Sul em 2010. Já alemãs e francesas fizeram um encontro que serviria de propaganda perfeita para a competição e para o futebol feminino em geral, com paixão, elegância e emoção servidas para um público que mais uma vez reconheceu a qualidade do evento.

O número
7
– Com sete gols marcados no Canadá 2014, Asisat Oshoala se tornou a maior artilheira da Nigéria na história do torneio. A heroína dos quatro gols, que passou cinco jogos no Japão 2012 sem balançar a rede, superou as recordistas anteriores – Desire Oparanozie, Ebere Orji e Cynthia Uwak, que tinham cinco – ao marcar seu terceiro. Ao aumentar a conta, ela se tornou a terceira jogadora na competição a marcar mais de três vezes em um mesmo jogo, após a icônica Christine Sinclair e Kim Um-Hwa, grande destaque do título norte-coreano em 2006. Oshoala também é a nova líder da corrida pela artilharia da atual competição, com dois gols de vantagem sobre as alemãs Sara Däbritz e Pauline Bremer.

O que elas disseram
“Quero deixar claro que grande equipe a França tem e, por causa disso, fico duas vezes mais feliz de ter ganhado hoje. Nossas garotas deram tudo, mas em algumas situações tivemos sorte. Com certeza tivemos sorte de que nossa goleira tenha tido uma atuação tão excepcional”.

Maren Meinert, técnica da Alemanha

Programação
Domingo, 24 de agosto de 2014 (horário local)

Decisão do terceiro lugar (Montreal)
Coreia do Norte x França, 17h

Final (Montreal)
Nigéria x Alemanha, 19h

Fonte: http://pt.fifa.com/

São Paulo – Brasil – 22:56

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

6 jeitos de passar máscara para deixar os cílios maiores e mais curvados

Foto: Helga Silva

Na horizontal

Para aumentar o volume dos cílios, deixar a base deles bem pigmentada é um bom truque. Posicione o aplicador da máscara na raiz dos cílios e faça movimentos de vaivém. Usar uma máscara específica de volume, com a escovinha larga e cheia de cerdas, ajuda a depositar ainda mais produto nos pelos.

 

Foto: Helga Silva

Na vertical

Já para garantir alongamento extra, posicione o aplicador na base dos cílios e puxe-os para cima, em um movimento vertical e firme. Opte por uma máscara de alongamento, que também ajuda a deixar os cílios penteados. Procure as que têm aplicadores com cerdas curtas e espaçadas.

 

Foto: Helga Silva

Na diagonal

Puxar os cílios em direção ao final da sua sobrancelha faz com que os seus olhos pareçam mais alongados e maiores. Experimente!

 

Foto: Helga Silva

Piscando

Não tem curvex? Experimente aumentar a curvatura dos cílios deixando o aplicador parado e piscando sobre ele. Seja delicada para não borrar a pálpebra móvel e evite empurrar o aplicador contra os olhos.

 

Foto: Helga Silva

Puxando o cantinho

Conquiste um olhar sedutor alongando e pigmentando os últimos cílios. Passe a ponta do aplicador nos pelos do canto externo, puxando-os em direção às têmporas.   

 

Foto: Helga Silva

Encosta e tira

Para tingir os cílios de baixo, o jeito mais fácil é encostar o aplicador e tirar, encostar e tirar… Assim, você garante a pigmentação sem borrar ou escurecer a região abaixo.

Fonte: http://mdemulher.abril.com.br/

São Paulo – Brasil – 22:51

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Schweinsteiger explica camisa de Neymar nas férias

Schweinsteiger e Neymar camisa Brasil (Foto: Reprodução / Twitter)Schweinsteiger e Neymar em Ibiza (Foto: Reprodução)

Bastian Schweinsteiger ainda guarda o Brasil com um carinho especial no coração. Um mês depois de conquistar a Copa do Mundo, o meio-campista da seleção alemã e do Bayern de Munique explicou por que vestiu a camisa amarelinha de Neymar durante as férias. Os dois se encontraram numa festa fechada em Ibiza, no início do mês, quando inclusive o alemão comemorou o seu aniversário de 30 anos.

- Ele havia pedido através do Dante para que eu desse minha camisa para ele. Eu o fiz. Agora ele retribuiu o favor – disse ao jornal “Bild”.

Schweinsteiger, então, declarou que gostaria de ter vencido a semifinal no Mineirão – a maior tragédia do futebol brasileiro – por um placar menos elástico.

- Pedir desculpas ao Brasil? Não, não tem isso. Nos sentimos muito bem no país, fomos bem tratados. Aquele resultado foi atípico, mas eu preferia ter ganhado de 2 a 0 em vez de 7 a 1.

A aposentadoria de Philipp Lahm na seleção abriu caminho para Schweinsteiger vestir a braçadeira de capitão. Ele gostou da ideia.

- Philip tem as suas razões para ter tomado essa decisão. Eu acho uma pena, porque ele é o melhor lateral direito do mundo para mim. Mas vamos encontrar soluções para substituir Lahm na seleção, embora seja difícil. Se o treinador quiser me indicar, eu diria que estou preparado para ser capitão. Mas eu sou um jogador que sempre me coloco a serviço do time, independentemente da tarja.

Schweinsteiger lahm alemanha campeã (Foto: Getty Images)Schweinsteiger e Lahm: meio-campista pode assumir a braçadeira de capitão (Foto: Getty Images)

COPA NO SACRIFÍCIO

Atualmente, Schweinsteiger está fora de combate por pelo menos duas semanas com problemas no joelho esquerdo. Ele revelou que a lesão existe desde janeiro e, consequentemente, atuou na Copa no sacrifício.

- Não tenho medo. Estou com problema no tendão patelar do joelho esquerdo desde janeiro, mas eu sei lidar com isso. Estou com o Dr. Müller-Wohlfahrt (médico do Bayern) fazendo o tratamento da inflamação para que eu possa voltar a jogar sem dor. É claro que você tem que superar para atuar num Mundial. A gente queria fazer o que nenhum europeu tinha feito antes, que era ganhar um título na América do Sul. Quando você está em campo, faz de tudo para ser bem sucedido – encerrou.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/

São Paulo – Brasil – 22:41

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Josy Galvão

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.528 outros seguidores