Archive for the ‘Deutschland’ Category

Weimar, a cidade reúne muita história em pouco espaço

Weimar, na Turíngia, é considerada o berço da cultura alemã. Também aqui morou Goethe, foi criada a Bauhaus e a constituição da primeira república alemã. Mas também morreram muitas pessoas no campo de concentração.

A praça central do centro histórico em Weimar

O centro histórico

Um dos prédios mais marcantes é a Stadthaus (à direita), em estilo renascentista. Ao seu lado fica o hotel Elephant, que acolhe os hóspedes ilustres da cidade.

 

Castelo Stadtschloss de Weimar

Castelo de Weimar

A partir de meados do século 16, o castelo de Weimar (Stadtschloss) serviu de residência para os duques da Saxônia e Weimar. No final do século 18, o duque Carl-August e sua mãe, Anna Amalia, transformaram a cidade em centro da história intelectual e cultural alemã. Hoje em dia, o castelo abriga a coleção de arte dos duques e é parte do patrimônio cultural mundial Weimar Clássica.

 

O Teatro Nacional Alemão, em frente às estátuas de Goethe e Schiller

Teatro Nacional Alemão

O Teatro Nacional Alemão, que foi dirigido por Johann Wolfgang von Goethe a partir de 1791 como teatro da corte, também foi palco de um importante acontecimento político. Em 1919, aconteceu ali a Assembleia Nacional da República de Weimar, a primeira república alemã. Hoje em dia, o local serve de palco não só para o teatro, mas também para as apresentações da Orquestra Estatal de Weimar.

 

Casa de dois andares de Johann Wolfgang von Goethe em Weimar

Casa de campo de Goethe

Johann Wolfgang von Goethe foi para Weimar em 1775, a convite do duque Carl-August. Para morar e trabalhar, ele ganhou esta casa no meio do parque de Weimar, às margens do rio Ilm, um afluente do Elba. Mais tarde ele se mudou para uma casa maior, que hoje também é museu.

 

A casa de Schiller em Weimar

A casa onde morou Friedrich Schiller

Com moradia garantida por Goethe e o salário pago pelo duque, Friedrich Schiller mudou-se para Weimar em 1799. O escritor morou e trabalhou no segundo andar deste prédio, que hoje é um museu. Com exceção da “Virgem de Orleans”, todos os dramas tardios de Schiller foram encenados no teatro da corte de Weimar.

 

Salão rococó da Biblioteca Anna Amalia

Salão rococó da biblioteca Anna Amalia

A Biblioteca Anna Amalia, com seu famoso salão em estilo rococó, foi reaberta em 2007, após restaurações devido a um incêndio. A biblioteca foi uma das primeiras a permitir ao público os livros de um nobre. Também Goethe e Schiller trabalharam aqui. Schiller, aliás, a administrou durante vários anos. Hoje, ela é uma biblioteca para pesquisa, com foco em literatura alemã em torno de 1800.

 

Universidade Bauhaus em Weimar

Gropius e a Bauhaus

Desde 1996, esta instituição em Weimar se chama Universidade Bauhaus. Ela foi fundada em 1919 por Walter Gropius, o sucessor de Henry van de Velde na direção da Academia de Belas-Artes do Grão-Ducado da Saxônia. O arquiteto Gropius elaborou o currículo e mudou o nome da instituição de ensino para Escola Estatal Bauhaus, onde ensinou a consonância entre arte e tecnologia.

 

Memorial Buchenwald

Nazismo em Weimar

No monte Ettersberg, perto de Weimar, um enorme memorial lembra as crueldades praticadas pelo regime nazista. Ali funcionou a partir de 1937 o campo de concentração Buchenwald, um dos maiores campos de extermínio na Alemanha. Aqui morreram 56 mil pessoas vítimas de tortura, experiências médicas ou fraqueza.

 

Cartaz destaca Weimar como capital cultural em 1999

Compromisso com a cultura

Em 1999, já após a queda do Muro de Berlim, Weimar foi a primeira cidade do antigo bloco europeu oriental a ser capital cultural da Europa. E isso por vários motivos: um deles é a festa das artes que acontece ali a cada verão europeu. O festival de arte contemporânea une literatura, música, teatro, dança e artes visuais.

 

 

Matéria originalmente publicada por:   http://www.dw.com/pt-br

São Paulo – Brasil – 22:42

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

 

Herzlichen Glückwunsch, Angela Merkel, a “Mutti”, completa 63 anos

Angela Dorothea Merkel nasceu em Hamburgo em 17 de Julho de 1954. Desde 2005  é a Chanceler da Alemanha, e líder do partido União Democrata-Cristã (CDU) desde 2000.

A mulher mais poderosa do mundo faz aniversário hoje: Angela Merkel, chanceler da Alemanha, o país que impulsiona a economia da Europa. Merkel, que chega aos 63 anos hoje, tem nas mãos alguns dos maiores problemas da atualidade para resolver – da crise dos refugiados do velho continente, a maior desde a Segunda Guerra Mundial, até as negociações com a saída do Reino Unido da União Europeia, apenas para citar os mais discutidos pela mídia.

Merkel disse aos eleitores no último sábado (15) que a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia e a eleição de Emmanuel Macron à presidência da França mudaram sua visão sobre o bloco europeu. Disse ainda que vale a pena lutar por uma Europa mais forte.

Os comentários de Merkel, feitos em um discurso na cidade de Zingst dois meses antes da eleição alemã, revelam sua determinação pessoal de aprofundar a integração europeia se ela for reeleita por um quarto mandato.

Merkel disse que a decisão do Brexit no ano passado e as eleições na França e na Holanda, nas quais os partidos pró-europeus derrotaram os candidatos populistas, mudaram sua perspectiva.

 

“Para muitas pessoas, incluindo eu mesma, algo mudou quando vimos os britânicos quererem sair [da União Europeia], quando estávamos preocupados com o resultado das eleições na França e na Holanda”, disse Merkel aos eleitores.

A chanceler de centro-direita admitiu que a União Europeia estava longe de ser perfeita e que Bruxelas às vezes era muito burocrática.

 

Muitos homens tremem só de pensar nas responsabilidades da chanceler, porém Merkel continua levando sua vida normalmente, e encontra tempo até para fazer atividades comuns do dia a dia, como preparar o café da manhã para o marido, o professor de química quântica Joachim Sauer, e assistir a jogos de futebol pela televisão, principalmente quando os alemães estão em campo.

Angela Merkel, a mulher mais poderosa do mundo – Créditos: Getty Images

Confira algumas curiosidades sobre a “Dama de Ferro Alemã”!

O primeiro juramento! “Eu quero servir a Alemanha”. A promessa foi feita por Angela Merkel no dia 22 de novembro de 2005, quando tomou posse como chanceler. Depois da vitória apertada nas eleições gerais, ela se tornou a primeira mulher e a primeira alemã da antiga parte oriental a ocupar o cargo. Merkel se tornou a chefe de governo, comandado pela grande coalizão formada entre os partidos CDU, CSU e SPD.

Bundeskanzlerin Angela Merkel (CDU) wird am 22.11.2005 im Deutschen Bundestag in Berlin durch Bundestagspräsident Norbert Lammert vereidigt. Foto: Guido Bergmann (dpa)

 

O estilo Merkel de ser: O estilo rígido de Merkel é a marca registrada dela e também uma de suas características que mais agradam os alemães, que a chamam pelo apelido “Mutti”, que quer dizer mamãe, em português.

Mutti, o apelido de Angela Merkel – Créditos: Getty Images

Merkel não costuma tomar decisões facilmente. Aliás, a aversão dela ao risco vem de longa data. Aos nove anos, durante uma aula de natação, ela certa vez ficou parada por mais de 45 minutos sobre um trampolim até finalmente decidir mergulhar, minutos antes do fim da aula.

Angela Merkel –  Créditos: Getty Images

Formada em Física e com doutorado em Química Quântica, Merkel é analítica ao extremo, o que explica a dificuldade em tomar decisões rápidas. Muita gente, no entanto, atribui o sucesso dela na política a essa característica. Conhecida por pensar de forma objetiva, não previu a catástrofe nuclear de Fukushima, no Japão. Denfensora da política nuclear na Alemanha, Merkel mudou de posição em tempo recorde. A extensão do prazo de funcionamento das usinas foi suspenso e a Alemanha iniciou o processo de colocar fim ao uso da energia nuclear.

Merkel besucht den Windpark Baltic 1 (02.05.2011) Foto: Guido Bergmann (AFP)

Angela Merkel –  Créditos: Getty Images

Merkel espiã? Foi por pouco que ela quase se tornou uma espiã. No fim dos anos 1970, Merkel se candidatou para uma vaga de assistente de professora em uma escola de engenharia da Alemanha, e durante o processo seletivo acabou sendo convidada para trabalhar na Stasi, a polícia secreta da ex Alemanha Oriental. Ela recusou a oferta, alegando ser muito desajeitada. Se tivesse aceitado, dificilmente teria futuro na política, já que o passado como espiã da polêmica organização seria um grande problema.

Angela Merkel –  Créditos: Getty Images

Merkel também já teve seus momentos de baixo astral. Após se divorciar do primeiro marido, em 1982, ela foi morar em condições precárias em um apartamento ilegal no centro de Berlim. Em seu aniversário de 30 anos, ela recebeu a visita do pai, um pastor luterano, e ouviu dele que não tinha vencido na vida.

Angela Merkel –  Créditos: Getty Images

Disciplina é o seu nome do meio. Extremamente disciplinada, Merkel não se dá ao luxo de abrir exceções em sua rotina mesmo em ocasiões especiais. A prova disso é que na noite em que o muro de Berlim foi derrubado, em novembro de 1989, ela visitou uma sauna, como fazia regularmente, depois deu uma volta no quarteirão, bebeu uma cerveja enquanto olhava o movimento nas ruas e foi para casa, já que precisava trabalhar no dia seguinte. A maioria dos alemães passou a noite em claro, celebrando o momento histórico. O mais perto que ela esteve de um momento de farra noturna foi na época da faculdade, quando trabalhava como bartender nas festas disco organizadas pelos estudantes.

Angela Merkel –  Créditos: Getty Images

Merkel e as prendas do lar! Além do talento para a política, Merkel também é cozinheira de mão cheia, e expert em bolo de ameixa. A chanceler cozinha em casa sempre que pode e já confessou preparar o pequeno-almoço do marido. É aliás na cozinha que Merkel diz refugiar-se das obrigações do poder. “É claro que há momentos em que esqueço que sou chanceler. Não sinto que sou chanceler quando estou a mexer uma panela”, admitiu perante uma plateia feminina em Berlim. As suas especialidades na cozinha são sopa de batata, rolo de carne e tarte de ameixa. Ela também costuma comprar os próprios alimentos em supermercados de bairro, e sempre paga a conta em dinheiro. Ao ex-presidente da Nigéria, Goodluck Jonathan, ela confidenciou certa vez que prepara o café da manhã para o marido todos os dias. A chanceler é casada com o químico Joachim Sauer e não tem filhos. Seu sobrenome marcante – Merkel – é herança do primeiro marido, com quem foi casada entre 1982 e 1997. Criada no leste comunista, ela nasceu em 1954 em Hamburgo, na Alemanha Ocidental. Poucos anos depois, a família mudou-se para a Alemanha Oriental, onde viveu até a queda do muro de Berlim, em 1989.

Bolo de ameixa, especialidade de Angela Merkel, e a chanceler ao lado de seu marido,

Bolo de ameixa, especialidade de Angela Merkel, e a chanceler ao lado de seu marido, o professor de química quântica Joachim Sauer – Créditos: Divulgação

Quem tem medo de Putin? Como ninguém é de ferro, Merkel também tem seus medos. Ou cinofobia, no caso dela, que é o medo irracional de cachorros. Em uma visita de estado ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, em 2007, ela foi apresentada à cadela dele, Koni. Putin fez questão de que o momento fosse registrado pelos fotógrafos, e exibiu certo prazer em ver Merkel sem saber como reagir ao canino. “O medo de cães [de Merkel] não pode ter escapado a Putin, que estava recostado a desfrutar do momento, de pernas abertas”. O presidente teria dito: “Estou certo de que ela se vai portar bem”, ao que Merkel respondeu em russo: “Pois, não come jornalistas, apesar de tudo”. Putin desmentiu que trazer o seu cão para a reunião em Sochi tenha sido uma opção propositada para assustar a chanceler. “Eu só lhe mostrei a minha cadela porque achei que ela ia gostar”, afirmou, quando lhe perguntaram sobre o incidente, citado pelo jornal The Telegraph. “Mais tarde expliquei-lhe isso e pedi desculpa”. Merkel terá tentando controlar-se, mas desde aí, sempre que visita a Rússia é recebida por Putin… e pelos seus cães.

HORIZONTAL|BER111,

Angela Merkel em visita ao presidente da Rússia, Vladimir Putin: ai que medo da Koni – Créditos: Getty Images

Merkel tem um gesto muito próprio: Colocar as mãos em forma de diamante é a arma secreta da chanceler quando tira as fotos de família em cimeiras e reuniões de alto nível ou então em momentos mortos. A própria Angela Merkel já admitiu que o gesto é inadvertido e que o faz quando não sabe o que fazer com as mãos. Este gesto foi muito importante na sua última campanha já que o seu partido optou por colocar nos cartazes esta imagem de marca nalguns dos pontos mais movimentados de Berlim com o slogan “A Alemanha em boas mãos”.

GERMANY-VOTE-CDU-MERKEL

A paixão pelo futebol! Merkel não perde uma partida de futebol na televisão. Vale lembrar que ela sempre acompanha a Seleção alemã em suas partidas decisivas e veio ao Brasil, em 2014, especialmente para assistir a final da Copa do Mundo, vencida pelos alemães, ocasião em que também  foi cumprimentar os jogadores da seleção no vestiário e até tirou fotos com os integrantes da comissão no Maracanã.

Angela Merkel com a seleção alemã – Créditos: Getty Images

Homenagem no museu. Em homenagem aos 60 anos da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, o Museu Madame Tussauds de Berlim exibiu uma estátua de cera da aniversariante em frente ao Portão de Brandemburgo.

Em homenagem aos 60 anos da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, o Museu Madame Tussauds de Berlim exibiu uma estátua de cera da aniversariante em frente ao Portão de Brandemburgo. Canceriana, Merkel faz aniversário na quinta-feira (17)

Estátua de Merkel – Crédito: AP Photo/Michael Sohn

A vaidade feminina! Em entrevista à revista alemã ‘Emma’, especializada em política dirigida ao público feminino, Merkel afirmou: ‘Compartilho com Hillary Clinton a gênese do corte de cabelo. A luta eterna: o que poderia combinar comigo? Quando olho para trás, não entendo como eu não cheguei mais cedo ao meu corte atual’. ‘Como chanceler, eu tenho uma maquiadora que me ajuda. Mas geralmente eu adoto um estilo muito prático: o penteado precisa durar 12 horas ou mais, e eu também não posso ficar retocando a maquiagem a cada duas horas. O tempo gasto com essas coisas precisa ser bastante limitado’, afirmou Merkel em entrevista à Alice Schwarzer, segundo o site ‘Spiegel Online’KAI.

PFAFFENBACH/REUTERS

A chanceler alemã Angela Merkel cumpre à risca a sua defesa da austeridade. A principal defensora da política de cortar gastos para recolocar a economia europeia nos trilhos foi flagrada pela imprensa alemã repetindo a mesma roupa – uma bela túnica colorida – em diferentes oportunidades. O curioso é que Merkel fez isso ao longo de 18 anos. “Nossa chanceler mantém-se fiel a si mesma”, estampou a manchete o jornal popular alemão Bild, o diário mais lido do país. Abaixo do título, uma montagem de fotos mostra Merkel trajando a mesma roupa em 1996, 2002 e recentemente, em 2014.

De acordo com o jornal, a mulher mais poderosa do mundo, aparece frequentemente repetindo seu visual, pois “a chanceler compra suas próprias roupas sozinha, ao contrário de muitas outras celebridades, que emprestam itens de estilistas e designers”. Por não ter muito tempo livre em sua agenda, Angela Merkel acaba tendo de se virar com o que dispõe em seu guarda-roupa.

Comentando a roupa repetida de Merkel, a revista on-line americana Slate afirma que “seria difícil encontrar um melhor exemplo do pragmatismo alemão do que a túnica de Merkel, que agora tem idade suficiente para comprar sua própria cerveja”. O texto prossegue afirmando que “as roupas alemãs, assim como seus automóveis e sua chanceler, são resistentes”.

Resultado de imagem para túnica de Merkel

Montagem do Bild

Happy Birthday!

Herzlinchen Glückwunsch!

Feliz Cumpleaños!

Feliz Aniversário!

Liebe Grüße aus Brasilien!

 

 

São Paulo – Brasil – 09:10

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

Federação Alemã comemora os 11 anos de Joachim Löw no comando da Seleção

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado, carro e área interna

Quem acompanha o futebol mundial sabe que Joachim Löw se encaixa na lista dos melhores técnicos de futebol do mundo. No comando da Seleção Campeã do Mundo, o treinador alemão não é badalado, mas também não é questionado em seu trabalho e no cargo que ocupa.

Löw era treinador da Bundesliga e passou a ter maior visibilidade quando conquistou o título da Copa da Alemanha de 1997 com o Stuttgart. Na preparação para a Copa do Mundo de 2006, sediada pela Alemanha, aceitou o convite do técnico Jürgen Klinsmann para ser seu auxiliar na Seleção Alemã e acabou assumindo o comando da mesma, com a saída de Klinsmann ao término do Mundial. A Alemanha terminou em terceiro lugar ao vencer a Seleção de Portugal.

Desde então, Löw tem conduzido a Seleção Nacional de forma brilhante, levando a equipe quase sempre as semifinais de todas as competições que disputou. Alcançou o 2º lugar na Eurocopa de 2008, 3º na Copa do Mundo de 2010, 3º na Eurocopa de 2012, conquistou o Tetracampeonato no Brasil em 2014 e o 3º lugar na Eurocopa de 2016. O seu último feito foi a conquista da Copa das Confederações 2017, na Rússia, apostando em uma equipe extremamente jovem. Além de vir conduzindo a equipe com maestria nas eliminatórias europeias para a Copa do Mundo de 2018. Assim, com muito trabalho e dedicação 11 anos se passaram.

Este é um grande feito para o técnico de 57 anos e realmente merece ser comemorado, principalmente pela trajetória dos treinadores no comando da Mannschaft. 

Desde 1926 quando a Seleção Alemã  passou a ter um profissional com dedicação exclusiva, apenas 10 profissionais passaram pelo cargo, com uma média de nove anos de trabalho para cada profissional. Joachim Löw já ultrapassou esta média e se cumprir o seu atual contrato que tem como prazo final o ano  de 2020, o técnico ficará 14 anos a frente da seleção e será o comandante mais longevo da história e com o maior número de partidas disputadas.

Hoje a DFB – Federação Alemã de Futebol, comemorou e agradeceu em suas redes sociais, o trabalho e dedicação do técnico ao longo destes 11 anos.

🥈🥉🏆🏆

Thank you for 11 wonderful years so far, Joachim Löw! 🙏 #DieMannschaft

O Batom e Futebol parabeniza Joachim Löw pelo belo trabalho desenvolvido e espera poder continuar acompanhando por muitos e muitos anos, o maravilhoso espetáculo conduzido por ele e sua equipe!

Danke, Joachim Löw, Herzlichen Glückwunsch und alles Gute!

 

 

São Paulo – Brasil – 23:50

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

Lukas Podolski inaugura sorveteria em Colônia e distribui sorvetes grátis

_UWE7478

foto: Uwe Weiser

 

Ice, Ice, Poldi! Quem precisa de cerveja quando o príncipe Poldi distribui uma rodada de sorvetes?

Neste sábado Colônia sediou a abertura da sorveteria “Ice Cream United”, de propriedade de Lukas Podolski (32), ex jogador da Seleção Alemã e do Colônia. Na inauguração, entre às 18:00 e 20:00, os cidadãos de Colônia tiveram direito a um sorvete gratuito.

Os fãs de Podolski compareceram em peso para a abertura de sua loja, todos queriam experimentar os sorvetes.

O campeão mundial que na próxima temporada jogará no Japão, recebeu a todos em sua loja, falou sobre os produtos, de suas ambições com a Ice Cream United e também deu autógrafos. . ” O sorvete contém apenas doze por cento de açúcar”, declarou Poldi.

_UWE6895

foto: Uwe Weiser

Com 60 m², a loja foi montada no estilo industrial, em madeira e aço inoxidável. 

“Ficou muito legal – exatamente como queríamos”, disse Podolski, que procurou mesmo um design industrial com um grande balcão de madeira e aço inoxidável.

Não foi difícil convencer os fãs a comparecerem a inauguração da loja. A multidão era tão grande que a polícia também compareceu à rua para manter tudo sob controle.

Desejamos sucesso ao Podolski em seu novo empreendimento.

 

São Paulo – Brasil – 00:38

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Por Josy Galvão

 

Alemanha prioriza evolução de novatos e espera ter 2 ou 3 na Copa

 Ex-atacante Oliver Bierhoff  é o diretor esportivo da Alemanha (Foto: Ivan Raupp)

Ex-atacante Oliver Bierhoff é o diretor esportivo da Alemanha (Foto: Ivan Raupp)

 

A Alemanha desembarcou nesta semana na Rússia com um grupo jovem para a disputa da Copa das Confederações. A média de idade é de apenas 23 anos. Seis dos 23 convocados são estreantes: Stindl (Borussia Mönchengladbach), Plattenhardt (Hertha Berlin), Younes (Ajax), Demme (RB Leipzig), Demirbay (Hoffenheim) e Sandro Wagner (Hoffenheim). Apenas três estiveram na última Copa do Mundo (Draxler, Mustafi e Ginter), e sete na Eurocopa de 2016 (Ter Stegen, Leno, Jonas Hector, Kimmich e Emre Can, além de Draxler e Mustafi).

Enquanto isso, as maiores estrelas do país, como Özil, Müller e Neuer, foram poupadas da competição. Diretor esportivo da seleção alemã, o ex-atacante Oliver Bierhoff participou de uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira em Sochi e foi questionado pelo GloboEsporte.com sobre o tema.

– Nossa meta principal é vencer a Copa do Mundo em 2018. Temos muitos jogadores que disputaram a última Copa do Mundo, a Eurocopa da França, a Liga dos Campeões. Acreditamos que, para tornar o time melhor e fazer com que ele cresça, temos que dar um pouco de espaço e descanso para esses jogadores. E também dar oportunidade a jovens, como esses dois ao meu lado (Joshua Kimmich e Julian Brandt), para que eles se conheçam melhor e dar-lhes experiência internacional. Esta é uma ótima oportunidade para todos eles crescerem pessoalmente e também como time. Temos certeza de que, a longo prazo, a equipe terá sucesso com isso se desenvolvermos os jogadores nesses torneios – justificou.

Bierhoff tentou tirar um pouco da responsabilidade desse jovem time ao dizer que a prioridade não é a conquista do título. E analisou o aproveitamento que espera ter dos novatos de olho no Mundial do ano que vem, também na Rússia. 

– Não podemos nos fixar em números, não sabemos quantos desses jogadores estarão na Copa do Mundo no ano que vem, espero que muitos, mas depende dos que estão em casa descansando. Sabemos que eles vão evoluir e tirar proveito dessa experiência. O torneio não terá sido um sucesso só se formos campeões, mas também se conseguirmos desenvolver vários jogadores. Aí, quando eles forem para casa, dirão que foi uma boa experiência. Espero que possamos ter dois ou três jogadores que poderão nos ajudar na Copa do Mundo do ano que vem.

 

Kimmich e Julian Brandt são apostas na seleção da Alemanha (Foto: Ivan Raupp)

Kimmich e Julian Brandt são apostas na seleção da Alemanha (Foto: Ivan Raupp)

 

O lateral/volante Kimmich, do Bayern de Munique, e o meia-atacante Brandt, do Bayer Leverkusen, também estiveram na coletiva. Kimmich respondeu sobre as comparações com o ídolo alemão Philipp Lahm, que se aposentou ao fim desta temporada.

– Jogamos juntos no Bayern, e somos da mesma posição. Ele é um grande jogador, dá o máximo no campo. Mas cada jogador tem sua própria carreira e quer ser o melhor de si mesmo.

O atleta do Bayern ainda brincou em relação à visita de uma escolinha de futebol de Sochi ao treino da Alemanha na quinta e arrancou risos dos jornalistas presentes. 

– Claro que não entendo russo, mas conheci algumas palavras, e essas palavras não podem ser ditas aqui na coletiva.

A estreia alemã na Copa das Confederações é contra a Austrália, na próxima segunda-feira, às 12h (de Brasília), no Estádio Olímpico de Sochi.

 

 

Matéria originalmente publicada por:   http://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 01:30

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Homens e mulheres metabolizam remédios de maneira diferente

Pesquisa mostra que diferenças de metabolismo exigem adequação do medicamento às especificidades da natureza do corpo. Na Alemanha, agências reguladoras já exigem testes em ambos os sexos.

Doping am Arbeitsplatz (picture-alliance/U. Baumgarten)

A travessia entre o diagnóstico e a cura de uma doença submete homens e mulheres a tratamentos com remédios que não necessariamente são adequados às particularidades de cada organismo, concluiu um estudo realizado no Instituto Max-Planck em Dresden, na Alemanha. Para os cientistas envolvidos na pesquisa, a produção de medicamentos pela indústria farmacêutica desconsidera o fato de que a diferença entre os sexos vai além do aparelho reprodutor.

Um exemplo é o metabolismo hepático. A equipe de Dresden descobriu que a gordura no sangue do homem e da mulher é diferente. Isso indica que o fígado de um e de outro funciona de maneira distinta. Por esse fator, um quinto dos homens analisados pelos pesquisadores apresentou risco maior de desenvolver ao longo da vida diabetes tipo 2, pressão alta e obesidade. Essas informações deveriam ser levadas em conta na hora de definir a composição de um remédio para eles. Mas na maioria dos casos, não são.

Nas mulheres, as chances de uma síndrome metabólica são menores. Só que outro problema foi detectado – aliás, um problema para as mulheres que tomam pílula. O consumo de anticoncepcionais, segundo o estudo, produz uma mudança drástica na gordura sanguínea. A consequência é que as células do fígado acabam danificadas.

Os cientistas alemães chegaram ainda à conclusão de que a pílula faz diminuir a formação do colesterol bom, o HDL, e eleva o perigo de infecções, pressão alta e arteriosclerose. Foram identificados também distúrbios de ritmo do coração e da circulação do sangue. Tudo isso poderia potencializar os efeitos colaterais de um medicamento, ou mesmo fazer o organismo da mulher reagir de uma forma inesperada.

A medicina de gêneros

Vera Regitz-Zagrosek, do Instituto de Pesquisa de Gêneros do hospital Charité, em Berlim, alerta para uma negligência que pode transformar qualquer remédio em uma possível ameaça. “Por motivos econômicos, a maioria dos testes para desenvolvimento de medicamentos usa animais machos”, afirma.

O caminho para minimizar os riscos pode estar na medicina de gêneros. De acordo com Regitz-Zagrosek, o que essa área da saúde pretende é repensar a fabricação e a indicação de fármacos. Para ela, os especialistas precisam se perguntar: “Posso dar isso a um homem? A uma mulher? Na mesma dosagem? Faz diferença se a mulher está no período menstrual?”.

As mulheres metabolizam remédios mais lentamente, aponta a pesquisa de Dresden. Por isso, estão sujeitas a uma superdosagem, o que não ocorre com os homens.

Outro desafio é tirar o rótulo de que certas doenças só atingem um lado. A osteoporose, por exemplo, é considerada por muitas indústrias farmacêuticas uma doença de mulher, e os medicamentos geralmente são fabricados para elas. Mas a diminuição da densidade dos ossos afeta homens, que no fim são tratados com os mesmos princípios ativos indicados para o sexo oposto.

Na visão de Jürgen Gräßler, pesquisador do Hospital Universitário de Dresden, as conclusões do estudo “podem significar que, no futuro, teremos que fazer um controle mais eficaz e começar cedo ações de prevenção, como dieta e atividades físicas”.

Na Alemanha, as primeiras mudanças já começaram a surgir. Agências reguladoras exigem que testes para medicamentos sejam feitos em ambos os sexos porque a natureza de cada corpo não é igual.

 

Matéria originalmente publicada por:  http://www.dw.com

São Paulo – Brasil – 20:40

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão

Bartra retira os pontos e mostra estrago feito pelas bombas; imagem forte

Resultado de imagem para Bartra

Marc Bartra deu mais um passo em direção ao retorno aos gramados nesta quarta-feira. O zagueiro do Borussia Dortmund registrou nas redes sociais o momento em que retirava os pontos do ferimento no braço direito e mostrou pela primeira vez o estrago feito pelas bombas que atingiram o ônibus da delegação do clube há duas semanas.

O zagueiro de 26 anos foi a principal vítima do atentado. Três bombas explodiram próximo ao veículo que levava o Dortmund ao estádio para a partida de ida contra o Monaco, válida pelas quartas de final da Liga dos Campeões – o jogo acabou remarcado para o dia seguinte, e o Monaco venceu por 3 a 2. Os estilhaços atingiram em cheio o braço do jogador.

Na última sexta-feira, o suspeito de ter cometido o ataque foi preso. Segundo a polícia alemã, o crime teve motivos econômicos, já que ele havia adquirido ações do Borussia Dortmund no mesmo dia do atentado e pretendia lucrar com a venda das mesmas.

A IMAGEM ABAIXO É FORTE

Bartra mostra momento em que pontos são retirados (Foto: Reprodução)

Bartra mostra momento em que pontos são retirados (Foto: Reprodução)

Matéria originalmente publicada por:    http://globoesporte.globo.com

São Paulo – Brasil – 23:15

Siga o Batom e Futebol no Twitter, a casa do Futebol Alemão no Brasil: @Batom_efutebol

Follow Batom and Futebol on Twitter, the home of German Football in Brazil:  @Batom_efutebol

Siga o Batom e Futebol no Facebook, a casa do Futebol Alemão no Brasil:https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Follow Batom and Futebol on Facebook, the home of German Football in Brazil: https://www.facebook.com/BatomeFutebol

Josy Galvão